Home Plano de aula para educação infantil Plano de aula educação infantil – Higiene Pessoal

Plano de aula educação infantil – Higiene Pessoal

24 min read
0
0
111

Tema do Plano de aula Para Educação Infantil:
– Higiene e saúde.


Objetivos – Higiene Pessoal:
– Compreender que a falta de higiene pessoal e ambiental causam prejuízos à saúde;

– Identificar a importância da higiene pessoal;

– Identificar alguns alimentos e hábitos alimentares importantes à saúde;

– Reconhecer a importância de lavar as mãos em momentos específicos;

– Analisar os cuidados com o corpo e relacionar as doenças que estão associadas com a falta de higiene.

Estratégias e Recursos para a Aula:

– Inicie a aula perguntando aos alunos o que eles sabem sobre higiene e depois inicie uma conversa falando sobre o que é higiene e qual a importância dela para as pessoas;

– Confeccione cartazes sobre práticas de higiene e hábitos saudáveis (escovação de dente, higiene corporal, cuidado com os alimentos etc);





A lavagem das mãos é algo de extrema importância na higiene pessoal, e por isso mesmo tem de ser incutido nas crianças logo desde cedo.

O simples ato de lavar as mãos faz com que se remova bactérias, células descamativas, suor, sujidade (que nas crianças é muito frequente devido à sua atividade de exploração do meio envolvente) e oleosidade da pele.

A lavagem das mãos é um comportamento aprendido.

Para ser efetiva, uma correta lavagem das mãos deve ser ensinada, com tempo e calma.

É bom que, para além da aprendizagem das regras de lavagem, se faça também ver às crianças que não se trata de um “frete” a fazer mas sim de uma rotina que deve prolongar-se ao longo da vida.

 

LAVAGEM ADEQUADA DAS MÃOS

Plano-de-aula-educação-infantil-higiene-pessoal

Uma lavagem correta das mãos deve incluir os seguintes passos:




  1. Antes de preparar uma refeição ou de comer;
  2. Após ida à casa de banho;
  3. Após mudar as fraldas ou limpar uma criança que foi à casa de banho;
  4. Depois e antes de estabelecer contato direto com pessoas doentes;
  5. Depois de assoar, tossir ou espirrar;6. Depois de mexer num animal;
  6. Depois de mexer no lixo;
  7. Depois e antes de tratar de um corte ou ferida;
  8. Após a chegada ao trabalho/escola;
  9. Depois e antes de dar medicação.

 

É muito importante lavar as mãos depois de comer, especialmente as crianças que comem com as mãos, de modo a diminuir a quantidade de saliva nas mãos, a qual pode conter microorganismos.

Até aos 2 anos de idade ou enquanto a criança não for autónoma, a lavagem das mãos nos momentos apropriados está dependente dos educadores.

É fundamental secar bem as mãos, por várias razões:

  • Ajuda a prevenir as fissuras das mãos;
  • Reduz a contaminação das mãos (molhadas contaminam-se mais facilmente);
  • Remove algumas bactérias e vírus;

O banho diário pode ser uma das melhores formas de promover a saúde.

Deverá transmitir à criança as várias razões da importância do banho diário, tais como:

  • A limpeza da pele;
  • A prevenção de infecções;
  • A estimulação da circulação sanguínea;
  • O relaxamento da tensão muscular e, naturalmente, a melhoria da imagem perante os outros (muito importante na adolescência) e o bem-estar.

 

Explique-lhe a importância da mudança de roupa após o banho, pelo menos da roupa interior, pois ao estar mais em contato com o nosso corpo, requer uma maior atenção.

O cabelo também precisa de ser lavado, pois acumula poeira e suor e para que cresça saudável e forte, também deve ser cortado e escovado com regularidade.

 

LIMPAR OS OUVIDOS E O NARIZ




A presença de cera nos ouvidos não é sinal de sujidade, mas de que o canal auditivo externo está a funcionar.

Por esta razão, não se deve limpar os ouvidos com cotonetes porque só servirá para empurrar as secreções para locais mais fundos do canal auditivo.

Quanto muito, poder-se-á limpar a parte de fora do ouvido com muito cuidado. Cotonetes com proteção redonda maior devem ser preferidos para limpar a orelha.

 

O Nariz

Deve ser limpo cuidadosamente, pelo menos uma vez por dia de forma completa.

Assoar-se e não fungar. São palavras de ordem que têm de ser repetidas até à exaustão, sobretudo a partir dos 2 anos e meio de idade, altura em que já é possível uma criança assoar-se.

Uma criança desta idade não tem ainda responsabilidade suficiente para se assoar quando precisa, como tal, é preciso que os pais e educadores andem constantemente a lembrar ou então associem o assoar-se com outro momento que faça parte da rotina, como por exemplo, as idas à casa de banho.

Pode ser boa ideia insistir que, para além da lavagem das mãos, também peguem num papel e se assoem, mesmo que não tenham muito ranho.

 

CONTROLO DOS ESFÍNCTERES

O treino do chamado “controlo dos esfíncteres”, ou seja, do aprender a fazer no bacio ou na sanita, faz-se por etapas e com uma lógica sequencial.

Não devemos exigir à criança que já use o bacio ou a sanita, sem que ela esteja preparada para tal.

Na maioria dos casos, as crianças começam a controlar os esfíncteres entre os 2 e os 4 anos, embora tenhamos que ter em conta várias fases: controlo das fezes e da urina, controlo diurno, à hora da sesta e noturno.

 

Fatores que podem acelerar ou atrasar este processo:

 

  • Maturidade biológica – a criança consegue controlar a bexiga de forma a manter-se seca durante algumas horas.

Esta maturidade costuma acontecer entre os 2 e os 3 anos.

 

  • Maturidade psicológica – é reconhecer que “apetece-me fazer” ou “preciso de fazer”, “tenho de ir já” e “tenho de ir antes de”. O excesso de expectativas pode causar frustrações – em média são necessários quatro meses para que a aprendizagem se faça, mas estamos a falar apenas do controlo diurno. Quanto mais as oportunidades para as crianças exercitarem este comportamento, mais rapidamente se fará a aprendizagem.

 

 

COMO SABER SE A CRIANÇA JÁ ESTÁ PREPARADA?

 

O despertar deste passo de desenvolvimento pode revelar-se por:

 

  • Interesse pelo bacio ou pela sanita;
  • Ver os adultos no banheiro;
  • Perguntar coisas;
  • Encolher-se a um canto da sala quando está a fazer;
  • Dizer “fiz”.

 

Deve-se entusiasmar a criança a dizer. Progressivamente vai tentando, mas ainda não chegando a tempo, depois então, sim, começará a “conseguir”.

É essencial que se entendam estas fases como normais, dizendo sempre que foi muito bom o que a criança sinalizou.

Não conseguiu chegar a tempo, paciência.

 

COMO POTENCIAR E APOIAR




 Não tentar acelerar o processo. Estar interessado em aprender não significa que já se tenha aprendido.

 Dar estímulos positivos (“Que bom deixares de usar essas fraldas, vais ficar lindo com cuecas”).

Não entrar em chantagens com a criança porque o controlo não depende da vontade expressa da criança.

Conhecer bem os hábitos da criança e levá-la ao bacio ou à sanita nos momentos em que prevemos que terá vontade de fazer.

Não castigar a criança ou olhá-la com desprezo e humilhá-la, chamando-lhe “porcalhona”.

Ter presente que este é um processo longo, com alguns avanços e retrocessos, mas que a atitude dos adultos pode ser decisiva.

COMO PREVENIR E EVITAR O APARECIMENTO DE CÁRIES?

 

  • Limpar diariamente os dentes da criança;
  • Não deixar que adormeça com o biberão com sumo ou leite;
  • Não deixar que chuche por longos períodos de tempo no biberão;
  • Dar apenas água se tiver sede à noite;
  • Não molhar a chupeta em mel ou outros líquidos doces;
  • Ir regularmente com a criança ao médico dentista;

 

Pensar que o fator tempo é muito importante: quanto mais tempo o dente for exposto a um produto açucarado, maior é o risco de cárie.

 

MOTIVAR PARA A ESCOVAGEM

Para que a criança se interesse pelos cuidados com a higiene oral, o momento da escovar os dentes deve tornar-se divertido e não ser visto como uma obrigação ou castigo.

De seguida apresentamos algumas atividades acerca deste tema, que propomos que realizem com as crianças:

  • Propomos que os Pais e/ou educadores ensinem ás crianças uma música relacionada com o este assunto, que lhes expliquem a importância da escovar os dentes e o que acontece caso não o façam:

  • Apresentação de imagens com a representação de um dente saudável e outro com cáries.

  • Os pais ou educadores explicam o que provoca as cáries e pedem às crianças que lhe deem ideias de boas práticas para prevenir estas situações;

  • Propomos também que no Jardim de Infância a educadora faça uma escova de dentes de grandes dimensões, possivelmente em esferovite, para que as crianças possam decorá-la.

 

Depois disto a educadora pode expor este trabalho na sala para que as crianças o vejam todos os dias, e assim se lembrem da importância de escovar os dentes.

– Conte a história “história recontada”A princesa e o sapo em a higiene corporal.



A princesa e o sapo em a higiene corporal.

Era uma vez uma princesa que adorava passear no jardim de sua casa, lá havia um lago e ela sempre gostava de sentar na beirinha para admirar a natureza.

A princesa ouviu algo se mexer no lago e resolveu então ver o que era. Um sapinho muito inteligente e elegante sentou-se perto dela, a menina resolveu então cantar a musiquinha que ela mais gostava para chamar a atenção o sapo.

O sapo não lava o pé, não lava por que não quer, ele mora lá na lagoa e não lava o pé opor que não quer mais que chulé!

O sapinho ficou muito bravo quando ouviu aquela cantoria e resmungou:

– Engana-se garotinha, eu lavo não só meus pés como também cuido da minha higiene corporal todos os dias e conto mais eu adoro andar limpo e cheirosinho.

Camille ficou muito assustada e disse:

– Oh, meu Deus você fala?

E o sapo respondeu:

– Falo sim e digo mais você não pode sair por ai cantando esse tipo de musica não, viu?

A garotinha pediu desculpas ao sapo e os dois passaram a conversar. Camille perguntou ao sapo por que ele tomava banho todos os dias e o sapinho, pois se a falar:

– Olha Camille, nós devemos tomar banho todos os dias por que isso é um hábito de higiene que nos proporciona saúde. E não é só isso devemos cortar nossas unhas, lavar e pentear bem os nossos cabelos, lavar as mãos toda vez que formos comer algo ou após usar o banheiro.

Camille então perguntou curiosa.

– E por tanta coisa?

O sapo respondeu:

– Ah, você não sabe?

– A gente não consegue vê, mas existem uns bichinhos chamados bactérias que grudam no nosso corpo junto à sujeira e nos transmitem muitas doenças, nós proibindo de sair de casa para brincar.

Camille levantou rapidamente e pôs-se a caminhar em direção a sua casa e o sapinho perguntou:

-Ei, pra onde você vai?

E ela apressada respondeu:

– Vou logo cuidar da minha higiene corporal, preciso tomar banho antes que as bactérias tomem o meu corpo e me transmitam doenças. Até amanhã vou contar para mamãe e papai o que aprendi hoje, muito obrigada!Tchau.

O sapinho ficou muito feliz por que desse dia em diante passou a conversar sobre vários assuntos com Camille, um aprendendo com o outro.

Camille agora canta a musiquinha diferente e o sapinho elegante e cheiroso fica todo contente.

– O sapo não tem chulé,

Não tem por que não quer

Ele mora lá na lagoa

E toma banho por que é

Bem limpinho!

Fim.

 

Atividades para desenvolver o plano de aula – Higiene pessoal:




 




APOSTILA COM ATIVIDADES PARA PLANO DE AULA EDUCAÇÃO INFANTIL – HIGIENE PESSOAL

Avaliação do plano de aula educação infantil – Higiene pessoal:

A avaliação ocorrerá de forma contínua, tendo em vista a participação ativa dos educandos nas atividades propostas, o envolvimento, o interesse, a assiduidade e as relações interpessoais.




Summary
Review Date
Reviewed Item
Professores Heróis
Author Rating
51star1star1star
1star1star
  • Plano de Aula – Corpo Humano

    Plano de aula educação infantil – Corpo Humano objetivos de aprendizado Os alunos se…
  • Modelo de plano de aula

    O planejamento está presente em quase todas as nossas ações, pois ele norteia a realização…
  • Plano de aula educação infantil

    Desenvolver um plano de aula é muito importante na realização de um trabalho pedagógico. A…
  • Plano de aula para educação infantil

    O Plano de aula para educação infantil deve conter, basicamente: O assunto (conteúdo) a se…
Carregar mais artigos relacionados
carregar mais Professor
  • atividades-matemática-educação-infantil

    Plano de Aula de Matemática – Números de 0 a 10

      Público: Educação Infantil e 1 ano do Ensino Fundamental   Conteúdo: Matemátic…
  • Plano de Aula – Corpo Humano

    Plano de aula educação infantil – Corpo Humano objetivos de aprendizado Os alunos se…
  • Modelo de plano de aula

    O planejamento está presente em quase todas as nossas ações, pois ele norteia a realização…
  • Plano de aula educação infantil

    Desenvolver um plano de aula é muito importante na realização de um trabalho pedagógico. A…
  • Plano de aula para educação infantil

    O Plano de aula para educação infantil deve conter, basicamente: O assunto (conteúdo) a se…
Carregar mais Plano de aula para educação infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

Plano de Aula – Corpo Humano

Plano de aula educação infantil – Corpo Humano objetivos de aprendizado Os alunos se…