246 ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO EM PDF

ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO EM PDF
 
O processo de alfabetização inicia antes da entrada da criança na escola; é natural, espontânea, e acontece pelo contato com as coisas que há no meio em que a criança vive.
Por isso, é comum que a criança inicie sua aprendizagem do sistema de escrita nos mais variados contextos.
A escrita faz parte do mundo da criança, ela trabalha cognitivamente desde muito cedo utilizando informações das mais variadas procedências:
  • Embalagens;
  • Cartazes de rua;
  • TV;
  • Peças de vestuário;
  • Livros;
  • Revistas, seu próprio nome.
Portanto, não faz sentido deixar a criança à margem da língua escrita.
A produção deste material tem como objetivo fornecer suportes e sugestões aos professores de alfabetização que trabalham com alunos não alfabetizados e/ou com dificuldades no processo de construção da leitura e escrita.
A ideia é apoiar e fortalecer o trabalho das Unidades de Ensino, de modo que contribua diretamente com a qualidade do ensino, alcançando assim resultados significativos no processo de alfabetização dos nossos alunos.
Este material é composto por textos sobre o processo de alfabetização e letramento, concepções acerca da leitura e escrita, compreensão do sistema de escrita e a função social, os níveis da escrita, atividades iniciais de alfabetização, sugestões de atividades práticas de leitura, além de sugestões
de atividades de alfabetização.

Atividades de alfabetização e Letramento

A alfabetização consiste no aprendizado do alfabeto e de sua utilização como código de comunicação. De um modo mais abrangente, a alfabetização é definida como um processo no qual o indivíduo constrói a gramática e suas variações.

Esse processo não se resume apenas na aquisição dessas habilidades mecânicas (codificação e decodificação) do ato de ler, mas na capacidade de interpretar, compreender, criticar, resignificar e produzir conhecimento.
Todas essas capacidades citadas anteriormente, só serão concretizadas se os alunos tiverem acesso a todos os tipos de portadores de textos. 

O aluno precisa encontrar os usos sociais da leitura e da escrita. A alfabetização envolve também o desenvolvimento de novas formas de compreensão e uso da linguagem de uma maneira geral.

Letramento e alfabetização

Letramento é entendido hoje como a capacidade de dominar a leitura e a escrita, neste sentido uma pessoa letrada é aquela que as domina e utiliza com competência, em seu meio social, pois só assim o indivíduo se tornará alfabetizado e letrado.

De acordo com a autora Soares há a necessidade de diferenciá-los, pois pode-se confundir os dois processos, gerando assim um conflito na compreensão dos mesmos; e ao aproximá-los percebemos que a alfabetização pode modificar o entendimento de letramento, como ao mesmo
tempo depende dele.

Atividades de Alfabetização grátis

  1. atividade-de-alfabetizacao-1
  2. atividade-de-alfabetizacao-2
  3. Atividades-de-alfabetização-3

Níveis da Escrita

A caracterização de cada nível não é estanque, podendo a criança estar numa determinada hipótese e mesclar conceitos do nível anterior.

Tal “regressão temporária” demonstra que sua hipótese ainda não está adequada a seus conceitos.

Nível 1 – pré-silábico

A criança não estabelece vínculo entre a fala e a escrita, supõe que a escrita é outra forma de desenhar ou de representar objetos.

Utilizam desenhos, garatujas e rabiscos para escrever; ela demonstra intenção de escrever através de traçado linear com formas diferentes.

Na construção do seu conhecimento ela supõe que a escrita representa o nome dos objetos e não os objetos; coisas grandes devem ter nomes grandes, coisas pequenas devem ter nomes pequenos, usa letras do próprio nome ou letras e números na mesma palavra, pode conhecer ou não os sons de algumas letras ou de todas elas, além de fazer suposições sobre a quantidade de letras e variações na grafia na hora da escrita.
Nesta fase, a expectativa é de que a escrita dos nomes seja proporcional à idade ou tamanho da pessoa, objeto ou animal a que se refere.
Desta forma, a linha ondulada que representará a palavra papai, por exemplo, será maior que aquela que representar o nome e o sobrenome da própria criança, o mesmo ocorrendo com a palavra boi em relação à palavra formiga.
Ex:
Boi= derisodjfurksj
Formiga= jdi
aogekl = gato

Nível 2 – silábico

A criança começa a ter consciência de que existe alguma relação entre a pronúncia e a escrita, começa a desvincular a escrita das imagens e números das letras, demonstra estabilidade ao escrever seu nome ou palavras que teve oportunidade e interesse de gravar.

Esta estabilidade independe da estruturação do sistema de escrita; Nesta etapa são feitas tentativas de valor sonoro a cada uma das letras que compõem a palavra. Surge a chamada hipótese silábica, isto é, cada grafia traçada corresponde a uma sílaba pronunciada, podendo ser usadas letras ou
outro tipo de grafia.

Há, neste momento, um conflito entre a hipótese silábica e a quantidade mínima de letras exigidas para que a escrita possa ser lida.
Ex:
AO = bola AO = gato

Nível 3 – Silábico-Alfabético

A criança inicia a superação da hipótese silábica, começa a compreender que a escrita representa o som da fala, ocorre então à transição da hipótese silábica para a alfabética. O conflito que se estabeleceu – entre uma exigência interna da própria criança (o número mínimo de grafias) e a
realidade das formas que o meio lhe oferece – faz com que ela procure soluções.
Tal conflito se evidencia com clareza nas tentativas de escrita de seu próprio nome, especialmente, se a criança já tem certa imagem visual do mesmo e seja lida com um repertório de letras visualizadas ocasionalmente.
Ela, então, começa a perceber que escrever é representar progressivamente as partes sonoras das palavras, ainda que não o faça corretamente.
Nesta etapa, a hipótese silábica começa a desmoronar, porém, quando o meio não provê estas informações, não ocorrem possibilidades de conflito entre as hipóteses da criança, nem ela pode testá-las, avançando na construção de conhecimentos.
Ex: BOA = bola
MENNO = menino
BOBOETA = borboleta
GATO = gato

Nível 4 – Alfabético

No nível quarto é atingido o estágio da escrita alfabética, a criança compreende que a escrita tem uma função social: a comunicação, compreende o modo de construção do código da escrita e que cada um dos caracteres da escrita corresponde a valores menores que a sílaba.

A criança conhece o valor sonoro de todas as letras ou de quase todas. Nesta fase pode ainda não
separar todas as palavras nas frases, omite letras quando mistura a hipótese alfabética e silábica, não tem problemas de escrita no que se refere a conceito.
EX:
ALUNO+ aluno CRIANSA = CRIANÇA
Daí para frente haverá ainda muitos problemas causados pelas dificuldades ortográficas, mas terá concretizado a apreensão da estrutura da língua escrita. Onde chamaremos de alfabético ortográfico.

Mais sugestões de atividades para alfabetizar:

COMO ALFABETIZAR BRINCANDO

Como Alfabetizar Dicas e Atividades de alfabetização

Como alfabetizar

Atividades para alfabetizar com nomes

Como alfabetizar letrando

Atividades com vogais para alfabetizar

Alfabetizar em 10 DIAS Médoto Leo Dupret Apostila em PDF Para Baixar

Método Fônico História Da Abelhinha Para Alfabetizar

Textos Para Alfabetizar

Crie de maneira fácil: Cartelas de números, letras ou frases. Alfabetizar brincando de BINGO!!

Atividades de Alfabetização Som Das Letras

Livros Para Baixar Com Atividades Para Alfabetizar

Livro de alfabetização

300 ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO PÉ DA LETRA

Coleção Adoletra Volume 1, 2, 3 e 4 para baixar

No Responses

  1. Pingback: Letras do alfabeto Para Imprimir - Formato de Pista 7 de fevereiro de 2018

Adicionar Comentário