Home atividades cantigas de roda Atividades cantigas de roda

Atividades cantigas de roda

25 min read
0
0
498

Atividades cantigas de roda e projetos





Cantar é maravilhoso! “Quem canta seus males espanta”. Todos gostam de brincadeiras. Essas cantigas de roda são muito importantes, pois pertencem à tradição oral e são transmitidas de geração a geração. Entre na roda, na ciranda da brincadeira e divirta-se com as atividades cantigas de roda com sua turma. Será super legal!

Projeto cantigas de roda educação infantil 




Objetivos:

 

  • Pesquisar sobre as diferentes cantigas de roda que existem.
  • Proporcionar a leitura das canções.
  • Ampliar o repertório musical e de outras brincadeiras de roda.
  • Resgatar as brincadeiras mais antigas.
  • Atividades diversificadas de cantigas de roda.

Metodologia:

  • Recuperar com os pais, avós, amigos, vizinhos e em livros, cantigas de roda e as brincadeiras.
  • Trabalhar com o grupo de alunos as cantigas e as brincadeiras.
  • Analisar as cantigas de roda
  • Criar e inventar outras cantigas de roda e outras brincadeiras e ideias de atividades cantigas de roda.

 

Produção Final:

  1. Apresentação dos trabalhos e um musical.
  2. Duração prevista 45 dias.
  3. O que pode ser trabalhado com este projeto?

Língua Portuguesa
Artes
Estudos Sociais
Matemática

 




“Ciranda, cirandinha, vamos todos…” É pena, mas, cada dia menos, as crianças conjugam, cantam e dançam o verbo cirandar – desta e de qualquer outra cantiga de roda.

A lista de motivos que distanciaram a cantiga e a roda das brincadeiras infantis é grande.

Os edifícios e suas minúsculas áreas de lazer engoliram literalmente os quintais amplos nas grandes cidades.

A insegurança afugentou das ruas as crianças, Ao mesmo tempo, com velocidade espantosa.

A mídia transforma em modismo musical e comportamental a dança da garrafa e outras, que, no máximo, exigem da meninada capacidade de imitação.

Longe do círculo, das lendas e das cantigas de roda

Os baixinhos deixam de ganhar uma grande contribuição para seu desenvolvimento social, cultural e emocional.
Ao longo da História, esse passatempo transmitiu histórias, lendas, cultura.

E consolidou o vínculo afetivo de muitas gerações, que se deram as mãos, cantaram e dançaram juntas, falando a mesma linguagem, apesar da mudança dos tempos.

A cantiga e a roda sempre representaram uma das sólidas pontes entre as avós e seus netos, por exemplo.





Senhoras e crianças recitaram o mesmo verso, cada uma em seu tempo e, mais tarde, na mesma roda – cúmplices uma da outra.

Brincando com símbolos, assumindo papéis diferentes na representação, ou simplesmente recitando um verso no centro da roda, os baixinhos “vestem” diferentes personalidades e experimentam distintas emoções – vivências que os ajudam a construir a própria identidade.

No vai-e-vem da roda

a criançada vai descobrindo a harmonia dos movimentos do próprio corpo e a musicalidade de sua voz.
Arcas encantadas.

De mãos dadas no círculo, ou dentro dele, as crianças têm a oportunidade de exercitar sua desenvoltura, de compartilhar alegria, afeto e aprovação dos amiguinhos.

Também têm a chance de se projetar no grupo.

Brincando, elas exercitam sua capacidade de socialização, habilidade necessária em qualquer ambiente que exija convivência e traquejo social.

Ao longo da vida, a “roda” terá cenários bem mais amplos:

a escola, o trabalho, a cidade, o país e a família que o adulto vier a formar.

E embora não seja o remédio para todos os males, as cantigas de roda podem até favorecer, nessa idade, a convivência dos clubes do bolinha e da luluzinha, sem maiores desavenças.
De verso em verso, as músicas e as danças também mantêm vivas a história e a cultura de um determinado país ou região.

É o que se vê, por exemplo, em o Peixe Vivo, canção que relata a lenda amazônica do boto, que seduzia as jovens solteiras dos povoados ribeirinhos.

Engana-se quem imaginar que as qualidades dessas ricas musiquinhas terminam por aí.

Elas são fortes aliadas também na hora de ensinar a meninada a ler e a escrever.

Os especialistas afirmam que a familiaridade com textos conhecidos e apreciados pelos baixinhos facilita a alfabetização.

Perceber que a combinação de determinadas letrinhas resulta em cada uma das palavras do refrão de uma cantiga conhecida é muito mais gostoso e interessante do que aprender a ler e escrever palavras isoladas.

Isso, dizem esses profissionais, aumenta a capacidade de compreensão da criança que, assim, tem mais possibilidades de interpretar e conhecer o mundo em que vive.

As cantigas podem ser comparadas a baús que guardam diferentes tesouros.

Por isso tem crescido o número de educadores e músicos que procuram recuperar a força e o brilho dessas arcas encantadas.
Todo mundo sabe que as crianças gostam mesmo é de brincar… brincar é sua vida… sua expressão mais espontânea e original… sua atividade principal, sua atmosfera.

A brincadeira:

educa e deseduca;

escraviza e liberta;

Os gestos, as atitudes de amizade, de partilha, de solidariedade, de serviço, de justiça, de atenção aos mais fracos, nas quais concretizam o Reino de Deus, o Mundo Novo;

Mas também é possível identificar as atitudes egoístas, gestos que revelam o espírito de ambição, de competição, atitudes de dominação, de ideias e expressões machistas, racistas, de marginalização, de exploração, de violência…

A Brincadeira é coisa séria mesmo

Neste mundo de hoje, da tecnologia, da mídia, da cultura de massas, da massificação alienante do povo, resgatar as brincadeiras tradicionais, as antigas cantigas de rodas, os jogos tradicionais, as músicas do folclore infantil, os contos, que constituem as raízes de nossa identidade cultural…
Apreciar os gestos e atitudes que aí se dão…

Ensinar para as crianças essas coisas, livrando-as da atenção exclusiva à televisão, aos programas que mutilam a sua mente e inculcam valores e práticas nocivos.

A brincadeira, o jogo, a história

O conto, tornam-se assim instrumentos e subsídios no processo de conscientização e evangelização das crianças e dos adolescentes, sobre a realidade e o mundo a seu redor.

É o espelho da sociedade, dos valores e costumes, ajudando a enxergar a trama, o jogo de forças e interesses, e a perceber os desafios.
Mas é preciso educar o “olhar do acompanhante” a cada brincadeira, educar seu ouvido a cada cantiga, a cada história… Sensibilizá-lo para os elementos que cada coisa oferece para a reflexão.

Criar a pedagogia e a didática da brincadeira, da cantiga, da historinha.
Não é só brincadeira Jogos infantis ajudam a desenvolver as habilidades nas crianças, segue abaixo algumas sugestões de brincadeiras que contribuem no desenvolvimento infantil.

 

Cantigas de roda educação infantil – Brincadeiras cantadas

Brincadeiras Antigas e Cantigas de Roda I

CANTIGAS COM ATIVIDADES

Concentração




– brincadeiras de rorda

– corre-cutia
– mestre-mandou

Coordenação motora

– amarelinha

– bolinhas de gude

– corda Equilíbrio

– bambolê

– corda

– corre-cutia

– toca-do-coelho

Linguagem e oralidade

– amarelinha

– cantigas de roda

– corda

– corre-cutia

– faz-de-conta

Noções de espaço e tempo

– amarelinha




– bolinhas de gude

– corda

– queimada

Raciocínio

– amarelinha

– bolinhas de gude

– corda

– queimada

Regras e limites

– amarelinha

– bolinhas de gude

– queimada

– toca-do-coelho

Socialização

– brincadeiras de roda

– corre-cutia

– faz-de-conta

– toca-do-coelho

Relação das atividades de cantigas de roda:

Dobradura do barquinho de papel e a música o barquinho virou.

Dobradura do sapo e a música do sapo chulé

Palitoches Cantigas de Roda Recurso para o trabalho com a música na escola

Recurso lúdico para a  rotina na Educação Infantil

Rotina é algo que fazemos diariamente, mas não necessariamente da mesma maneira.
Faz parte do fazer pedagógico agregar elementos estimulantes aos momentos rotineiros em sala de aula e vamos mostrar uma das formas de fazer nesta proposta.
Este recurso para roda de cantigas pode ser confeccionado junto com a turma, deste modo eles valorizarão ainda mais o momento de utilizar os palitoches.

1- Comece pedindo às crianças que (em grupo) escolham 5 cantigas de roda ou músicas do repertório infantil.
2- Combine com cada grupo o elemento que irá simbolizar cada cantiga.

Cantigas:

PIRULITO- Pirulito que bate bate, pirulito que já bateu…
LATA DE LIXO- Picho, picho, picho, é de carrapicho… Vou jogar Amanda na lata do lixo.
LARANJA- Tanta laranja madura meu bem, que cor são elas?
GATO- Atirei o pau no gato…
PEIXE- Se eu fosse um peixinho e soubesse nadar…

3- Entregue para cada grupo palitos de picolé, círculos de cartolina, canetinhas e lápis de cor.
Deixe que  definam qual componente do grupo fará o símbolo de cada cantiga e trabalhem livremente

4- Após desenharem e colarem os desenhos nos palitos, escreva na parte de trás o nome de cada cantiga

5- Por fim, cada grupo apresentará os símbolos de suas cantigas e cantará com os colegas.

Informações ao professor:

O recurso pode ser guardado para utilização na roda de cantiga diariamente.
Em cada dia da semana escolhe-se os palitoches de um grupo, pede que as crianças lembrem de qual cantiga é aquele símbolo e cantem juntos.

É super divertido, prático, fácil de fazer e funcional!

Projeto cantigas de roda e atividades 

Objetivo geral:

Que a criança interaja e expresse desejos, necessidades e sentimentos por meio da linguagem oral, contando suas vivências e familiarizando-se, aos poucos, com a escrita pó meio da participação em situações nas quais ela se faz necessária.

Justificativa:

Aprender uma língua não é somente aprender palavras, mas também os seus significados, interpretações e representações da realidade.
A aprendizagem da linguagem oral é um dos mais importantes elementos para que as crianças ampliem suas possibilidades de inserção e de participação nas diversas práticas sociais.
Pensando em estimular a ampliação da linguagem oral do grupo é que estamos propondo o desenvolvimento deste projeto, onde acreditamos estar promovendo situações em que a criança desenvolva sua capacidade de ouvir, se expressar e amplie seu repertório de palavras.

Apresentação:

Este é um projeto que visa possibilitar o contato das crianças com as mais variadas situações comunicativas para que assim comecem a perceber a função social da oralidade, através das cantigas de roda, percebendo esta forma de linguagem como veículo de comunicação e idéias.
No seu decorrer as crianças terão a oportunidade de participar de situações de pesquisas das cantigas a serem trabalhadas, ouvir e discriminar eventos sonoros presentes no desenvolvimento das mesmas e compartilhar o material produzido com colegas e familiares.
Sua culminância será a apresentação de todo material coletado e organizado na Mostra de Conhecimentos realizada pela escola.

Objetivos Conceituais:

• Conhecer diversas cantigas de roda.

• Lembrar de situações de seu cotidiano em que as cantigas se fizeram presentes;

• Classificar as cantigas;

• Comentar as músicas trabalhadas;

• Conhecer, um pouco, a história das cantigas trabalhadas;

• Comparar as cantigas que conhecem;

• Interpretar as cantigas trabalhadas em sala;

• Situar a cantiga no tempo e no espaço;

• Reconhecer a linguagem oral como veículo de comunicação social;

• Identificar algumas cantigas através de sua pista gráfica;

Objetivos Procedimentais:

• Coletar dados e informações sobre o tema em questão;

• Utilizar os conhecimentos adquiridos em diversas situações comunicativas;

• Recorrer à linguagem para expressar necessidades e desejos;

• Reconstruir oralmente algumas cantigas;

• Representar ou dramatizar as cantigas;

• Partilhar as cantigas em conversas e brincadeiras;

• Elaborar novas cantigas;

Objetivos Atitudinais:

• Valorizar a nossa cultura, resgatando as cantigas de roda;

• Respeitar as idéias dos colegas;

• Apreciar o tema em questão;

• Respeitar o momento de falar e de ouvir;

• Partilhar o conhecimento adquirido;

•Cooperar com o desenvolvimento das apresentações das cantigas;

Interveção I:

Objetivo: Apresentar o projeto, levantando conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto.

 1: Questionar as crianças sobre o que sabem sobre as cantigas de roda.

2: Registrar as primeiras hipóteses.

Intervenção II:

Objetivo: Apresentar ao grupo algumas das cantigas que serão trabalhadas.

1: Ouvir Cd com cantigas de roda.

2: Elaborar uma lista das cantigas;

3: Desenhar pistas gráficas das cantigas;

Intervenção III:

Objetivo: Conhecer a cantiga: “Atirei o pau no gato”, bem como suas características.

1: Cantar e registrar a cantiga;

2: Pesquisar informações, individualmente, sobre origem, personagens presentes e outros.

3: Confeccionar painel com informações coletadas;

4: Representar, em sala, esta cantiga.

5: Conhecer a versão “politicamente correta” desta cantiga.

6 Conversar sobre os cuidados com os animais;
( outras intervenções que serão elaboradas)

Situação Comunicativa:

• Confeccionar portfólio com todas as informações do projeto para exposição;

• Cantigas de roda (apresentação do material coletado e construído durante o projeto);

• Apresentação de brincadeiras com as cantigas estudadas;

Recursos:

• Cd’s de cantigas;
• Livros de histórias;
• Outros materiais que forem coletados;

Avaliação Formativa:

Efetuar avaliação durante todo o processo de construção de conhecimentos pelo aluno.

 

Segue alguns videos com cantigas de rodas como inspirações

 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Professores Hérois
Author Rating
51star1star1star1star1star
  • atividade-cantiga-de-roda-para-imprimir

    Atividades cantigas de roda para imprimir

    Cantigas de Roda é um tipo de canção popular, que está diretamente relacionada com a brinc…
  • atividades-cantigas-de-roda-educação-infantil-2

    Atividades com cantigas de roda para completar

    Ciranda, Cirandinha Ciranda Cirandinha Vamos todos cirandar Vamos dar a meia volta Volta e…
Carregar mais artigos relacionados
carregar mais Professor
Carregar mais atividades cantigas de roda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

Atividades cantigas de roda para imprimir

Cantigas de Roda é um tipo de canção popular, que está diretamente relacionada com a brinc…