Alfabetização e Letramento


Nos dias de hoje um dos maiores desafios para os professores dos anos iniciais e por que não do EJA (Educação de Jovens e Adultos) é alfabetizar e letrar os alunos, mas você sabe a diferença entre os dois?

Vêm comigo que eu te explico!

 

Antes de qualquer coisa é necessário saber que os dois conceitos têm definições bem diferentes, veja, uma pessoa alfabetizada, não necessariamente é letrada, ser alfabetizado é basicamente saber codificar as letras e números, ou seja, saber compreender as letras e números escritas, ser letrado vai muito além disso, a pessoa letrada responde as demandas sociais da leitura e da escrita, interpreta os textos de diferentes gêneros textuais que lhe forem passados, desenvolve textos de diferentes gêneros textuais, sendo assim, ele entende o código, sendo capaz de manejar a língua de acordo com a sua vivencia social, buscando ser compreendido e também compreender.

Ambas são importantes para o processo de ensino aprendizagem dos alunos, por isso a melhorar maneira hoje de se alfabetizar alguém, crianças, jovens e adultos, é fazer os dois ao mesmo tempo, alfabetizar letrando.

O processo de letramento começa a ser inserido na vida das crianças ainda nos primeiros meses de vida, quando, por exemplo, os familiares contam um histórias de contos de fada, ou utilizam livros com bastante figuras, mesmo que eles ainda não consigam compreender os signos inseridos em livros interpretam as histórias através dos desenhos, decorando as feições e as situações que o livro mostra, inventando as suas próprias histórias a partir dos desenhos dos livros, ou contos ouvidos, assim com o tempo e estimulo ao letramento são capazes de distinguir se o que estão vendo ou ouvindo são contos de fadas, poemas, letras de música, receita de algo, dentre outras.

A prática do letramento vem para a criança de acordo com a sua inserção na vida em sociedade, crianças letradas têm mais facilidade de compreender a língua e se apropriar dela, já as crianças que não passam por esse estímulo ficam limitadas as combinações das letras, tendo certa ou muita dificuldade posteriormente para compreender e interpretar os textos lidos, gerando nelas com o tempo certa vergonha em ler e falar em público, tornando-a mais tímida do que ela poderia ser, por isso é de suma importância que o professore em sala de aula alfabetize os alunos letrando-os ao mesmo tempo e que a família em casa estimule os pequenos, jovens e adultos sempre.

Os estímulos nos anos iniciais da vida das crianças são muito importantes e podem ajudar muito futuramente, logo após o nascimento, os bebes produzem em média de dois a três mil sinapses por segundo. Essas sinapses são as conexões entre os neurônios no cérebro das pessoas, que servem para armazenar e transmitir informações.

Os estímulos da leitura e da escrita são uma base para o aprendizado das crianças e por isso devem ter uma atenção especial na primeira infância, as sinapses são as maiores responsáveis por essas informações. Caso a criança nasça com algum problema congênito ou adquira ao decorrer do tempo, essa importância se multiplica, ela deve ser estimulada de todas as maneiras possíveis, para que tenha uma vida normal, como qualquer outra criança, estimular é o segredo.

No dia-a-dia da escola e em casa, é possível estimular os pequenos, basta contar contos e história, inventar personagens junto com a criança, ler livros e estimular a criança a ler, caso ela ainda não tenha sido alfabetizada, ela pode inventar uma história a partir de outra história.

Do nascimento até os cinco anos de idade mais ou menos a cabeça das crianças funcionam como uma esponja que captura tudo que esta a sua volta, por conta das sinapses do seu cérebro, nessa fase a criança tem um alto rendimento cerebral por isso é muito importante os estímulos, seu potencial de aprendizagem está praticamente no ápice, elas simplesmente querem saber o porquê de tudo. Com o avanço da idade e desenvolvimento cerebral, há uma necessidade de processar as informações mais complexas, dessa forma ocorre uma seleção natural, onde o cérebro armazena apenas as sinapses mais utilizadas e arquivam as outras, o cérebro dessa maneira fica mais ativo para investir em algo novo, sobrando mais espaço para o novo conhecimento que será adquirido.

Por tal feito é tão importante que os estímulos sensoriais devam ser apresentados desde cedo para as crianças, são ferramentas mentais das quais elas terão acesso no futuro, sempre que necessário, porém é bom que estejam em constante treino, para que não se percam, é preciso estimulá-las a todo o momento.

DISLEXIA É UM ASSUNTO SÉRIO


Algumas crianças, adolescentes e até adultos, apresentam uma grande dificuldade em entender as letras e palavras, essa confusão ocorre por conta da dislexia, ela causa um baixo rendimento escolar por parte do aluno e consequentemente uma enorme frustração para o mesmo. É considerado um transtorno especifico de aprendizagem e tem sua origem neurobiológica, normalmente resultando em um déficit no componente fonológico da linguagem.

O aluno com esse transtorno simplesmente não consegue entender como funciona os signos que compõe as letras, isso trás uma grande dificuldade em seu processo de aprendizagem, ele pode ate começar a sentir desmotivado caso o professor não perceba a sua dificuldade e futuramente pode até desistir dos estudos.

É possível o professor da pré-escola já observar alguns sinais da dislexia em seu aluno como:

  • Fraco desenvolvimento de atenção
  • Fraco desenvolvimento da coordenação motora fina(utilizada para a escrita)
  • Dificuldade com alguns jogos como quebra-cabeça
  • Dispersão
  • Atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem
  • Falta de interesse por livros impresos
  • Dificuldades de aprender rimas e canções

Caso tais sinais sejam percebidos o professor pode recorrer ao psicopedagogo da instituição para procurar ajuda e ver o que será o melhor a se fazer para ajudar esse aluno. A dislexia é um transtorno sério e se não tratado desde cedo pode tornar-se um problema muito grave futuramente.

A PRÁTICA DO ALFABETIZAR E DO LETRAR


Sabemos da dificuldade que é ser hoje em dia um professor das séries iniciais, sabemos que as crianças estão vindo cada vez mais cedo para as escolas e que muitas vezes o professor não consegue acompanhar tal demanda, é realmente muito difícil, porém existem negligências sobra a alfabetização e letramentos dos alunos que infelizmente não podemos deixar passar, como o fato de muitos alunos chegarem ao ensino médio semi-analfabetos, por conta de alguns professores que infelizmente negligenciarão o processo de ensino aprendizagem.

É fato que alguns alunos simplesmente não demonstrem interesse por livros, história e afins, porém isso será de extrema importância em sua vida em todos os seus anos, ler e escrever e saber interpretar torna o mundo de quem aprende muito mais colorido e fácil, afinal tudo é leitura.

Cabe ao professor e familiares mostrar as crianças e seus alunos o quão gratificante é o mundo da leitura e da escrita, como? Olha só:

  • Leia sempre com as crianças – seja em casa ou na escola, tenha sempre um livrinho colorido e chamativo em mãos.
  • Permita que as crianças recontem a história- depois de ler com elas, pergunte se elas gostaram, ou se mudariam algo, deixe que elas utilizem a imaginação e inventem e recontem suas próprias histórias.
  • Faça teatros com as crianças- elas adoram o mundo do faz de conta e poder interpretar os seus personagens favoritos torna a leitura muito mais prazerosa.
  • Faça leitura deleite- deixe que leiam apenas pelo prazer de ler algo
  • Peça que eles reproduzam o que leram- pode ser interpretando, desenhando ou até mesmo narrando.
  • Ensine- os a ler as letras de maneiras diferentes- pode ser com massinha de modelar, areia, macarrão, mas ensine as letras de uma maneira diferente e não somente na lousa com giz. Ele desenvolverá muito melhor a sua coordenação motora fina.
  • Entregue bilhetinhos com palavras carinhosas- as crianças gostam de ser mimadas e se sentirem importantes, e se elas puderem ler esse carinho melhor ainda, tenha certeza que será retribuído.
  • E o mais importante de tudo: faça tudo isso com amor.

     

Promover momentos durante a alfabetização e letramentos dos alunos, independentemente de suas idades, de prazer e satisfação fará com que ele tenha mais interesse pela leitura e escrita, fará com ele tenha vontade de se aprofundar mais no mundo literário e pegue gosto por isso.

Sabemos que alfabetizar é difícil, letrar então, mais complicado ainda, fazer os dois então?

A dificuldade se estende bastante, porém quando fazemos com amor, tudo fica mais fácil, o alfabetizar e o letrar tornam-se atividades prazerosas.

Proporcione atividades lúdicas envolvendo a leitura e escrita para as crianças e alunos, esses momentos são de suma importância no processo de alfabetização e socialização com a turma e com o professor.

E principalmente professor, ame o que você faz, alfabetizar e letrar alunos, independentemente de sua idade, é um dom maravilhoso, é uma profissão maravilhosa e gratificante, seja grato por isso, pois você é um ponto importantíssimo na vida dos seus alunos.

.

Autora: Laís Simão, Pedagoga e Professora Especialista em Deficiências Intelectual e Múltiplas

Mais sugestões de Alfabetização e Letramento

Como alfabetizar letrando

Letramento Divertido (6 e 7 anos) Livro 4

Alfabetização e Letramento Conceito e Relações

Sugestões de Atividades em Vídeo

Adicionar Comentário