Dissertativa e Resposta da questão dissertativa.

  
Resposta da questão dissertativa – prof. Nilson Daledone

Em um bairro popular da cidade de São Paulo, que abriga famílias de baixa renda, uma escola municipal enfrenta dificuldades, primeiro, em manter os computadores recebidos, devido a constantes assaltos e atos de vandalismo, originados no entorno, com a participação de alunos e outros moradores, diante do que os gestores da unidade escolar ergueram muros, colocaram grades, câmeras e alarmes, mas sem sucesso. Segundo, os alunos não chegam a ter uma hora semanal de acesso aos equipamentos que sobram, e à rede, provocando brigas generalizadas. Por fim, os professores e gestores, e mesmo o POIE, não tem conseguido, por falta de prática, tornar os sistemas em rede operativos. Mas, por outro lado, são muito dedicados e esforçam-se, ao máximo, no preparo dos alunos, para que estes possam surfar no ciberespaço, ministrando aulas expositivas de qualidade, com verificações constantes de aproveitamento, por meio de provas bem estruturadas. E, inclusive, já tomaram medidas competentes, para coibir o uso de internet em pesquisas escolares, já que consideram que o melhor instrumento para isso seriam os livros didáticos, aceitando, só em último caso, que os alunos copiem à mão o que encontram em lanhouses. Mas, de qualquer modo, não levam em conta tais esforços dos alunos, no momento da avaliação final.
À luz da bibliografia, que atitudes teria um professor-consultor e animador de debates, perante tal realidade?
Cada um redigirá sua resposta, individualmente, mas levando em conta que:
1. marginalização, exclusão, desrespeito aos direitos e à cidadania (Em um bairro popular da cidade de São Paulo, que abriga famílias de baixa renda);
2. ausência de relações entre escola e comunidade; escola como centro pensante da comunidade; projetos pedagógicos aprovados em assembleias comunitárias, conforme os interesses da comunidade; resolução de problemas da comunidade; Ética, cidadania e aprender a viver juntos contra a violência e o vandalismo/projeto educativo (uma escola municipal enfrenta dificuldades, primeiro, em manter os computadores recebidos, devido a constantes assaltos e atos de vandalismo, originados no entorno, com a participação de alunos e outros moradores, diante do que os gestores da unidade escolar ergueram muros, colocaram grades, câmeras e alarmes, mas sem sucesso.)
3. democracia, gestão, cidadania (Segundo, os alunos não chegam a ter uma hora semanal de acesso aos equipamentos que sobram, e à rede, provocando brigas generalizadas.)
4. formação continuada (Por fim, os professores e gestores, e mesmo o POIE, não tem conseguido, por falta de prática, tornar os sistemas em rede operativos.)
5. Projeto Pedagógico e projetos educativos, ensino por por projetos e descoberta versus escola tradicional – aula expositiva, questionário, prova, memorização, professor transmissor de conhecimentos (Mas, por outro lado, são muito dedicados e esforçam-se, ao máximo, no preparo dos alunos, para que estes possam surfar no ciberespaço, ministrando aulas expositivas de qualidade, com verificações constantes de aproveitamento, por meio de provas bem estruturadas.)
6. professor-facilitador de pesquisa; estímulo à criatividade (inovação), à autonomia (iniciativa), flexibilidade ( E, inclusive, já tomaram medidas competentes, para coibir o uso de internet em pesquisas escolares, já que consideram que o melhor instrumento para isso seriam os livros didáticos, aceitando, só em último caso, que os alunos copiem à mão o que encontram em lanhouses.)
7. avaliação formativa – planilha, portfólio, mapa do conhecimento (Mas, de qualquer modo, não levam em conta tais esforços dos alunos, no momento da avaliação final.)
8. uso dos conceitos predominantes na bibliografia e, se possível, citação de autores e obras, conforme Edital (À luz da bibliografia, que atitudes teria um professor-consultor e animador de debates, perante tal realidade?)

Adicionar Comentário