Projeto Resgatando Valores

 

PROJETO RESGATANDO VALORES

Projeto resgatando valores

“Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo nem ensino”. (Paulo Freire)

 

PROJETO RESGATANDO VALORES

Justificativa:

Os valores representam nossas manifestações, nossos comportamentos e atitudes com o outro. Pensando nisso é que buscamos através deste projeto valorizar os sentimentos e emoções que estão presentes em nossa vivência.

Através dele estaremos resgatando, construindo e refletindo valores que são imprescindíveis para nossa convivência em sociedade e para formação da personalidade de nossos educandos.

Este projeto nasce na tentativa de inserirmos na escola e na vida do aluno valores que norteiam o bom relacionamento com si mesmo e com o outro. Por isso é preciso que a criança aprenda a respeitar os entes familiares e ambiente escolar, dialogar para resolver problemas e desenvolver atitudes solidárias.

Objetivo Geral

Desenvolver uma imagem positiva, atuando cada vez mais independente proporcionando o espírito de solidariedade e o despertar da consciência de coletividade.

Objetivos Específicos:

  • Reconhecer a importância, compreender, valorizar e utilizar as regras de boa convivência.
  • Vivenciar os valores universais (solidariedade, respeito, colaboração…).
  • Interagir com os outros em diferentes grupos e diferentes situações, relatando suas ideias e respeitando as ideias dos outros.
  • Dispor-se a buscar soluções pacíficas para os problemas, de forma individual e coletiva, tanto envolvendo atitudes como conhecimento.
  • Saber ouvir os outros em diferentes situações.
  • Atuar com mais autonomia nas atividades habituais e nas interações com o grupo, desenvolvendo as possibilidades de tomar iniciativa e estabelecer relações afetivas e respeitosas.
  • Colaborar no planejamento e realização das atividades de grupo, respeitando pontos de vista contrários, articulando seus interesses com os dos outros, assumindo seu papel no grupo e suas responsabilidades.
  • Estabelecer relações mais equilibradas e construtivas com os colegas, comportando-se de maneira solidária, valorizando as diferenças e rechaçando qualquer tipo de discriminação.

 

CONTEÚDOS CONCEITUAIS

  • Pensar sobre o que significa colaborar com as pessoas.
  • Perceber hábitos importantes da vida cotidiana, que vão ajudá-lo a ser uma pessoa agradável com os outros.
  • Assumir responsabilidades, sem ter medo, pensando sobre o que significa ser honesto.
  • Prestar atenção nas regras de convivência, pensando sobre o respeito que você tem pelos outros e por si mesmo.
  • Perceber que em uma série de situações da vida real, que é importante se tornar uma pessoa responsável, para que as pessoas possam ter confiança nela.
  • Aprenda o que significa de compartilhar as coisas, de forma prazerosa, e saiba sinceramente o que significa ser generoso.

CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS:

  • Comentar e discutir as situações levantadas pela leitura de livros pela professora.
  • Questionar, perguntar como se sentem, provocar a empatia.
  • Dramatizar situações, pedir que as crianças contem experiências que já tiveram com o tema escolhido.
  • Pesquisar com pais, amigos, o que sentiram em certas situações.
  • Representar sentimentos e situações através de textos, e desenhos.
  • Levar a criança a refletir, ajudando-a a pensar.
  • Proporcionar jogos, colocando em prática situações propícias à reflexões.

CONTEÚDOS ATITUDINAIS

  • Que a criança colabore em casa ou na escola, por si mesmas, adquirindo responsabilidade.
  • Que a criança se sinta incentivada a aceitar o desafio de ampliar cada vez mais sua capacidade de ser responsável, fazendo mais e melhor aquilo a que se dedica, assumindo seus papéis de filhos, estudantes colegas, amigos, vizinhos.
  • Que a criança comece a perceber que as normas devem ser respeitadas por causa de sua finalidade, isto é, por aquilo que as motiva.
  • Que a criança perceba a importância do auto respeito e a necessidade da exigência de respeito para consigo mesmo.
  • Que a criança perceba que mentir pode ter importância maior ou menor, dependendo da situação, do motivo, da consequência.
  • Que as crianças percebam que as boas-maneiras são muito importantes para garantir um convívio agradável e respeitoso para todos.

 

MATEMÁTICA:

  • Ideia de quantidade
  • Situações-problemas envolvendo o tema
  • Estatísticas (resultados da pesquisa)

PORTUGUÊS:

  • Recontar histórias.
  • Relatar experiências vividas.
  • Explicação dos temas, questionamentos.
  • Conversas, relatos.
  • Criação de histórias.
  • Dramatizações.
  • Pesquisas.
  • Elaboração de textos espontâneos.

ARTES:

  • Músicas
  • Recorte e colagem.
  • Dobraduras
  • Cartazes e murais

EDUCAÇÃO FÍSICA:

  • Jogos.
  • Danças.
  • Brincadeiras

HISTÓRIA, GEOGRAFIA E CIÊNCIAS:

  • Vídeos instrutivos.
  • Pesquisas, registros
  • Construção de regras.
  • Fatos do dia-a-dia (jornais, rádio, TV)

 

PROCEDIMENTOS:

Os valores a serem trabalhados deverão atravessar as áreas de conhecimento. O professor deverá estar atento aos melhores momentos para tratar deste assunto. Poderão ser ocasiões imprevistas

– como uma notícia no jornal ou uma briga no recreio, que mobilizem os alunos – ou ocasiões criadas pela sensibilidade do professor.

Selecionar canções coerentes com as temáticas em voga.

Organizar murais sobre os valores a serem abordados.

Incentivar e proporcionar a leitura e a produção de textos com o valor em questão.

Realizar dinâmicas de grupos que favoreçam reflexões.

Trabalho com textos e ou livros diversos que sugerem temas como solidariedade, respeito aos outros, boas maneiras, cooperação, estímulo à sensibilidade e reflexão…

Jogos que estimulem a amizade, cooperação e o respeito às diferenças.

Elaboração de histórias que enfatizem a convivência adequada no grupo.

Dramatização de situações de conflito que podem surgir na escola, confrontando com a dramatização do que seria a atitude mais adequada para o momento.

Conversas informais (roda) para refletir sobre situações que surgem em aula ou temas abordados em textos, buscando soluções no grupo e valorizando a participação e o comprometimento de todos.

Atividades em grupo e duplas.

Definição das regras de convivência da turma (os combinados).

CULMINÂNCIA (PRODUTO FINAL):

Ao final do trimestre faremos uma exposição dos registros das atividades realizadas.

Faremos uma confraternização com gincanas com a participação de todos os alunos.

AVALIAÇÃO

Que cada aluno consiga integrar-se no grupo, participando ativamente, trocando experiências, resolvendo situações de conflito de forma tranquila e convivendo adequadamente conforme as regras elaboradas pela da turma e os valores trabalhados em aula. Que o grupo como um todo

Como lidar com a indisciplina dos alunos?

A indisciplina, sem sombras de dúvida, vem atormentando a vida do profissional docente. Sabemos também que há vários fatores que contribuem para que esse problema aumente a cada dia: falta de limites, respeito, perda de valores, mídia, etc. Os pais já não conseguem mais suprir as necessidades de educação de seus filhos e jogam a toda a responsabilidade para a escola.

Trabalhando as atividades do Projeto, algumas estratégias são utilizadas para melhorar o comportamento dos alunos na escola.

Todo início do ano ou do semestre, o ideal é fazer os combinados com os 66alunos, fixando as regras de convivência da turma em um mural ou na parede da sala de aula. Devem ficar bem claro os direitos e as obrigações. Essas regras ficam fixadas em um lugar de fácil acesso, pois durante todo o ano deverão ser lidas sempre quando necessário, sendo avaliado como a classe tem cumprido ou não esses combinados. (Cartazes com as regras)

É Importante explicar por que precisamos de regras.

As regras devem partir dos alunos e o não cumprimento delas terá uma consequência, também combinada com a classe.

Todas as vezes que acontece o descumprimento das regras, volta-se aos combinados.

O projeto “Resgatando Valores” possui atividades com os principais valores que também vão sendo internalizados pelos educandos. Assim, através de rodas de conversa, relatos, discussões, dinâmicas, textos, livros, jogos… todos estes procedimentos levam as crianças a entenderem que vivemos numa sociedade de valores, os quais devem ser respeitados para melhor convivência entre as pessoas. Entender também que temos direitos e obrigações, conhecendo os limites de cada um.

PESQUISA E ATIVIDADES – VALORES NA ESCOLA:

1. PERGUNTE A SEUS FAMILIARES O QUE SÃO VALORES.

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

  1. QUAIS VALORES A SUA FAMÍLIA CONSIDERA IMPORTANTES? ESCREVA NO CORAÇÃO:

Valores para a Vida

  1. CONVERSA: O QUE SÃO VALORES?

COM A SUA PESQUISA, CONVERSE COM SEUS COLEGAS E A PROFESSORA SOBRE VALORES.

  1. REGISTRO: A PROFESSORA VAI LER ALGUNS VALORES E VOCÊS VÃO DESENHÁ-LOS.

O QUE É O AMOR?

O amor é o melhor de todos os sentimentos e faz as pessoas se sentirem mais felizes. Amar é gostar dos outros e saber que eles gostam da gente.

Existem muitas maneiras de demonstrar o amor. Dê um exemplo de como demonstrar o AMOR.

É BOM TER UM AMIGO?

A gente pode ter amizades por todas as pessoas da família, da escola, da vizinhança. Pode-se ter um amigo de qualquer idade.

Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito, dentro do coração. Quando nós podemos ser amigos?

O QUE É COMPARTILHAR?

Compartilhar é dar um pouquinho de você aos outros.

Compartilhar faz você e os outros se sentirem mais felizes.

Como você pode compartilhar com os seus colegas?

O QUE É COOPERAÇÃO?

Existe cooperação quando eu faço uma parte e você faz a outra. E juntos, terminamos o trabalho. Como você pode cooperar?

O QUE É HONESTIDADE?

Honestidade é a qualidade daquele que não MENTE, que respeita as coisas dos outros, devolve o que encontra perdido e não põe a culpa nos outros pelo que você fez.

Todos confiam em pessoas honestas. Você é honesto? Por quê?

O QUE É GRATIDÃO?

Agradecer é ficar contente com o que a gente tem.

Quando você é bem agradecido, você tem força de vontade, alegria e felicidade.

Gratidão é não esquecer os favores que alguém lhe fez.

Dê exemplos de gratidão.

O QUE É RESPEITAR?

  • prestar atenção no que você está fazendo para não ferir, estragar, desperdiçar ou magoar alguém.

Devemos respeitar a natureza, economizando água e energia, cuidando das plantas e animais.

Devemos respeitar o próximo, assim como seus objetos. Dê exemplos de respeito:

A RESPONSABILIDADE É UMA COISA BOA.

Responsabilidade é fazer o que é preciso na hora em que deve ser feito. É cuidar daquilo que te pertence.

Chegar atrasado e faltar na escola sem motivo é não ter responsabilidade. Como é que você faz para ser responsável?

CONTINUE A ESCREVER O ABC DOS VALORES, ESCREVENDO UM VALOR PARA CADA LETRA:

ABC DOS VALORES

A – AMOR

B – _____________________

C – _____________________

D – _____________________

E – _____________________

F – _____________________

G – _____________________

H – _____________________

I – ______________________

J – ______________________

L – ______________________

M – _____________________

N – _____________________

O – _____________________

P – _____________________

Q – _____________________

R – _____________________

S – _____________________

T – _____________________

U – _____________________

V – _____________________

X – _____________________

Z – _____________________

NEM TUDO O QUE A GENTE PODE FAZER É BOM.

DESENHE ALGUMAS COISAS BOAS QUE A GENTE SABE FAZER.

PINTE OS VALORES E DESCUBRA A PEÇA PRINCIPAL:

Desenho para colorir – Trabalhando valores

RESPEITO – COLABORAÇÃO – RESPONSABILIDADE

AMIZADE – SOLIDARIEDADE – AMOR

Pinte os desenhos que representam os valores como:

AMIZADE – RESPEITO – COLABORAÇÃO

ATIVIDADES PARA DESENVOLVIMENTO DOS VALORES

1. Dando do que Tenho

Escolher um dia da semana para que os educandos compartilhem seus lanches. A mesa será comum e os lanches servidos em bandejas, estimulando-se a troca e a alegria de estar junto com a partilha do que se tem.

2. Cuidando da Vida

Manter um aquário na sala de aula, cabendo aos educandos os cuidados necessários de manutenção. Conversas sobre a importância da vida, o equilíbrio ecológico e o significado da morte podem ser desenvolvidas.

3. Para o Outro

Cada educando cuida de uma planta ou flor para depois, desenvolvida, ofertá-la para algum colega da turma. De preferência seja o vaso ou recipiente feito pelo educando, assim como a semeadura.

4. Serviço Cooperativo

Através de escala em rodízio, deixar os educandos limpar a sala de aula e colocar em ordem os móveis e materiais de trabalho. Os educandos sentem-se úteis e satisfeitos ao verem os resultados benéficos de seu trabalho, e estimulados ao serviço cooperativo.

5. Teatro da Vida

Depois de contar uma história, que pode ser escrita por um educando, encená-la, distribuindo os papéis entre os educandos, fazendo com que eles sintam os personagens e a mensagem da história, que deve ser discutida.

6. Expressões dos Sentimentos

Os educandos sentam-se em círculo e um deles caminha até o centro, sentindo algo específico: alegria, tristeza, cólera, indiferença. Outro educando se aproxima com o sentimento oposto: se um vem alegre, o outro vai triste; se um vem com raiva, o outro vem contente; etc.

7. Convivência Familiar

Solicitar a três educandos para representar um papel familiar. Exemplo: pai aborrecido, mãe carinhosa, filho rebelde. Os educandos representam a pequena peça e depois descrevem como se sentiram, debatendo com os demais sobre os sentimentos envolvidos na convivência familiar.

8. Ouvindo Música

Os educandos sentam-se no chão e fecham os olhos. Colocar diferentes melodias: alegres, tristes, românticas, etc. Após, perguntar-lhes como se sentiram, o que sentiram.

Textos para trabalhar valores na escola

TEXTO 01:

KIKO, UM PATINHO QUE NÃO RESPEITAVA REGRAS

Projeto resgatando valores

Tema: Respeito às regras

Minéia Pacheco

Kiko, um patinho que não respeitava regras!

Num belo rio vivia Kiko, juntamente com sua família e amigos. Era um rio muito extenso e as regras por lá eram simples, para que nenhum dos patos menores passassem da linha limite.

Pois logo depois dessa linha, havia uma correnteza enorme e era muito perigoso para os menores que ainda não sabiam se proteger.

O chefe dos patos falou:

  • Obedeçam nossas regras, pois se um de vocês passarem da linha, será muito difícil de alcança-lo, pois a correnteza é forte e rapidamente o levaria para muito longe, ficando impossível ajudá-lo.

Todos os patinhos aceitaram as regras e perceberam o perigo que seria descumpri-la. Porém Kiko não aceitou e falou para seus amigos que iria atravessar a linha para ter certeza se tudo que falavam era verdade.

  • É muito perigoso, você pode se afogar com a correnteza forte. (Falaram os patinhos)
  • Eu irei de barco! Vou remar forte e a correnteza não irá me atrapalhar. Preciso ter certeza se esse rio é tão perigoso quanto falam.
  • Mas Kiko, regras servem para serem cumpridas, não devemos desobedecer!
  • Para mim não existem regras, faço o que quero! Amanhã pela manhã logo cedo pegarei o barco, antes de todos se acordarem e irei ultrapassar a linha. Depois conto a vocês como foi.

No dia seguinte Kiko acordou logo cedo, pegou o barco e começou a remar até passar da linha limite, ao passar, a cada remada que dava ele percebia que a velocidade aumentava, mas não ligou, pois tinha certeza que daria para controlar com os remos.

Porém, em certo momento a correnteza estava muito rápida, Kiko tentava controlar seu barco, perdeu os remos e seu barco virou!

Ele tentou nadar, porém não tinha força o suficiente para vencer a velocidade da água do rio. Já estava perdendo as esperanças, quando enfim sentiu algo lhe puxando da água. Era o pato chefe, que soube que o Kiko estava querendo aprontar. Quando ficou sabendo, rapidamente chamou alguns dos patos mais velhos e juntos nadaram o máximo que podiam até chegarem em Kiko a tempo de salvá-lo.

O pato chefe ficou furioso e disse:

  • Kiko, você poderia ter se afogado se não fosse seus amigos que tivessem contado para mim o que estava querendo fazer. Regras servem para serem cumpridas, elas servem para o nosso bem. Espero que você tenha aprendido a lição!
  • Aprendi sim Senhor! Eu não acreditei em vocês e quase me afoguei. Peço desculpas pela minha desobediência e prometo que de agora em diante regra será lei!

(Crianças obedeçam os mais velhos, pois tudo o que eles falam é sempre para o nosso bem!)

LEIA O TEXTO:

ESTUDAR É VENCER

VOCÊ JÁ BUSCOU DENTRO DE SI MESMO UM MOTIVO PARA ESTAR AQUI NA ESCOLA?

PENSE UM POUCO.

TODOS QUEREM CRESCER E VENCER NA VIDA.

SÓ QUE CRESCER E VENCER NÃO É FÁCIL. EXIGE DE NÓS SACRIFÍCIOS E MUITA BOA VONTADE.

DEUS NOS DOTOU DA INTELIGÊNCIA. SÓ QUE TEMOS QUE SABER USÁ-LA.

SE TIVERMOS SAÚDE, MELHOR AINDA. VAMOS PRESERVÁ-LA.

QUE DEUS AJUDE A QUEM NÃO TEM A MESMA OPORTUNIDADE DE ESTAR PROCURANDO LUTAR E VENCER.

VOCÊ ACHA QUE VAI VENCER NA VIDA? COMO?

JESUS DISSE: “AJUDA-TE A TI MESMO QUE EU TE AJUDAREI”.

E VOCÊ? COMO PRETENDE SER PARA AJUDAR A SI MESMO?

UMA PESSOA QUE NÃO LÊ E NÃO ESTUDA, NÃO PODE FAZER SEU PAÍS CRESCER E MELHORAR.

DEPENDE DE NÓS TUDO O QUE FAZEMOS.

ESTUDAR SEM VONTADE NÃO AJUDA NINGUÉM A VENCER.

VOCÊ SÓ COLHERÁ BONS FRUTOS SE SOUBER PLANTAR.

VOCÊ SÓ VENCERÁ NA VIDA SE SOUBER ESTUDAR. SEJA FELIZ!

RESPONDA:

VOCÊ QUER VENCER NA VIDA? COMO VOCÊ VAI FAZER PARA QUE ISTO ACONTEÇA?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

1. Vamos fazer um exercício de imaginação.

Feche os olhos e imagine uma partida de futebol. Imagine agora a partida iniciando. O juiz joga a bola longe. Um jogador pega-a com a mão e sai correndo, querendo fazer um gol. Outro, agora do time adversário, segura-o pela camisa e rouba-lhe a bola, saindo além da linha do gramado.

2. Conversa dirigida:

-Você já viu um jogo de futebol assim?

-O que está faltando para que o jogo aconteça realmente?

-Por que, em um jogo, precisamos de regras?

-Para que servem as regras?

-Na escola também é importante ter regras? Por quê?

3. Agora desenhe:

O QUE PODE FAZER NA ESCOLAO QUE NÃO PODE FAZER NA ESCOLA
  
  

UM MUNDO DE REGRAS

Respeitar pais e professores. Fazer lição de casa e trabalhos no prazo

determinado. Almoçar sentado à mesa e com as mãos limpas. Tratar os colegas com respeito. Muitas das regras do “bom comportamento” são detestadas pelas crianças, que fazem questão de fugir de algumas delas.

Por que é importante seguir regras? “As crianças precisam de regras, assim como os adultos. Desde pequenos aprendemos a segui-las para nos relacionarmos com os outros”, diz Cíntia Freller, psicóloga e autora do livro Histórias de Indisciplina Escolar.

Você já imaginou jogar um jogo sem regras? Seria uma bagunça só, não é mesmo? Assim também acontece com a nossa vida.

Kátia Calsavara. Folhinha de S. Paulo.

Responda :

  1. Qual é o assunto do texto?
  2. Segundo o texto, as crianças cumprem sempre as regras? Justifique.
  3. Assinale o que disse a psicóloga.

( ) Jogar um jogo sem regras seria uma bagunça.

( ) Crianças e adultos precisam de regras.

( ) Algumas regras são detestadas pelas crianças.

4) Escreva no caderno:

a)- Duas regras citadas na reportagem.

b)- Uma regra que você sempre segue.

c)-Uma regra que você detesta.

  1. Explique o significado da palavra mundo em cada frase: a) A professora deu um mundo de lições!

b) Para os conquistadores, a América era um mundo selvagem.

  1. Agora, explique o significado de mundo, no título da reportagem.

Iniciar um novo ano de aulas é um acontecimento singular. É uma mistura de festa, expectativas, ansiedade, preocupação… É reencontro de colegas, novas amizades, curiosidade sobre os estudos, promessa de estudar mais…

Na escola aprendemos grandes lições, moldamos os nossos projetos de vida, começamos a praticar a convivência social, fazendo das diferenças uma grande riqueza a ser explorada.

Para garantir uma boa convivência entre todos, é necessário criarmos algumas regras que nos ajudem a viver melhor, sermos mais organizados.

 

VAMOS COMENTAR CADA SITUAÇÃO? PARTICIPE DA DISCUSSÃO!

ESCREVA ALGUMAS REGRAS QUE VOCÊ CONSIDERA IMPORTANTE PARA OBTER SUCESSO NA ESCOLA DURANTE O ANO.

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

AGORA QUE VOCÊ JÁ CONHECE ALGUMAS REGRAS NA ESCOLA, ESCREVA-AS OBSERVANDO OS DESENHOS:

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

TEXTO 02:

A GALINHA RUIVA

Tema: Cooperação

CERTO DIA, UMA GALINHA ENCONTROU ALGUNS GRÃOS DE TRIGO NO CHÃO E DISSE:

  • VOU PLANTAR ESSES GRÃOS DE TRIGO PARA FAZER UM PÃO BEM GOSTOSO. A GALINHA PERGUNTOU AO GATO QUE PASSAVA:

-QUER ME AJUDAR A PLANTAR O TRIGO?

  • EU NÃO – RESPONDEU O GATO.
  • QUER ME AJUDAR A PLANTAR O TRIGO? -EU NÃO – DISSE O GANSO.
  • ENTÃO, VOU PLANTÁ-LO SOZINHA.

MAS SEUS PINTINHOS, AINDA PEQUENOS, A AJUDARAM.

TEMPOS DEPOIS, O TRIGO NASCEU, E A GALINHA PEDIU AJUDA AO PERU.

  • QUER ME AJUDAR A COLHER O TRIGO?
  • EU NÃO – DISSE O PERU.
  • QUER ME AJUDAR A COLHER O TRIGO?
  • EU NÃO – DISSE O CACHORRO.
  • ENTÃO, VOU COLHER JUNTO COM OS MEUS PINTINHOS.

E A GALINHA PRECISOU DE MAIS AJUDA, ENTÃO PERGUNTOU AO PORCO:

-QUER ME AJUDAR A LEVAR O TRIGO PARA MOER?

  • EU NÃO – DISSE O PORCO.
  • ENTÃO MEUS FILHOTES ME AJUDAM.

EM CASA, A GALINHA FEZ GOSTOSOS PÃEZINHOS.

O CHEIRO ATRAIU OS ANIMAIS, QUE CHEGARAM À JANELA E DISSERAM NUMA SÓ

VOZ:

  • QUEREMOS UM PEDAÇO DESSE PÃO.
  • VOCÊS NÃO COOPERARAM COM NADA: NÃO ME AJUDARAM A PLANTAR, NÃO ME AJUDARAM A COLHER NEM A CARREGAR, AGORA NÃO MERECEM COMER. VOU COMER JUNTO COM MEUS PINTINHOS QUE, APESAR DE PEQUENOS, COOPERARAM DIREITINHO.

(ADAPTAÇÃO – JANE EMIRENE E NEIRE ARAÚJO, AUTORAS DA COLEÇÃO PEDAGÓGICA:

“ALFABETIZANDO E CONSTRUINDO”)

·

AGORA RESPONDA:

1- CONVERSE COM SEUS AMIGOS E RESPONDA: O QUE É COOPERAR?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2- POR QUE OS ANIMAIS NÃO COOPERARAM COM A GALINHA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

3- COMO VOCÊ ACHA QUE OS PINTINHOS COOPERARAM COM A MAMÃE GALINHA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

4- POR QUE, ALGUMAS VEZES, NÓS NÃO COOPERAMOS COM AS PESSOAS EM CASA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

5- COMO VOCÊ PODE COOPERAR COM SUA MÃE?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

6- COMO VOCÊ PODE COOPERAR NA SALA DE AULA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

OBSERVE A FIGURA E RESPONDA:

  1. O QUE CADA PESSOA ESTÁ FAZENDO NA FIGURA?
    1. _____________________________________________________
    2. _____________________________________________________
    3. _____________________________________________________
  2. POR QUE ELES ESTÃO FAZENDO ESTAS TAREFAS?

R:______________________________________________________

_______________________________________________________

  1. DEVEMOS COOPERAR COM AS PESSOAS COM AS QUAIS VIVEMOS. COMO VOCÊ COOPERA COM AS PESSOAS QUE VIVEM COM VOCÊ?

R:_______________________________________________________

_________________________________________________________

_________________________________________________________

  1. EM NOSSA ESCOLA TAMBÉM PRECISAMOS COOPERAR COM TODOS, PARA QUE O AMBIENTE ESTEJA SEMPRE LIMPO E ORGANIZADO. DESENHE NOS QUADROS ABAIXO AÇÕES QUE VOCÊ PODE FAZER NA ESCOLA PARA COOPERAR COM TODOS. NAS LINHAS, EXPLIQUE AS AÇÕES QUE VOCÊ DESENHOU:

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

TEXTO 03:

DAR DE SE MESMO

CÉLIA XAVIER CAMARGO

Tema; Caridade, cooperação, amizade

Laurinha, embora contasse apenas com oito anos de idade, tinha um coração generoso e muito desejoso de ajudar as pessoas.

Certo dia, na aula de Evangelização Infantil que freqüentava, ouvira a professora, explicando a mensagem de Jesus, falar da importância de se fazer caridade, e Laurinha pôs-se a pensar no que ela, ainda tão pequena, poderia fazer de bom para alguém. Pensou…pensou… e resolveu:

  • Já sei! Vou dar dinheiro a algum necessitado.

Satisfeita com sua decisão, procurou entre as coisas de sua mãe e achou uma linda moeda.

Vendo Laurinha com dinheiro na mão e encaminhando-se para a porta da rua, a mãe quis saber onde ela ia.

Contente por estar tentando fazer uma boa ação, a menina respondeu:

  • Vou dar esse dinheiro a um mendigo! A mãezinha, contudo, considerou:
  • Minha filha, esta moeda é minha e você não pode dá-la a ninguém porque não lhe pertence.

Sem graça, a garota devolveu a moeda à mãe e foi para a sala, pensando…

  • Bem, se não posso dar dinheiro, o que poderei dar?
  • Já sei! A professora sempre diz que o livro é um tesouro e que traz muitos benefícios para quem o lê.

Eufórica por ter decidido, apanhou na estante um livro que lhe pareceu interessante, e já ia saindo na sala quando o pai, que lia o jornal acomodado na poltrona preferida, a interrogou:

  • O que você vai fazer com esse livro, minha filha?
  • Vou dá-lo a alguém!
  • Este livro não é seu Laurinha. É meu, e você não pode dá-lo a ninguém. Tremendamente desapontada, Laurinha resolveu dar uma volta. Estava triste, suas tentativas para fazer a caridade não tinham tido bom êxito e, caminhando pela rua, continha as lágrimas que teimavam em cair.
  • Não é justo! – resmungava. – Quero fazer o bem e meus pais não deixam.

Nisso, ela viu uma coleguinha da escola sentada num banco da pracinha. A menina parecia tão triste e desanimada que Laurinha esqueceu o problema que a afligia. Aproximando-se, perguntou gentil:

  • O que você tem Raquel?

A outra, levantando a cabeça e vendo Laurinha a seu lado, desabafou:

  • Estou chateada, Laurinha, porque minhas notas estão péssimas. Não consigo aprender a fazer contas de dividir, não sei tabuada e tenho ido muito mal nas provas de matemática. Desse jeito, vou acabar perdendo o ano. Já não bastam as dificuldades que temos em casa, agora meus pais vão ficar preocupados comigo também.

Laurinha respirou, aliviada:

  • Ah! Bom, se for por isso, não precisa ficar triste. Quanto aos outros problemas, não sei. Mas, em relação à matemática, felizmente, não tenho dificuldades e posso ajudá-la. Vamos até sua casa e tentarei ensinar a você o que sei.

Mais animada, Raquel conduziu Laurinha até a sua casa, situada num bairro distante e pobre. Ficaram a tarde toda estudando.

Quando terminaram, satisfeita, Raquel não sabia como agradecer à amiga.

  • Laurinha, aprendi direitinho o que você ensinou. Não imagina como foi bom tê-la encontrado naquela hora e o bem que você me fez hoje. Confesso que não tinha grande simpatia por você. Achava-a orgulhosa, metida, e vejo que não é nada disso. É muito legal e uma grande amiga. Valeu.

Sentindo grande sensação de bem-estar, Laurinha compreendeu a alegria de fazer o bem. Quando menos esperava, sem dar nada material, percebia que realmente ajudara alguém.

Despediram-se, prometendo-se mutuamente continuarem a estudar juntas. Retornando para a casa, Laurinha contou à mãe o que fizera, comentando:

  • A casa de Raquel é muito pobre, mamãe, acho que estão necessitando de ajuda. Gostaria de poder fazer alguma coisa por ela. Posso dar-lhe algumas roupas que não me servem mais? – Perguntou, algo temerosa, lembrando-se das “broncas” que levara algumas horas antes.

A senhora abraçou a filha, satisfeita:

  • Estou muito orgulhosa de você, Laurinha, Agiu verdadeiramente como cristã, ensinando o que sabia. Quanto às roupas, são “suas” e poderá fazer com elas o que achar melhor.

Laurinha arregalou os olhos, sorrindo feliz e, afinal, compreendendo o sentido da caridade.

– É verdade mamãe. São minhas! Amanhã mesmo levarei para Raquel. E também alguns sapatos, um par de tênis e uns livros de histórias que já li.

SUA FAMÍLIA É ESPECIAL. PARA CONVIVER BEM COM OS OUTROS MEMBROS DA FAMÍLIA DEVEMOS TER BOAS MANEIRAS.

  1. LISTE QUAIS SÃO AS BOAS MANEIRAS QUE TODOS DEVEMOS TER PARA A BOA CONVIVENCIA NA FAMÍLIA:

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

2. DESENHE COMO VOCÊ COLABORA EM CASA COM A SUA FAMÍLIA:

ÀS VEZES OUVIMOS ALGUÉM DIZER:

EU NÃO

PRECISO DE

NINGUÉM

  • VERDADE?

_____________________________________

POR QUÊ?

_____________________________________________

_________________________________________

LIGUE AS FRASES MOSTRANDO QUEM PRECISA DE VOCÊ:

PARA BRINCAR. O PESSOAL LÁ DE CASA
   
PARA SERMOS UMA FAMÍLIA FELIZ. A PROFESSORA
   

PARA FICAR CONTENTE COM SEU TRABALHO.

TODAS AS PESSOAS

PARA O MUNDO FICAR MELHOR MEUS AMIGOS
   

ESCREVA O NOME DE ALGUMAS PESSOAS QUE HOJE JÁ FIZERAM ALGUMA COISA PARA VOCÊ:

ALGUMAS VEZES PROCURAMOS POR OUTRAS PESSOAS PARA QUE ELAS POSSAM NOS AJUDAR.

FAÇA UMA LISTA DAS PESSOAS PARA QUEM VOCÊ PEDIRIA AJUDA CASO ACONTECESSE ALGUMA COISA?

  1. _____________________________________________________________________
  2. _____________________________________________________________________
  3. _____________________________________________________________________
  4. _____________________________________________________________________
  5. _____________________________________________________________________

6._____________________________________________________________________

  1. _____________________________________________________________________
  2. _____________________________________________________________________
  3. _____________________________________________________________________

QUANDO PRECISAMOS DE AJUDA, NÃO TEMOS QUE PROCURAR SEMPRE A MESMA PESSOA, DEPENDENDO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO PODEMOS CONTAR A UM PARENTE, UM AMIGO, UM PROFESSOR…

SE VOCÊ ESTIVESSE TRISTE OU TIVESSE UM DIA RUIM, QUEM VOCÊ PROCURARIA?

1.

__________________________________________________________________________

2.

__________________________________________________________________________

3.

__________________________________________________________________________

O QUE AS CRIANÇAS ESTÃO FALANDO? ESCREVA. DEPOIS LIGUE AS FIGURAS AOS VALORES:

BONDADE

CARIDADE

COLABORAÇÃO

PARTILHA

FAÇA UM CARTAZ COM AS EXPRESSÕES E TODOS OS DIAS PEÇA AOS ALUNOS PARA DIZEREM COMO É QUE ELES ESTÃO SE SENTINDO, APONTANDO PARA UMA DAS EXPRESSÕES:

VOCÊ PODE TAMBÉM PEDIR PARA DEMONSTRAREM O SENTIMENTO APONTANDO PARA AS EXPRESSÕES, QUANDO ENVOLVEM SITUAÇÕES COMO:

  • UMA CRIANÇA BRIGA COM OUTRA
  • UMA CRIANÇA AJUDA A OUTRA
  • UMA CRIANÇA ESTRAGA O MATERIAL DA OUTRA, ETC.

OS SENTIMENTOS ESTÃO DENTRO DAS PESSOAS E NÃO DÁ PARA DESENHÁ-LOS.

PINTE O QUE PODE EXISTIR DENTRO DE NÓS:

BRINQUED ALEGRIA MEDO

CARROAMORCURIOSIDA
 

PRAIA SAUDADE ESCOLA

DESENHE, NO ROSTO, A EMOÇÃO QUE VOCÊ ESTÁ SENTINDO:

Atividades – trabalhando sentimentos e valores:

1. HOJE ESTOU ASSIM…

(A professora cola um círculo nos cadernos para que as crianças desenhem nele, a expressão facial conforme o que sugere o título.)

PORQUE… (os alunos justificam por meio da escrita o porquê de estarem alegres, tristes, com medo…) Conforme a percepção da professora, ela vai resgatando alguns valores como: companheirismo, amizade, segurança, união, compreensão…

2. VOCÊ MORA NO MEU…

(A professora cola um coração nos cadernos para que cada criança escreva dentro do coração o nome de um(a) colega e, em seguida, registra por meio da escrita o que pensa e sente por ele(a). Exemplo: “Você é especial, muito amigo!”)

3. .A MINHA LUZ ESTÁ ACESA QUANDO…

(A professora cola uma estrela nos cadernos para que as crianças registrem dentro da estrela um BOM SENTIMENTO.)

TEXTO 04:

A MISSÃO DAS OVELHINHAS

Ana Alice Vou

Tema: Respeito

Em um pequeno sitio, viviam vários animais: um cavalo, um burro, uma vaca, um galo e algumas galinhas, e também um carneiro, uma ovelha e seu filhote, que haviam sido comprados há pouco tempo.

Seu Jose, o dono do sitio, cuidava muito bem de seus animais. Ele sabia que cada um era muito importante para o sustento de sua família.

Os animais conversavam entre eles. Cada novidade, La no sitio, já era motivo para muitos comentários e eles acabavam, quase sempre, falando da vida dos outros. Somente os carneiros não entravam nessas conversas. Cada um se julgava melhor do que o outro:

  • São nos pomos ovos! – dizia uma das galinhas.
  • Ora, sem meu leite as crianças passam fome – retrucava a vaca.
  • Se não fosse eu – falava o cavalo – nosso dono teria que andar a pé.
  • Bem – dizia o burro, levantando as orelhas – se eu não puxar o arado aqui ninguém come!

Olhando para os carneiros, o burro completava:

  • Piores são os carneiros, que não servem para nada! São comem o dia todo, não põem ovos, não dão leite, não cantam e também não trabalham!
  • ETA família folgada! – dizia a vaca.

Um dia, o carneiro ouviu o que diziam de sua família. Muito triste, foi para perto de sua mãe e perguntou:

  • Mamãe, nos, os carneiros, não serviu para nada? Carinhosamente, sua mãe respondeu:
  • Filho, Deus criou a Terra, o Sol, a água, as plantas, os homens, os animais. Tudo foi feito de uma forma tão perfeita, que não existe nada no mundo que não tenha o seu valor. Todos precisamos uns dos outros.

Neste momento, o burro, que era muito curioso, já estava ali, com as orelhas em PE, escutando a conversa e ouviu o carneirinho dizendo:

  • Mamãe, que nos dependemos da água, das plantas, do sol, eu já sei. Eu só não sei para que servem os carneiros. Eu não quero ser inútil.

Quando sua mãe ia explicar, chegou seu Jose. Ele pegou o carneiro e a ovelha e levou-os para o galpão que ficava ali perto. O carneirinho ficou aos berros.

Desesperado, ele gritava:

– Mamãe! Papai! Voltem! Voltem!

Todos os animais ficaram olhando. Então, o cavalo falou:

  • Bem que o burro disse que eles eram inúteis… Devem ter sido vendidos…
  • Não fale assim perto do filhote, coitadinho…certamente terá o mesmo fim… – disse a vaca.

O burro, que tinha ouvido a conversa entre a mãe e o filhote, falou:

  • não sei, não, acho que nos estamos errados. Eu ouvi uma conversa que me deixou curioso, e melhor esperar para ver o que acontece.

Depois de algum tempo, o carneirinho ainda chorava, chamando por seus pais. De repente, a porta do galpão se abriu. Todos os animais olharam para ver o que tinha acontecido.

De lá de dentro saíram o carneiro e a ovelha, totalmente pelados. Magros, sem seus pelos, foram imediatamente para perto do filhote.

No pasto, gargalhada geral. Todos falavam e riam ao mesmo tempo:

  • Olhem só, como são magrinhos! Pareciam ser tão grandes…
  • Que horror! Pelados!
  • Nunca vi coisa tão feia!
  • Parem de rir! Vamos lá para saber o que aconteceu. O carneirinho assustado, não parava de perguntar:
  • O que foi isso? Por que vocês estão assim?
  • Calma, meu filho – disse a mãe. – Nos estamos bem. Pare de chorar, que eu vou lhe contar tudo.

Ouvindo isso, os animais, que já estavam perto, ficaram quietos para ouvir, pois também queriam saber por que os dois estavam sem pelos.

  • Filho – disse a mãe – nos, os carneiros, também temos utilidade. Damos a nossa lá e com ela que os homens fazem agasalhos e cobertores que os protegem do frio.

Muito feliz, o carneirinho falou:

  • Então, nos também somo uteis!
  • Claro, meu filho! Nosso pelo vai crescer novamente e será cortado muitas vezes e, assim, estaremos sendo sempre uteis.
  • Mamãe, nos somos mais importantes que os outros?
  • Não, meu filho. Somos todos filhos de Deus. Cada um de nos e muito importante no ciclo da vida.

Os outros animais perceberam o quanto estavam errados. Entenderam que cada um tem a sua utilidade e que tudo na natureza tem muito valor. Pediram desculpas ao carneiro e a ovelha e, daquele dia em diante, passaram a se respeitar e viveram muito felizes

PINTE ESTA PALAVRA MUITO IMPORTANTE PARA NÓS:

  • VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA ESTA PALAVRA? DISCUTA COM SEUS COLEGAS.
  • A QUEM VOCÊ DEVE RESPEITAR?

FAÇA DESENHOS QUE MOSTRAM:

NA ESCOLA, EU RESPEITO OS MEUS COLEGAS QUANDO:

ASSINALE QUAIS AÇÕES VOCÊ NÃO DEVE FAZER PARA RESPEITAR SEUS COLEGAS:

EU ESTOU CRESCENDO…

SE O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM,

LOGO SEREI UM GIGANTE!

EU ESTOU CRESCENDO!

ESTOU CRESCENDO NO TAMANHO, NA SABEDORIA, NA INTELIGÊNCIA E NO ESPÍRITO.

O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM…

O TEMPO PASSA E A GENTE CONTINUA CRESCENDO, CRESCENDO…

PARA PENSAR:

E VOCÊ COMO CRESCEU ESTE ANO:

-NO RESPEITO

-NO AMOR

-NA AMIZADE

ESTAS MENINAS AQUI TIVERAM UMA BRIGA, MAS SE QUEREM BEM DE VERDADE.

DESENHE O QUE ELAS VÃO FAZER DAQUI A POUCO:

1. O QUE ESTAS CRIANÇAS ESTÃO FAZENDO?

COMO VOCÊ ACHA QUE ELES SE SENTIRIAM SE FICASSEM DE BEM?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2. O QUÊ ESTÁ ACONTECENDO NESTE QUADRINHO?

O QUE O PRIMEIRO MENINO PRECISA FAZER PARA FICAR DE BEM DO SEGUNDO MENINO?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

  1. LEIA OU CANTE ESSA CANÇÃO E DEPOIS FAÇA UMA ILUSTRAÇÃO SOBRE ELA: RESPEITO

ARNALDO ANTUNES

O QUE ESTÁ SENDO FEITO

PODE SER DE OUTRO JEITO

O QUE JÁ SE FEZ E BEM FEITO

O QUE ESTÁ SENDO FEITO

PODE NÃO ESTAR DIREITO

O QUE PASSOU É PERFEITO

O QUE ESTÁ ACONTECENDO

PODE TER DEFEITO

O QUE JÁ FOI EU ACEITO

O QUE ESTÁ A CONTECENDO

PODE SER DE OUTRO JEITO

O QUE PASSOU MERECE

RESPEITO.

RESPONDA:

  1. QUAL É A PALAVRA PRINCIPAL DA MÚSICA?

_____________________________________________________________________

  1. COMO VOCÊ RESPEITA AS PESSOAS?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

LEIA OS QUADRINHOS E RESPONDA:

1. VOCÊ ACHA CERTO OS MENINOS NÃO RESPEITAREM A MÔNICA?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

2. VOCÊ ACHA QUE A MÔNICA RESPEITA OS AMIGOS DELA?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

3. VOCÊ ACHA QUE A MAGALI SABE PARTILHAR COM OS AMIGOS?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

SUGESTÕES DE ATIVIDADES SOBRE RESPEITO:

  1. Espelho, espelho
    • Ponha um espelho no canto da sala escondido por uma cortina ou dentro de uma caixa.
    • Diga aos alunos que eles verão alguém muito especial. Os alunos não poderão contar aos colegas o que viram atrás da cortina ou dentro da caixa.
    • Professor: observe a reação de cada aluno quando se vê no espelho.
    • Proponha atividades como o auto-retrato e a autobiografia, expondo os trabalhos para apreciação.
    • Repita o Ponto de Respeito: “Cada um é único e valioso; e respeito é saber que sou amável e capaz”.
  2. Exercício Estrela do Respeito (música relaxante)

“Por alguns momentos, fique bem quieto… Relaxe seus pés e suas pernas… Relaxe a barriga… e os ombros… Relaxe seus braços… e seu rosto… A Estrela do Respeito sabe que cada um traz qualidades especiais ao mundo… Você é uma linda estrela… é capaz e adorável…

você é quem você é… È único e valioso… sinta o respeito interiormente… Vocês todos são estrelas de paz, com brilho próprio… Permita-se ficar tranqüilo e em paz interiormente. Sempre que quiser sentir-se especialmente bem interiormente, fique bem quieto e lembre-se de que você

  • uma estrela cheia de paz, uma estrela cheia de respeito.”
    1. Minhas mãos e minhas qualidades
      • Cada aluno deverá contornar e recortar a sua mão;
      • Peça que cada aluno escreva na sua mão seu nome e três qualidades que julgue ter.
      • Juntamente com os alunos, organizar as mãos em círculo sobre uma folha grande de papel.
      • Chamar a atenção para as mãos cheias de qualidades fazendo o bem, boas ações. Escreva no centro do círculo boas ações (relacionadas ao respeito) que gostariam que suas mãos fizessem.

Professor: Reforce regularmente as qualidades de seus alunos, principalmente as relacionadas às habilidades artísticas, elogiando-os sempre e demonstrando atitudes de respeito ao trabalho e esforço de cada um.

  1. Respeitar em casa
    • Como prestamos nosso respeito em casa?
    • Como tem sido o relacionamento com meus pais e irmãos?
    • Que conselhos a Estrela do Respeito daria aos pais e aos filhos?
  2. Respeitar na escola
    • Discuta os pontos de Respeito: “Respeito é tratar bem os outros”.
    • O que significa isso?
    • De que maneira podemos tratar os outros bem na escola?
    • De que maneira você gosta de ser tratado por seus colegas?
    • Como prestamos nosso respeito aos professores e demais funcionários da escola
  3. Desenho com interferência do outro: uma questão de respeito
    • Sentados em círculo (ou em pequenos círculos), distribua uma folha sulfite para cada aluno

e explique as regras da atividade (não esquecer de colocar nome).

  • Ao parar a música, cada aluno deverá passar a sua atividade para o colega do lado direito e assumir a atividade do colega da esquerda. Continue assim sucessivamente até que o desenho chegue ao dono.
    • Cada aluno terá uma grande surpresa ao apreciar seu desenho terminado, com interferência dos colegas.

Professor: Incentive a criatividade e o respeito ao trabalho do outro. Não esqueça de fazer a apreciação, onde cada aluno poderá dizer como começou o seu desenho e mostrará o resultado final.

7. Respeito aos professores

História: “BOAS MANEIRAS” de Paul Karrer

A cansada ex-professora se aproximou do balcão do supermercado. Sua perna esquerda doía e ela esperava ter tomado todos os comprimidos do dia: para pressão alta, tonteira e um grande número de outras enfermidades.

“Graças a Deus eu me aposentei há vários anos”, ela pensou. “Não tenho energia para ensinar hoje em dia”.

Imediatamente antes de se formar a fila para o balcão, ela viu um rapaz com quatro crianças e uma esposa, ou namorada, grávida. A professora não pôde deixar de notar a tatuagem em seu pescoço.

“Ele esteve preso”, pensou.

Continuou a observá-lo. Sua camiseta branca, cabelo raspado e calças largas levaram-na a conjecturar:

“Ele é membro de uma gangue”.

A professora tentou deixar o homem passar na sua frente.

-Você pode ir primeiro – ofereceu.

  • Não, a senhora primeiro – ele insistiu.
  • Não, você está com mais gente – disse a professora.
  • Devemos respeitar os mais velhos – defendeu-se o homem.

E, com isto, fez um gesto largo indicando o caminho para a mulher.

Um breve sorriso adejou em seus lábios enquanto ela mancou na frente dele. A professora que existia dentro dela não pôde desperdiçar o momento e, virando-se para ele, perguntou:

– Quem lhe ensinou boas maneiras?

– A senhora, Sra. Simpson, na terceira série.

(Extraído doLivro Histórias para Aquecer o Coração)

  • Refletir sobre o papel do professor em relação às atitudes dos alunos, seja hoje dentro da escola ou na vida futura. Afinal, “o que se aprende com significado, será carregado dentro de nossos corações e de nossa lembrança para sempre”.

Atividade: Mural de cartões aos professores, falando do respeito que tem por eles.

  1. Respeito e preservação do meio ambiente
    • Que atitudes de respeito você tem ao meio ambiente?
    • Como você tem colaborado para a preservação da natureza e o cuidado com o meio em que vive?
    • Colaborar com a limpeza e organização da sala de aula, do pátio, banheiros e da escola como um todo.
  2. O Respeito através da Arte
    • Monte uma colcha de retalhos de TNT com produções dos alunos (desenho com giz de cera, composições com retalhos através de histórias) sobre o tema RESPEITO.
    • Painel coletivo: “Coisas que aprendi na vida até agora”.

TEXTO 05:

AS CHAVES MÁGICAS

Adaptação da história “As chaves de Maria” de Eloisa Lopes e Sônia Alcade (por Ro Pedrina).

TEMA: Boas maneiras/ PALAVRAS MÁGICAS

Maria era uma menina linda e muito curiosa que adorava brincar.

Um dia ela viu seu irmão José com um molho de chaves e correu até ele:

_Ai, José. Estou precisando tanto de suas chaves!

_Pra que, Maria?_ perguntou o irmão bem surpreso.

_Oras, José, pra abrir as portinhas que você abre e encontrar os tesouros que você encontra.

_Que tesouros, Maria? Estas chaves são das portas aqui de casa, da minha bicicleta e do meu armário.

_Ai, José. Como eu queria essas chaves pra mim. Você pode me dá uma?

José gostava muito de sua irmãzinha Maria. Então disse:

_Olha, Maria. Estas aqui eu não posso dar, mas eu sei onde tem umas chaves bem mais bonitas que você vai adorar. Mas só a mamãe tem a chave de lá. Peça à ela.

A mãe de José e Maria estava ouvindo tudo e achou aquilo muito engraçado. Então, tirou uma chavezinha de seu avental e disse:

_Venha cá, Maria. Vou te mostrar onde estão guardadas as chaves mágicas.

Chaves mágicas? Maria adorou aquela idéia. Seguiu a mamãe até um grande baú. Dona Mamãe abriu a fechadura com sua chavezinha e Maria correu pra olhar o que tinha dentro e teve uma grande surpresa. Viu um monte de chaves mágicas coloridas dentro do baú e ficou curiosa.

_Mas, mamãe, por que estas chaves são mágicas?

A mamãe explicou que se Maria quisesse descobrir porque aquelas chaves eram mágicas ela tinha que tocar uma de cada vez. E Maria assim fez.

A primeira chave que Maria tocou foi a chave AZUL. A chave deu um pulo como se estivesse acordando e disparou a falar:

_BOM DIA, Maria! Eu sou a chave do BOM DIA! Sempre que você acordar me use para dar BOM DIA para todos que você encontrar, para o sol que nasceu, para os bichinhos e pros seus amigos!

Maria sorriu.Aquela chave era mesmo alegre. Então ela tocou na chave AMARELA. A chave deu uma rodada e disse bem animada:

_BOA TARDE, Maria! Eu adoro abrir as tardes. Então você pode me usar quando vier pra escola, quando sair com sua mãe, quando visitar alguém à tarde, viu?

Maria estava começando a gostar daquela animação. Então tocou a chave VERDE.

A chave deu uma balançadinha e despertou:

_ME DESCULPE, Maria. Eu levantei dormindo e quase que tropecei em você! Mas eu sou uma chave que você precisa usar muitas vezes, sempre que fizer alguma coisa que não devia pra alguém. Eu vou adorar acordar pra você dizer ME DESCULPE sempre que precisar, viu?

Maria lembrou que precisava mesmo dessa chave. Assim José ia ficar mais feliz com ela. Muito animada ela tocou na chave VERMELHA.A chave deu um grande pulo e disse: _POR FAVOR, Maria, eu adoraria que você também me usasse mais. Você pode me acordar sempre que precisar pedir uma ajudinha pra alguém. Quando você me usa dizendo POR FAVOR, a mamãe, a professora, os coleguinhas, todos fazem o que você quer bem mais rápido!

Hum, Maria descobriu que aquela chave era mesmo mágica. Então, ela tocou a chave

LARANJA.

A chave fez uma reverência e disse:

_MUITO OBRIGADO por você me acordar, Maria. Eu estava mesmo querendo passear. E você pode me usar sempre que alguém fizer alguma coisa por você. Para agradecer você diz: MUITO OBRIGADO.

Gente! Que maravilha! Maria achou aquilo uma beleza, afinal tinha gente que fazia coisas pra ela o dia todo e ele nunca sabia o que fazer pra agradecer, agora era só usar a chave do MUITO OBRIGADO.

Maria tocou a chave MARROM. A chave passou entre as chaves LARANJA E VERMELHA.mas antes ela disse:

_COM LICENÇA, amigas. COM LICENÇA, Maria. COM LICENÇA, crianças. Eu estou tão feliz que quero cantar pra vocês: “quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo”. Viu, Maria? Você poderá me usar sempre que precisar entrar em algum lugar, quando quiser passar por alguém, quando quiser que alguém te escute..é só me usar dizendo COM LICENÇA que tudo de bom acontece!

Maria tocou mais uma chave. Era a chave ROSA. E ela deu um giro de bailarina e disse:

_COMO VAI, Maria? Eu vou bem? E vocês, crianças, COMO VÃO? Estão bem

também…Que bom! Podem me usar sempre que encontrar com as pessoas, elas ficarão muito felizes e eu também, adoro dançar por ai!

Maria achou aquela chave linda e quis tocar em mais uma chave. Tocou na chave PRETA.

_BOA NOITE! Nossa, ainda é dia, Maria. Kakakaka…mas você pode me usar sempre que encontrar com alguém á noite viu? Ahhhhhh… Estou com um soninho, eu gosto de acordar e passear á noite!

Maria correu pro baú, só tinha mais uma chave, era a chave ROXA. Ela tocou na chave. A chave despertou-se e pegou na mão de Maria.

_Que bom te encontrar, Maria, mas agora tenho que ir, e preciso levar comigo todas as chaves mágicas, mas você irá ficar com esse presentinho. Esse molho de chaves mágicas pequeninas vai ficar contigo, então você poderá usar a gente sempre que precisar, você está lembrada das palavras mágicas de cada uma não está?

Maria fez que sim com a cabeça e adorou o presente que ganhou da chave ROXA. Sim, ela iria usar aquelas chaves o tempo todo. Agora sabia quando dizer BOM DIA, BOA TARDE, COMO VAI, COM LICENÇA, MUITO OBRIGADA, ME DESCULPE, POR FAVOR, BOA NOITE.

A chave Roxa então disse:

ATÉ LOGO, Maria. Me use sempre que se despedir de alguém viu?

E as chaves mágicas voltaram para o baú encantado.

Maria correu pra mostrar as chaves pra mamãe e dizer como usar cada uma delas. A mãe de Maria prendeu as chaves pequeninas em seu pulso e Maria disse: _MUITO OBRIGADA, mamãe.

E a mamãe abraçou Maria cheia de felicidade…que filha educada ela tinha! E vocês, sabem usar as chaves mágicas? Já são educados também?

  1. LEIA O POEMA: PALAVRAS MÁGICAS

PEDRO BANDEIRA

SE VOCÊ QUER SER FELIZ E AMIZADES CONQUISTAR QUATRO PALAVRINHAS MÁGICAS VOU AGORA REVELAR.

NÃO É “ABRE-TE-SÉSAMO”

E NEM É SIM-SA-LA-BIM!

NENHUMA É “ABRACADABRA”

MINHA MÃE DISSE PRA MIM:

DIGA SEMPRE A SORRIR,

PRA NÃO SER MAL-EDUCADO:

COM LICENÇA, ME DESCULPE,

POR FAVOR E OBRIGADO!

2. ESCREVA AS PALAVRAS MÁGICAS QUE APARECEM NO TEXTO:

COMPLETE AS FALAS DAS CRIANÇAS COM AS PALAVRAS MÁGICAS:

PROCURE NO DIAGRAMA EXPRESSÕES QUE UTILIZAMOS PARA NOS COMUNICARMOS BEM COM AS PESSOAS.

BOMXDIAXBAMORTERSHAMOR
                      
PBPBAMORXVPORFAVORAMOR
                      
EREOARAPDESCULPEBOMDIA
                      
RIRNMEMOBRIGADOAMORLUZ
                      
DGDDOSOREDUCAÇAOAMORLU
                      
AAAAOPRFFHJKNBOATARDEN
                      
ODODXEZABRTYUOMNVYTIAL
                      
OOPERDAVLUZJIAAMORYABL
                      
PERDAOBOANOITEAMORBLOI
                      
AMORLUZRCOMXLICENÇAOAB
                      
ZCOMLICENÇABONDADESGNE
                      
PORXFAVORXXBOMXDIAXOOR
                      
GENTEBOADDESCULPERXPID
                      
BOALTARDEXBOAXNOITEATA
                      
PAZZBOMDIABONDADELUZED
                      

1. O QUE VOCÊ QUER SER? POR QUÊ?

LULA TUBARÃO GOLFINHO

2. AGORA LEIA COMO ELES SÃO:

A LULA É UM PEIXE ADORÁVEL, MAS É TÍMIDA E SE ASSUSTA FACILMENTE.

O TUBARÃO É MAL-HUMORADO, SEMPRE MOSTRA SEUS DENTES AOS OUTROS. TODOS TEM MEDO DELE.

O GOLFINHO É BOM E CARINHOSO. TODOS CONFIAM NELE E O RESPEITAM. ELE ADORA FAZER AMIGOS.

  1. E AGORA MUDOU DE OPINIÃO OU CONTINUA QUERENDO SER O MESMO ANIMAL? POR QUÊ?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

4. VOCÊ É UMA CRIANÇA RESPONSÁVEL? ASSINALE QUAL DELES VOCÊ É:

( ) CRIANÇA QUE FINGE NÃO OUVIR

( ) CRIANÇA QUE COLABORA COM AS PESSOAS

( ) CRIANÇA QUE RECLAMA DE TUDO

( ) CRIANÇA QUE SE ESFORÇA NOS ESTUDOS

( ) CRIANÇA QUE ESTÁ SEMPRE BRIGANDO COM OS OUTROS.

( ) CRIANÇA QUE CUIDA DAS SUAS COISAS

PINTE A ATITUDE QUE VOCÊ ACHA QUE ESTÁ CORRETA EM CADA AÇÃO:

PINTE DE AZUL O QUE VOCÊ JÁ PODE FAZER COMO CRIANÇA:

 

PARA CADA SITUAÇÃO, ESCOLHA A QUE VOCÊ ACHA MELHOR FAZER E LIGUE O DESENHO COM A FRASE:

DEIXAR O COLEGA SOZINHO.

CHAMÁ-LO PARA BRINCAR.

COLABORAR.

NÃO SE INTERESSAR.

PROCURAR O DONO.

GUARDAR E NÃO DIZER NADA

OBSERVE OS DESENHOS E PINTE AQUELES QUE REPRESENTAM ATITUDES CORRETAS NA HORA DO LANCHE NA ESCOLA:

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE AS CENAS?

  • EM QUAL A MENINA TEM ATITUDES CORRETAS NA HORA DA REFEIÇÃO?

NA HORA DO LANCHE DA ESCOLA, VOCÊ JÁ VIU OU FEZ ALGO ERRADO?

DESENHE:

ORIENTE AS CRIANÇAS A FAZEREM AS ESCOLHAS CERTAS, PINTANDO OS CAMINHOS CORRETOS:

E VOCÊ FAZ QUAIS ESCOLHAS? PINTE:

AJUDAR OS MEUS COLEGAS E MINHA FAMÍLIA.

RESPEITAR OS IDOSOS.

COLABORAR COM A LIMPEZA DOS LUGARES.

JOGAR PAPEL NO CHÃO.

MENTIR PARA AS PESSOAS

. CONVERSA:

-O QUE VOCÊ FARIA SE UMA CRIANÇA BATESSE EM VOCÊ?

-O QUE VOCÊ FARIA SE UMA CRIANÇA ESTIVESSE CHORANDO?

-O QUE VOCÊ FARIA SE QUEBRASSE O MATERIAL DO COLEGA?

-O QUE VOCÊ FARIA SE MENTISSE PARA O COLEGA E ELE DESCOBRISSE?

-O QUE VOCÊ FARIA SE MACHUCASSE ALGUÉM?

2. ÀS VEZES ESCOLHEMOS ERRADO E CAUSAMOS SOFRIMENTO.

O QUE SERIA BOM FAZER QUANDO ISSO ACONTECE? PINTE OS QUADRADINHOS O QUE DEVE SER FEITO:

PEDIR DESCULPAS.

CONSERTAR O ERRADO.

FINGIR QUE NADA

ACONTECEU.

COLOCAR A CULPA NO

OUTRO.

CONTINUAR DO MESMO

JEITO.

TEXTO 06:

A DESCOBERTA DA JOANINHA!

Bellah Leite Cordeiro

Temas: Amizade, caridade, amor ao próximo, bondade, fraternidade, solidariedade…

DonaJoaninhavaiaumafestaemcasadalagartixa.
Vai  ser  uma   delícia!
Todos os bichinhosforam  convidados…
DonaJoaninha quer ir muito bonita!
Porque,assim,todomundovaiquererdançareconversarcom ela!
 Eelapoderásedivertir avaler!…
Por isso, colocou uma fita nacabeça, uma faixa na cintura, muitas pulseiras nos
braços eaindalevou umlequeparaseabanar.
No caminhoencontrouDonaformiga,na portado formigueiro,e disse:
Bom  dia, Dona Formiga!
Nãovai à festada lagartixa?
  • Não posso, minha amiga. Ontem fizemos mudança e eu não tive tempo de me preparar…
  • Não tem problema! Tudo bem! Eu posso emprestar a fita que tenho na cabeça e você
vai ficar lindacom ela!  Quer?
 Mas que legal, Dona Joaninha!
Você  faria  isso por  mim?
– Claroque sim!Estoumuitoenfeitada!Possodividircomvocê.
Ese foramasduas.A formiga radiantecomafitanacabeça.
DaliapoucoencontraramDonaAranha,nasuateia,fazendorenda.
Ao ver asduas,a aranha falou:
 Oi!Ondevãovocês duas tão bonitas?
 Àfestadalagartixa!Você nãovai?

_ Sinto muito! Não posso…tive muitas despesas e sem dinheiro não pude me preparar

para a festa!

Não seja por isso! disse a Joaninha – Estou muito enfeitada! Posso bememprestar as
minhas pulseiras…Vãoficarlindíssimasemvocê!
Quemaravilha!disseaaranhaentusiasmada.
  • Sempre tive vontade de usar pulseiras nos braços! Dona Joaninha, você é legal demais! Sabia?
EdonaAranha,muitofeliz,acompanhouasamigas.
Logoadianteencontrarama taturana. Como sempre, morrendo decalor!
Oi,DonaTaturana!Comovai?
  • Mal! Muito mal com esse calor!…Sabe que nem tenho coragem de ir à festa da lagartixa?
    • Ora! Mas para isso dá-se um jeito! disse a Joaninha muito amável. – Poderei emprestar

o meu leque. E lá se foi também a taturana, felicíssima, abanando-se com o leque e encantada com a

gentileza da amiga. Mas, logo depois, deram de cara com a minhoca, que tinha posto a cabeça para fora da

terra para tomar um pouco de ar.

– Dona Minhoca não vai à festa? disse a turminha ao passar por ela.

  • Não dá, sabe? Eu trabalho demais! Quase não tenho tempo para comprar as coisas de que preciso… E, agora, estou sem ter uma roupa boa para vestir! Sinto bastante! Porque

sei que a festa vai ser muito legal! Mas, que se vai fazer…

– Ora, Dona Minhoca – disse a joaninha com pena dela. – Dá-se um jeito…Posso emprestar a minha faixa e com ela você ficará muito elegante! A minhoca ficou contentíssima! E seguiu com as amigas para a festa. Dona Joaninha estava tão feliz com a alegria das outras que nem reparou ter dado tudo o

que ela havia posto para ficar mais bonita. Mas, a alegria do seu coração aparecia nos olhos, no sorriso, e em tudo o que ela dizia! E isso a fez tão linda, mas tão linda que ninguém na festa dançou e se divertiu mais do

que ela! Foi então que a Joaninha descobriu que para a gente ficar bonita e se divertir, não é

preciso se enfeitar toda. Basta ter o coração bem alegre, que essa alegria de dentro deixa a gente bonita por

fora! E ela conseguiu essa alegria fazendo todo aquele pessoal ficar feliz!

LEIA O POEMA COM ATENÇÃO E DISCUTA COM SEUS COLEGAS SOBRE A AMIZADE:

ERA UMA VEZ

UMA SEMENTINHA

TÃO PEQUENINA,

TÃO SIMPLESINHA

QUE COM CARINHO

FOI BEM PLANTADA

E COM AMOR

ERA BEM CUIDADA.

E DE REPENTE

O QUE ACONTECEU?

UMA PLANTINHA

DE LÁ NASCEU

UMA BELA ÁRVORE

VAI SE TORNAR.

JUNTO CONOSCO

HÁ DE CRESCER

E BONS AMIGOS

NÓS VAMOS SER.

1. QUEM É SEU MELHOR AMIGO(A)? DESENHE VOCÊ E SEU AMIGO(A):

2. ESCREVA O NOME DE VOCÊS DOIS, ABAIXO DO DESENHO.

AMIGO É PRA SE GUARDAR NO CORAÇÃO.

ENCHA O SEU CORAÇÃO COM OS NOMES DE SEUS AMIGOS:

AMIZADE

Você já reparou que o maior atrativo de uma pessoa é a simpatia?

E simpatia não se compra, conquista-se com boa vontade.

Procure dar valor às amizades, conversando e falando de coisas interessantes. Todo mundo quer ficar amigo de alguém bem educado, gentil e agradável.

Telefone para os seus amigos quando fizerem aniversário, ou mande um cartão cumprimentando-os. Tenha a certeza de que eles irão gostar e, muitas vezes, retribuir esta atitude simpática e saudável, que faz com que todos se sintam lembrados.

Desenhe com você pode ser um bom amigo(o):

a NOSSA BELA AMIZADE

A AMIZADE É UMA COISA TÃO BONITA,

TÃO VERDADEIRA, DE VIDA INTEIRA!

AMIGO PERTO, AMIGO LONGE,

AMIGO, AMIGO SEMPRE COMIGO NO CORAÇÃO.

VIVA NOSSA BELA AMIZADE,

NA ALEGRIA E TAMBÉM NA SOLIDÃO!

TER BONS AMIGOS, A MAIOR FELICIDADE,

FESTA PRA VIDA E ALEGRIA NO CORAÇÃO!

MIRIA THEREZINHA KOLLING

ESCREVA NOS CORAÇÕES O NOME DE ALGUMAS PESSOAS QUE SÃO SEUS AMIGOS:

QUEM TEM AMIGOS NÃO SENTE SOLIDÃO.

1. VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA ESTA FRASE?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2. DESENHE UMA ESTRELA AO LADO DAS ATITUDES DE UM AMIGO DE VERDADE:

-CHAMAR PARA BRINCADEIRAS PERIGOSAS.

-ESTAR PRESENTE NA ALEGRIA E NA TRISTEZA.

-TROCAR DE AMIGO PARA SE GANHAR ALGUMA COISA.

-AVISAR QUANDO ESTAMOS ERRADOS.

-PEGAR ALGO EMPRESTADO DELE E NÃO DEVOLVER.

AJUDE AS CRIANÇAS A ENCONTRAREM O SEU AMIGO:

LIGUE OS PONTOS E DESCUBRA ONDE AS PESSOAS GUARDAM OS VERDADEIROS AMIGOS:

LIGUE OS PONTOS E DESCUBRA ONDE AS PESSOAS GUARDAM OS VERDADEIROS AMIGOS:

 

VOCÊ SABE COMO CONQUISTAR UM AMIGO NOVO? ENTÃO LEIA ESTA RECEITA:

AMIGO NOVO

* INGREDIENTES:

1 PORÇÃO DE SIMPATIA

1 DOSE DE ATENÇÃO

TEMPO LIVRE

COMPANHEIRISMO

COMPREENSÃO

* MODO DE FAZER:

APROXIME-SE COM SIMPATIA DA PESSOA QUE ESCOLHEU COMO AMIGO OU AMIGA. CONVERSE COM ELA E LHE DÊ ATENÇÃO: CONTE HISTÓRIAS, TROQUE IDÉIAS, CONHEÇA OS SEGREDOS DELA, CONTE OS SEUS…

NÃO TENHA PRESSA PARA FALAR COM ESSE AMIGO, POIS VOCÊS TÊM TODO O TEMPO DO MUNDO PARA SE CONHECEREM. QUANDO A MASSA ESTIVER PRONTA, LEVE-A AO FORNO E DEIXE-A CRESCER POR ALGUNS MESES. LÁ, NO CALOR DO COMPANHEIRISMO E DA COMPREENSÃO, A MASSA VAI CRESCER BASTANTE.

RETIRE A NOVA AMIZADE DO FORNO E SABOREIE-A UM POUCO TODOS OS DIAS. CONSUMA À VONTADE, POIS NÃO ENGORDA E FAZ MUITO BEM À SAÚDE.

Seguindo o exemplo da receita”, escreva junto com um colega uma receita criativa: Observe

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..algunstítuloseescolhaumoucrieoutro–“Receitadepaisefilhosfelizes”,“Receitaparair

bem na escola”, “Receita para ganhar presentes”, Receita para ser campeão”.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

……………………………………………………………………………………………………………………………

. LEIA OS QUADRINHOS E PROCURE SABER SOBRE O QUE ESTÃO FALANDO.

  1. AGORA ESCREVA AQUI A PALAVRA PRINCIPAL DA HISTÓRIA:
  2. O QUE É AMIZADE PARA VOCÊ?

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

4. VOCÊ GOSTA DE TER AMIGOS? POR QUÊ?

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

1. LEIA O POEMA DE VINÍCIUS DE MORAES:

PROCURA-SE UM AMIGO

NÃO PRECISA SER HOMEM, BASTA SER HUMANO, BASTA TER SENTIMENTOS, BASTA TER CORAÇÃO. PRECISA SABER FALAR E CALAR, SOBRETUDO SABER OUVIR. TEM QUE GOSTAR DE POESIA, DE MADRUGADA, DE PÁSSARO, DE SOL, DA LUA, DO CANTO, DOS VENTOS E DAS CANÇÕES DA BRISA. DEVE TER AMOR, UM GRANDE AMOR POR ALGUÉM, OU ENTÃO SENTIR FALTA DE NÃO TER ESSE AMOR… DEVE AMAR O PRÓXIMO E RESPEITAR A DOR QUE OS PASSANTES LEVAM CONSIGO. DEVE GUARDAR SEGREDO SEM SE SACRIFICAR.

  1. AGORA É A SUA VEZ! COMPLETE O TEXTO COM AS PALAVRAS QUE ESTÃO FALTANDO:

COLABORADOR – RESPEITADOR – HONESTO – SINCERO

PROCURA-SE UM AMIGO

PROCURA-SE UM AMIGO QUE DIGA COM FRANQUEZA O QUE SENTE ( ______________________), QUE AJUDE AOS QUE NECESSITAM

(______________________), QUE NÃO MENTE E RESPEITA AS COISAS

DOS OUTROS (_____________________), QUE NÃO MACHUCA, BRIGA E

MAGOA AS PESSOAS (______________________).

TETO 07:

consiga demonstrar maior autonomia e sensibilidade para resolver os problemas que surgem com mais tolerância e amabilidade.

 

Como lidar com a indisciplina dos alunos?

A indisciplina, sem sombras de dúvida, vem atormentando a vida do profissional docente. Sabemos também que há vários fatores que contribuem para que esse problema aumente a cada dia: falta de limites, respeito, perda de valores, mídia, etc. Os pais já não conseguem mais suprir as necessidades de educação de seus filhos e jogam a toda a responsabilidade para a escola.

Trabalhando as atividades do Projeto, algumas estratégias são utilizadas para melhorar o comportamento dos alunos na escola.

Todo início do ano ou do semestre, o ideal é fazer os combinados com os 66alunos, fixando as regras de convivência da turma em um mural ou na parede da sala de aula. Devem ficar bem claro os direitos e as obrigações. Essas regras ficam fixadas em um lugar de fácil acesso, pois durante todo o ano deverão ser lidas sempre quando necessário, sendo avaliado como a classe tem cumprido ou não esses combinados. (Cartazes com as regras)

É Importante explicar por que precisamos de regras.

As regras devem partir dos alunos e o não cumprimento delas terá uma consequência, também combinada com a classe.

Todas as vezes que acontece o descumprimento das regras, volta-se aos combinados.

O projeto “Resgatando Valores” possui atividades com os principais valores que também vão sendo internalizados pelos educandos. Assim, através de rodas de conversa, relatos, discussões, dinâmicas, textos, livros, jogos… todos estes procedimentos levam as crianças a entenderem que vivemos numa sociedade de valores, os quais devem ser respeitados para melhor convivência entre as pessoas. Entender também que temos direitos e obrigações, conhecendo os limites de cada um.

PESQUISA

1. PERGUNTE A SEUS FAMILIARES O QUE SÃO VALORES.

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

  1. QUAIS VALORES A SUA FAMÍLIA CONSIDERA IMPORTANTES? ESCREVA NO CORAÇÃO:

Valores para a Vida

  1. CONVERSA: O QUE SÃO VALORES?

COM A SUA PESQUISA, CONVERSE COM SEUS COLEGAS E A PROFESSORA SOBRE VALORES.

  1. REGISTRO: A PROFESSORA VAI LER ALGUNS VALORES E VOCÊS VÃO DESENHÁ-LOS.

O QUE É O AMOR?

O amor é o melhor de todos os sentimentos e faz as pessoas se sentirem mais felizes. Amar é gostar dos outros e saber que eles gostam da gente.

Existem muitas maneiras de demonstrar o amor. Dê um exemplo de como demonstrar o AMOR.

É BOM TER UM AMIGO?

A gente pode ter amizades por todas as pessoas da família, da escola, da vizinhança. Pode-se ter um amigo de qualquer idade.

Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito, dentro do coração. Quando nós podemos ser amigos?

O QUE É COMPARTILHAR?

Compartilhar é dar um pouquinho de você aos outros.

Compartilhar faz você e os outros se sentirem mais felizes.

Como você pode compartilhar com os seus colegas?

O QUE É COOPERAÇÃO?

Existe cooperação quando eu faço uma parte e você faz a outra. E juntos, terminamos o trabalho. Como você pode cooperar?

O QUE É HONESTIDADE?

Honestidade é a qualidade daquele que não MENTE, que respeita as coisas dos outros, devolve o que encontra perdido e não põe a culpa nos outros pelo que você fez.

Todos confiam em pessoas honestas. Você é honesto? Por quê?

O QUE É GRATIDÃO?

Agradecer é ficar contente com o que a gente tem.

Quando você é bem agradecido, você tem força de vontade, alegria e felicidade.

Gratidão é não esquecer os favores que alguém lhe fez.

Dê exemplos de gratidão.

O QUE É RESPEITAR?

  • prestar atenção no que você está fazendo para não ferir, estragar, desperdiçar ou magoar alguém.

Devemos respeitar a natureza, economizando água e energia, cuidando das plantas e animais.

Devemos respeitar o próximo, assim como seus objetos. Dê exemplos de respeito:

A RESPONSABILIDADE É UMA COISA BOA.

Responsabilidade é fazer o que é preciso na hora em que deve ser feito. É cuidar daquilo que te pertence.

Chegar atrasado e faltar na escola sem motivo é não ter responsabilidade. Como é que você faz para ser responsável?

CONTINUE A ESCREVER O ABC DOS VALORES, ESCREVENDO UM VALOR PARA CADA LETRA:

ABC DOS VALORES

A – AMOR

B – _____________________

C – _____________________

D – _____________________

E – _____________________

F – _____________________

G – _____________________

H – _____________________

I – ______________________

J – ______________________

L – ______________________

M – _____________________

N – _____________________

O – _____________________

P – _____________________

Q – _____________________

R – _____________________

S – _____________________

T – _____________________

U – _____________________

V – _____________________

X – _____________________

Z – _____________________

NEM TUDO O QUE A GENTE PODE FAZER É BOM.

DESENHE ALGUMAS COISAS BOAS QUE A GENTE SABE FAZER.

PINTE OS VALORES E DESCUBRA A PEÇA PRINCIPAL:

 

COMPLETE A CRUZADINHA ARRUMANDO NOS QUADRINHOS OS VALORES:

V

A

L

O

R

E

S

RESPEITO – COLABORAÇÃO – RESPONSABILIDADE

AMIZADE – SOLIDARIEDADE – AMOR

Pinte os desenhos que representam os valores como:

AMIZADE – RESPEITO – COLABORAÇÃO

ALGUMAS SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA DESENVOLVIMENTO DOS VALORES

1. Dando do que Tenho

Escolher um dia da semana para que os educandos compartilhem seus lanches. A mesa será comum e os lanches servidos em bandejas, estimulando-se a troca e a alegria de estar junto com a partilha do que se tem.

2. Cuidando da Vida

Manter um aquário na sala de aula, cabendo aos educandos os cuidados necessários de manutenção. Conversas sobre a importância da vida, o equilíbrio ecológico e o significado da morte podem ser desenvolvidas.

3. Para o Outro

Cada educando cuida de uma planta ou flor para depois, desenvolvida, ofertá-la para algum colega da turma. De preferência seja o vaso ou recipiente feito pelo educando, assim como a semeadura.

4. Serviço Cooperativo

Através de escala em rodízio, deixar os educandos limpar a sala de aula e colocar em ordem os móveis e materiais de trabalho. Os educandos sentem-se úteis e satisfeitos ao verem os resultados benéficos de seu trabalho, e estimulados ao serviço cooperativo.

5. Teatro da Vida

Depois de contar uma história, que pode ser escrita por um educando, encená-la, distribuindo os papéis entre os educandos, fazendo com que eles sintam os personagens e a mensagem da história, que deve ser discutida.

6. Expressões dos Sentimentos

Os educandos sentam-se em círculo e um deles caminha até o centro, sentindo algo específico: alegria, tristeza, cólera, indiferença. Outro educando se aproxima com o sentimento oposto: se um vem alegre, o outro vai triste; se um vem com raiva, o outro vem contente; etc.

7. Convivência Familiar

Solicitar a três educandos para representar um papel familiar. Exemplo: pai aborrecido, mãe carinhosa, filho rebelde. Os educandos representam a pequena peça e depois descrevem como se sentiram, debatendo com os demais sobre os sentimentos envolvidos na convivência familiar.

8. Ouvindo Música

Os educandos sentam-se no chão e fecham os olhos. Colocar diferentes melodias: alegres, tristes, românticas, etc. Após, perguntar-lhes como se sentiram, o que sentiram.

 

TEXTO 01:

KIKO, UM PATINHO QUE NÃO RESPEITAVA REGRAS

Tema: Respeito às regras

Minéia Pacheco

Kiko, um patinho que não respeitava regras!

Num belo rio vivia Kiko, juntamente com sua família e amigos. Era um rio muito extenso e as regras por lá eram simples, para que nenhum dos patos menores passassem da linha limite.

Pois logo depois dessa linha, havia uma correnteza enorme e era muito perigoso para os menores que ainda não sabiam se proteger.

O chefe dos patos falou:

  • Obedeçam nossas regras, pois se um de vocês passarem da linha, será muito difícil de alcança-lo, pois a correnteza é forte e rapidamente o levaria para muito longe, ficando impossível ajudá-lo.

Todos os patinhos aceitaram as regras e perceberam o perigo que seria descumpri-la. Porém Kiko não aceitou e falou para seus amigos que iria atravessar a linha para ter certeza se tudo que falavam era verdade.

  • É muito perigoso, você pode se afogar com a correnteza forte. (Falaram os patinhos)
  • Eu irei de barco! Vou remar forte e a correnteza não irá me atrapalhar. Preciso ter certeza se esse rio é tão perigoso quanto falam.
  • Mas Kiko, regras servem para serem cumpridas, não devemos desobedecer!
  • Para mim não existem regras, faço o que quero! Amanhã pela manhã logo cedo pegarei o barco, antes de todos se acordarem e irei ultrapassar a linha. Depois conto a vocês como foi.

No dia seguinte Kiko acordou logo cedo, pegou o barco e começou a remar até passar da linha limite, ao passar, a cada remada que dava ele percebia que a velocidade aumentava, mas não ligou, pois tinha certeza que daria para controlar com os remos.

Porém, em certo momento a correnteza estava muito rápida, Kiko tentava controlar seu barco, perdeu os remos e seu barco virou!

Ele tentou nadar, porém não tinha força o suficiente para vencer a velocidade da água do rio. Já estava perdendo as esperanças, quando enfim sentiu algo lhe puxando da água. Era o pato chefe, que soube que o Kiko estava querendo aprontar. Quando ficou sabendo, rapidamente chamou alguns dos patos mais velhos e juntos nadaram o máximo que podiam até chegarem em Kiko a tempo de salvá-lo.

O pato chefe ficou furioso e disse:

  • Kiko, você poderia ter se afogado se não fosse seus amigos que tivessem contado para mim o que estava querendo fazer. Regras servem para serem cumpridas, elas servem para o nosso bem. Espero que você tenha aprendido a lição!
  • Aprendi sim Senhor! Eu não acreditei em vocês e quase me afoguei. Peço desculpas pela minha desobediência e prometo que de agora em diante regra será lei!

(Crianças obedeçam os mais velhos, pois tudo o que eles falam é sempre para o nosso bem!)

LEIA O TEXTO:

ESTUDAR É VENCER

VOCÊ JÁ BUSCOU DENTRO DE SI MESMO UM MOTIVO PARA ESTAR AQUI NA ESCOLA?

PENSE UM POUCO.

TODOS QUEREM CRESCER E VENCER NA VIDA.

SÓ QUE CRESCER E VENCER NÃO É FÁCIL. EXIGE DE NÓS SACRIFÍCIOS E MUITA BOA VONTADE.

DEUS NOS DOTOU DA INTELIGÊNCIA. SÓ QUE TEMOS QUE SABER USÁ-LA.

SE TIVERMOS SAÚDE, MELHOR AINDA. VAMOS PRESERVÁ-LA.

QUE DEUS AJUDE A QUEM NÃO TEM A MESMA OPORTUNIDADE DE ESTAR PROCURANDO LUTAR E VENCER.

VOCÊ ACHA QUE VAI VENCER NA VIDA? COMO?

JESUS DISSE: “AJUDA-TE A TI MESMO QUE EU TE AJUDAREI”.

E VOCÊ? COMO PRETENDE SER PARA AJUDAR A SI MESMO?

UMA PESSOA QUE NÃO LÊ E NÃO ESTUDA, NÃO PODE FAZER SEU PAÍS CRESCER E MELHORAR.

DEPENDE DE NÓS TUDO O QUE FAZEMOS.

ESTUDAR SEM VONTADE NÃO AJUDA NINGUÉM A VENCER.

VOCÊ SÓ COLHERÁ BONS FRUTOS SE SOUBER PLANTAR.

VOCÊ SÓ VENCERÁ NA VIDA SE SOUBER ESTUDAR. SEJA FELIZ!

RESPONDA:

VOCÊ QUER VENCER NA VIDA? COMO VOCÊ VAI FAZER PARA QUE ISTO ACONTEÇA?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

1. Vamos fazer um exercício de imaginação.

Feche os olhos e imagine uma partida de futebol. Imagine agora a partida iniciando. O juiz joga a bola longe. Um jogador pega-a com a mão e sai correndo, querendo fazer um gol. Outro, agora do time adversário, segura-o pela camisa e rouba-lhe a bola, saindo além da linha do gramado.

2. Conversa dirigida:

-Você já viu um jogo de futebol assim?

-O que está faltando para que o jogo aconteça realmente?

-Por que, em um jogo, precisamos de regras?

-Para que servem as regras?

-Na escola também é importante ter regras? Por quê?

3. Agora desenhe:

O QUE PODE FAZER NA ESCOLAO QUE NÃO PODE FAZER NA ESCOLA
  
  

UM MUNDO DE REGRAS

Respeitar pais e professores. Fazer lição de casa e trabalhos no prazo

determinado. Almoçar sentado à mesa e com as mãos limpas. Tratar os colegas com respeito. Muitas das regras do “bom comportamento” são detestadas pelas crianças, que fazem questão de fugir de algumas delas.

Por que é importante seguir regras? “As crianças precisam de regras, assim como os adultos. Desde pequenos aprendemos a segui-las para nos relacionarmos com os outros”, diz Cíntia Freller, psicóloga e autora do livro Histórias de Indisciplina Escolar.

Você já imaginou jogar um jogo sem regras? Seria uma bagunça só, não é mesmo? Assim também acontece com a nossa vida.

Kátia Calsavara. Folhinha de S. Paulo.

Responda :

  1. Qual é o assunto do texto?
  2. Segundo o texto, as crianças cumprem sempre as regras? Justifique.
  3. Assinale o que disse a psicóloga.

( ) Jogar um jogo sem regras seria uma bagunça.

( ) Crianças e adultos precisam de regras.

( ) Algumas regras são detestadas pelas crianças.

4) Escreva no caderno:

a)- Duas regras citadas na reportagem.

b)- Uma regra que você sempre segue.

c)-Uma regra que você detesta.

  1. Explique o significado da palavra mundo em cada frase: a) A professora deu um mundo de lições!

b) Para os conquistadores, a América era um mundo selvagem.

  1. Agora, explique o significado de mundo, no título da reportagem.

Iniciar um novo ano de aulas é um acontecimento singular. É uma mistura de festa, expectativas, ansiedade, preocupação… É reencontro de colegas, novas amizades, curiosidade sobre os estudos, promessa de estudar mais…

Na escola aprendemos grandes lições, moldamos os nossos projetos de vida, começamos a praticar a convivência social, fazendo das diferenças uma grande riqueza a ser explorada.

Para garantir uma boa convivência entre todos, é necessário criarmos algumas regras que nos ajudem a viver melhor, sermos mais organizados.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

VAMOS COMENTAR CADA SITUAÇÃO? PARTICIPE DA DISCUSSÃO!

ESCREVA ALGUMAS REGRAS QUE VOCÊ CONSIDERA IMPORTANTE PARA OBTER SUCESSO NA ESCOLA DURANTE O ANO.

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________________

AGORA QUE VOCÊ JÁ CONHECE ALGUMAS REGRAS NA ESCOLA, ESCREVA-AS OBSERVANDO OS DESENHOS:

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

TEXTO 02:

A GALINHA RUIVA

Tema: Cooperação

CERTO DIA, UMA GALINHA ENCONTROU ALGUNS GRÃOS DE TRIGO NO CHÃO E DISSE:

  • VOU PLANTAR ESSES GRÃOS DE TRIGO PARA FAZER UM PÃO BEM GOSTOSO. A GALINHA PERGUNTOU AO GATO QUE PASSAVA:

-QUER ME AJUDAR A PLANTAR O TRIGO?

  • EU NÃO – RESPONDEU O GATO.
  • QUER ME AJUDAR A PLANTAR O TRIGO? -EU NÃO – DISSE O GANSO.
  • ENTÃO, VOU PLANTÁ-LO SOZINHA.

MAS SEUS PINTINHOS, AINDA PEQUENOS, A AJUDARAM.

TEMPOS DEPOIS, O TRIGO NASCEU, E A GALINHA PEDIU AJUDA AO PERU.

  • QUER ME AJUDAR A COLHER O TRIGO?
  • EU NÃO – DISSE O PERU.
  • QUER ME AJUDAR A COLHER O TRIGO?
  • EU NÃO – DISSE O CACHORRO.
  • ENTÃO, VOU COLHER JUNTO COM OS MEUS PINTINHOS.

E A GALINHA PRECISOU DE MAIS AJUDA, ENTÃO PERGUNTOU AO PORCO:

-QUER ME AJUDAR A LEVAR O TRIGO PARA MOER?

  • EU NÃO – DISSE O PORCO.
  • ENTÃO MEUS FILHOTES ME AJUDAM.

EM CASA, A GALINHA FEZ GOSTOSOS PÃEZINHOS.

O CHEIRO ATRAIU OS ANIMAIS, QUE CHEGARAM À JANELA E DISSERAM NUMA SÓ

VOZ:

  • QUEREMOS UM PEDAÇO DESSE PÃO.
  • VOCÊS NÃO COOPERARAM COM NADA: NÃO ME AJUDARAM A PLANTAR, NÃO ME AJUDARAM A COLHER NEM A CARREGAR, AGORA NÃO MERECEM COMER. VOU COMER JUNTO COM MEUS PINTINHOS QUE, APESAR DE PEQUENOS, COOPERARAM DIREITINHO.

(ADAPTAÇÃO – JANE EMIRENE E NEIRE ARAÚJO, AUTORAS DA COLEÇÃO PEDAGÓGICA:

“ALFABETIZANDO E CONSTRUINDO”)

·

AGORA RESPONDA:

1- CONVERSE COM SEUS AMIGOS E RESPONDA: O QUE É COOPERAR?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2- POR QUE OS ANIMAIS NÃO COOPERARAM COM A GALINHA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

3- COMO VOCÊ ACHA QUE OS PINTINHOS COOPERARAM COM A MAMÃE GALINHA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

4- POR QUE, ALGUMAS VEZES, NÓS NÃO COOPERAMOS COM AS PESSOAS EM CASA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

5- COMO VOCÊ PODE COOPERAR COM SUA MÃE?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

6- COMO VOCÊ PODE COOPERAR NA SALA DE AULA?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

OBSERVE A FIGURA E RESPONDA:

  1. O QUE CADA PESSOA ESTÁ FAZENDO NA FIGURA?
    1. _____________________________________________________
    2. _____________________________________________________
    3. _____________________________________________________
  2. POR QUE ELES ESTÃO FAZENDO ESTAS TAREFAS?

R:______________________________________________________

_______________________________________________________

  1. DEVEMOS COOPERAR COM AS PESSOAS COM AS QUAIS VIVEMOS. COMO VOCÊ COOPERA COM AS PESSOAS QUE VIVEM COM VOCÊ?

R:_______________________________________________________

_________________________________________________________

_________________________________________________________

  1. EM NOSSA ESCOLA TAMBÉM PRECISAMOS COOPERAR COM TODOS, PARA QUE O AMBIENTE ESTEJA SEMPRE LIMPO E ORGANIZADO. DESENHE NOS QUADROS ABAIXO AÇÕES QUE VOCÊ PODE FAZER NA ESCOLA PARA COOPERAR COM TODOS. NAS LINHAS, EXPLIQUE AS AÇÕES QUE VOCÊ DESENHOU:

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________

TEXTO 03:

DAR DE SE MESMO

CÉLIA XAVIER CAMARGO

Tema; Caridade, cooperação, amizade

Laurinha, embora contasse apenas com oito anos de idade, tinha um coração generoso e muito desejoso de ajudar as pessoas.

Certo dia, na aula de Evangelização Infantil que freqüentava, ouvira a professora, explicando a mensagem de Jesus, falar da importância de se fazer caridade, e Laurinha pôs-se a pensar no que ela, ainda tão pequena, poderia fazer de bom para alguém. Pensou…pensou… e resolveu:

  • Já sei! Vou dar dinheiro a algum necessitado.

Satisfeita com sua decisão, procurou entre as coisas de sua mãe e achou uma linda moeda.

Vendo Laurinha com dinheiro na mão e encaminhando-se para a porta da rua, a mãe quis saber onde ela ia.

Contente por estar tentando fazer uma boa ação, a menina respondeu:

  • Vou dar esse dinheiro a um mendigo! A mãezinha, contudo, considerou:
  • Minha filha, esta moeda é minha e você não pode dá-la a ninguém porque não lhe pertence.

Sem graça, a garota devolveu a moeda à mãe e foi para a sala, pensando…

  • Bem, se não posso dar dinheiro, o que poderei dar?
  • Já sei! A professora sempre diz que o livro é um tesouro e que traz muitos benefícios para quem o lê.

Eufórica por ter decidido, apanhou na estante um livro que lhe pareceu interessante, e já ia saindo na sala quando o pai, que lia o jornal acomodado na poltrona preferida, a interrogou:

  • O que você vai fazer com esse livro, minha filha?
  • Vou dá-lo a alguém!
  • Este livro não é seu Laurinha. É meu, e você não pode dá-lo a ninguém. Tremendamente desapontada, Laurinha resolveu dar uma volta. Estava triste, suas tentativas para fazer a caridade não tinham tido bom êxito e, caminhando pela rua, continha as lágrimas que teimavam em cair.
  • Não é justo! – resmungava. – Quero fazer o bem e meus pais não deixam.

Nisso, ela viu uma coleguinha da escola sentada num banco da pracinha. A menina parecia tão triste e desanimada que Laurinha esqueceu o problema que a afligia. Aproximando-se, perguntou gentil:

  • O que você tem Raquel?

A outra, levantando a cabeça e vendo Laurinha a seu lado, desabafou:

  • Estou chateada, Laurinha, porque minhas notas estão péssimas. Não consigo aprender a fazer contas de dividir, não sei tabuada e tenho ido muito mal nas provas de matemática. Desse jeito, vou acabar perdendo o ano. Já não bastam as dificuldades que temos em casa, agora meus pais vão ficar preocupados comigo também.

Laurinha respirou, aliviada:

  • Ah! Bom, se for por isso, não precisa ficar triste. Quanto aos outros problemas, não sei. Mas, em relação à matemática, felizmente, não tenho dificuldades e posso ajudá-la. Vamos até sua casa e tentarei ensinar a você o que sei.

Mais animada, Raquel conduziu Laurinha até a sua casa, situada num bairro distante e pobre. Ficaram a tarde toda estudando.

Quando terminaram, satisfeita, Raquel não sabia como agradecer à amiga.

  • Laurinha, aprendi direitinho o que você ensinou. Não imagina como foi bom tê-la encontrado naquela hora e o bem que você me fez hoje. Confesso que não tinha grande simpatia por você. Achava-a orgulhosa, metida, e vejo que não é nada disso. É muito legal e uma grande amiga. Valeu.

Sentindo grande sensação de bem-estar, Laurinha compreendeu a alegria de fazer o bem. Quando menos esperava, sem dar nada material, percebia que realmente ajudara alguém.

Despediram-se, prometendo-se mutuamente continuarem a estudar juntas. Retornando para a casa, Laurinha contou à mãe o que fizera, comentando:

  • A casa de Raquel é muito pobre, mamãe, acho que estão necessitando de ajuda. Gostaria de poder fazer alguma coisa por ela. Posso dar-lhe algumas roupas que não me servem mais? – Perguntou, algo temerosa, lembrando-se das “broncas” que levara algumas horas antes.

A senhora abraçou a filha, satisfeita:

  • Estou muito orgulhosa de você, Laurinha, Agiu verdadeiramente como cristã, ensinando o que sabia. Quanto às roupas, são “suas” e poderá fazer com elas o que achar melhor.

Laurinha arregalou os olhos, sorrindo feliz e, afinal, compreendendo o sentido da caridade.

– É verdade mamãe. São minhas! Amanhã mesmo levarei para Raquel. E também alguns sapatos, um par de tênis e uns livros de histórias que já li.

SUA FAMÍLIA É ESPECIAL. PARA CONVIVER BEM COM OS OUTROS MEMBROS DA FAMÍLIA DEVEMOS TER BOAS MANEIRAS.

  1. LISTE QUAIS SÃO AS BOAS MANEIRAS QUE TODOS DEVEMOS TER PARA A BOA CONVIVENCIA NA FAMÍLIA:

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

2. DESENHE COMO VOCÊ COLABORA EM CASA COM A SUA FAMÍLIA:

ÀS VEZES OUVIMOS ALGUÉM DIZER:

EU NÃO

PRECISO DE

NINGUÉM

  • VERDADE?

_____________________________________

POR QUÊ?

_____________________________________________

_________________________________________

LIGUE AS FRASES MOSTRANDO QUEM PRECISA DE VOCÊ:

PARA BRINCAR. O PESSOAL LÁ DE CASA
   
PARA SERMOS UMA FAMÍLIA FELIZ. A PROFESSORA
   

PARA FICAR CONTENTE COM SEU TRABALHO.

TODAS AS PESSOAS

PARA O MUNDO FICAR MELHOR MEUS AMIGOS
   

ESCREVA O NOME DE ALGUMAS PESSOAS QUE HOJE JÁ FIZERAM ALGUMA COISA PARA VOCÊ:

ALGUMAS VEZES PROCURAMOS POR OUTRAS PESSOAS PARA QUE ELAS POSSAM NOS AJUDAR.

FAÇA UMA LISTA DAS PESSOAS PARA QUEM VOCÊ PEDIRIA AJUDA CASO ACONTECESSE ALGUMA COISA?

  1. _____________________________________________________________________
  2. _____________________________________________________________________
  3. _____________________________________________________________________
  4. _____________________________________________________________________
  5. _____________________________________________________________________

6._____________________________________________________________________

  1. _____________________________________________________________________
  2. _____________________________________________________________________
  3. _____________________________________________________________________

QUANDO PRECISAMOS DE AJUDA, NÃO TEMOS QUE PROCURAR SEMPRE A MESMA PESSOA, DEPENDENDO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO PODEMOS CONTAR A UM PARENTE, UM AMIGO, UM PROFESSOR…

SE VOCÊ ESTIVESSE TRISTE OU TIVESSE UM DIA RUIM, QUEM VOCÊ PROCURARIA?

1.

__________________________________________________________________________

2.

__________________________________________________________________________

3.

__________________________________________________________________________

O QUE AS CRIANÇAS ESTÃO FALANDO? ESCREVA. DEPOIS LIGUE AS FIGURAS AOS VALORES:

BONDADE

CARIDADE

COLABORAÇÃO

PARTILHA

FAÇA UM CARTAZ COM AS EXPRESSÕES E TODOS OS DIAS PEÇA AOS ALUNOS PARA DIZEREM COMO É QUE ELES ESTÃO SE SENTINDO, APONTANDO PARA UMA DAS EXPRESSÕES:

VOCÊ PODE TAMBÉM PEDIR PARA DEMONSTRAREM O SENTIMENTO APONTANDO PARA AS EXPRESSÕES, QUANDO ENVOLVEM SITUAÇÕES COMO:

  • UMA CRIANÇA BRIGA COM OUTRA
  • UMA CRIANÇA AJUDA A OUTRA
  • UMA CRIANÇA ESTRAGA O MATERIAL DA OUTRA, ETC.

OS SENTIMENTOS ESTÃO DENTRO DAS PESSOAS E NÃO DÁ PARA DESENHÁ-LOS.

PINTE O QUE PODE EXISTIR DENTRO DE NÓS:

BRINQUED ALEGRIA MEDO

CARROAMORCURIOSIDA
 

PRAIA SAUDADE ESCOLA

DESENHE, NO ROSTO, A EMOÇÃO QUE VOCÊ ESTÁ SENTINDO:

Atividades – trabalhando sentimentos e valores:

1. HOJE ESTOU ASSIM…

(A professora cola um círculo nos cadernos para que as crianças desenhem nele, a expressão facial conforme o que sugere o título.)

PORQUE… (os alunos justificam por meio da escrita o porquê de estarem alegres, tristes, com medo…) Conforme a percepção da professora, ela vai resgatando alguns valores como: companheirismo, amizade, segurança, união, compreensão…

2. VOCÊ MORA NO MEU…

(A professora cola um coração nos cadernos para que cada criança escreva dentro do coração o nome de um(a) colega e, em seguida, registra por meio da escrita o que pensa e sente por ele(a). Exemplo: “Você é especial, muito amigo!”)

3. .A MINHA LUZ ESTÁ ACESA QUANDO…

(A professora cola uma estrela nos cadernos para que as crianças registrem dentro da estrela um BOM SENTIMENTO.)

TEXTO 04:

A MISSÃO DAS OVELHINHAS

Ana Alice Vou

Tema: Respeito

Em um pequeno sitio, viviam vários animais: um cavalo, um burro, uma vaca, um galo e algumas galinhas, e também um carneiro, uma ovelha e seu filhote, que haviam sido comprados há pouco tempo.

Seu Jose, o dono do sitio, cuidava muito bem de seus animais. Ele sabia que cada um era muito importante para o sustento de sua família.

Os animais conversavam entre eles. Cada novidade, La no sitio, já era motivo para muitos comentários e eles acabavam, quase sempre, falando da vida dos outros. Somente os carneiros não entravam nessas conversas. Cada um se julgava melhor do que o outro:

  • São nos pomos ovos! – dizia uma das galinhas.
  • Ora, sem meu leite as crianças passam fome – retrucava a vaca.
  • Se não fosse eu – falava o cavalo – nosso dono teria que andar a pé.
  • Bem – dizia o burro, levantando as orelhas – se eu não puxar o arado aqui ninguém come!

Olhando para os carneiros, o burro completava:

  • Piores são os carneiros, que não servem para nada! São comem o dia todo, não põem ovos, não dão leite, não cantam e também não trabalham!
  • ETA família folgada! – dizia a vaca.

Um dia, o carneiro ouviu o que diziam de sua família. Muito triste, foi para perto de sua mãe e perguntou:

  • Mamãe, nos, os carneiros, não serviu para nada? Carinhosamente, sua mãe respondeu:
  • Filho, Deus criou a Terra, o Sol, a água, as plantas, os homens, os animais. Tudo foi feito de uma forma tão perfeita, que não existe nada no mundo que não tenha o seu valor. Todos precisamos uns dos outros.

Neste momento, o burro, que era muito curioso, já estava ali, com as orelhas em PE, escutando a conversa e ouviu o carneirinho dizendo:

  • Mamãe, que nos dependemos da água, das plantas, do sol, eu já sei. Eu só não sei para que servem os carneiros. Eu não quero ser inútil.

Quando sua mãe ia explicar, chegou seu Jose. Ele pegou o carneiro e a ovelha e levou-os para o galpão que ficava ali perto. O carneirinho ficou aos berros.

Desesperado, ele gritava:

– Mamãe! Papai! Voltem! Voltem!

Todos os animais ficaram olhando. Então, o cavalo falou:

  • Bem que o burro disse que eles eram inúteis… Devem ter sido vendidos…
  • Não fale assim perto do filhote, coitadinho…certamente terá o mesmo fim… – disse a vaca.

O burro, que tinha ouvido a conversa entre a mãe e o filhote, falou:

  • não sei, não, acho que nos estamos errados. Eu ouvi uma conversa que me deixou curioso, e melhor esperar para ver o que acontece.

Depois de algum tempo, o carneirinho ainda chorava, chamando por seus pais. De repente, a porta do galpão se abriu. Todos os animais olharam para ver o que tinha acontecido.

De lá de dentro saíram o carneiro e a ovelha, totalmente pelados. Magros, sem seus pelos, foram imediatamente para perto do filhote.

No pasto, gargalhada geral. Todos falavam e riam ao mesmo tempo:

  • Olhem só, como são magrinhos! Pareciam ser tão grandes…
  • Que horror! Pelados!
  • Nunca vi coisa tão feia!
  • Parem de rir! Vamos lá para saber o que aconteceu. O carneirinho assustado, não parava de perguntar:
  • O que foi isso? Por que vocês estão assim?
  • Calma, meu filho – disse a mãe. – Nos estamos bem. Pare de chorar, que eu vou lhe contar tudo.

Ouvindo isso, os animais, que já estavam perto, ficaram quietos para ouvir, pois também queriam saber por que os dois estavam sem pelos.

  • Filho – disse a mãe – nos, os carneiros, também temos utilidade. Damos a nossa lá e com ela que os homens fazem agasalhos e cobertores que os protegem do frio.

Muito feliz, o carneirinho falou:

  • Então, nos também somo uteis!
  • Claro, meu filho! Nosso pelo vai crescer novamente e será cortado muitas vezes e, assim, estaremos sendo sempre uteis.
  • Mamãe, nos somos mais importantes que os outros?
  • Não, meu filho. Somos todos filhos de Deus. Cada um de nos e muito importante no ciclo da vida.

Os outros animais perceberam o quanto estavam errados. Entenderam que cada um tem a sua utilidade e que tudo na natureza tem muito valor. Pediram desculpas ao carneiro e a ovelha e, daquele dia em diante, passaram a se respeitar e viveram muito felizes

PINTE ESTA PALAVRA MUITO IMPORTANTE PARA NÓS:

  • VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA ESTA PALAVRA? DISCUTA COM SEUS COLEGAS.
  • A QUEM VOCÊ DEVE RESPEITAR?

FAÇA DESENHOS QUE MOSTRAM:

NA ESCOLA, EU RESPEITO OS MEUS COLEGAS QUANDO:

ASSINALE QUAIS AÇÕES VOCÊ NÃO DEVE FAZER PARA RESPEITAR SEUS COLEGAS:

EU ESTOU CRESCENDO…

SE O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM,

LOGO SEREI UM GIGANTE!

EU ESTOU CRESCENDO!

ESTOU CRESCENDO NO TAMANHO, NA SABEDORIA, NA INTELIGÊNCIA E NO ESPÍRITO.

O CRESCIMENTO NÃO TEM FIM…

O TEMPO PASSA E A GENTE CONTINUA CRESCENDO, CRESCENDO…

PARA PENSAR:

E VOCÊ COMO CRESCEU ESTE ANO:

-NO RESPEITO

-NO AMOR

-NA AMIZADE

ESTAS MENINAS AQUI TIVERAM UMA BRIGA, MAS SE QUEREM BEM DE VERDADE.

DESENHE O QUE ELAS VÃO FAZER DAQUI A POUCO:

1. O QUE ESTAS CRIANÇAS ESTÃO FAZENDO?

COMO VOCÊ ACHA QUE ELES SE SENTIRIAM SE FICASSEM DE BEM?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2. O QUÊ ESTÁ ACONTECENDO NESTE QUADRINHO?

O QUE O PRIMEIRO MENINO PRECISA FAZER PARA FICAR DE BEM DO SEGUNDO MENINO?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

  1. LEIA OU CANTE ESSA CANÇÃO E DEPOIS FAÇA UMA ILUSTRAÇÃO SOBRE ELA: RESPEITO

ARNALDO ANTUNES

O QUE ESTÁ SENDO FEITO

PODE SER DE OUTRO JEITO

O QUE JÁ SE FEZ E BEM FEITO

O QUE ESTÁ SENDO FEITO

PODE NÃO ESTAR DIREITO

O QUE PASSOU É PERFEITO

O QUE ESTÁ ACONTECENDO

PODE TER DEFEITO

O QUE JÁ FOI EU ACEITO

O QUE ESTÁ A CONTECENDO

PODE SER DE OUTRO JEITO

O QUE PASSOU MERECE

RESPEITO.

RESPONDA:

  1. QUAL É A PALAVRA PRINCIPAL DA MÚSICA?

_____________________________________________________________________

  1. COMO VOCÊ RESPEITA AS PESSOAS?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

LEIA OS QUADRINHOS E RESPONDA:

1. VOCÊ ACHA CERTO OS MENINOS NÃO RESPEITAREM A MÔNICA?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

2. VOCÊ ACHA QUE A MÔNICA RESPEITA OS AMIGOS DELA?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

3. VOCÊ ACHA QUE A MAGALI SABE PARTILHAR COM OS AMIGOS?

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

SUGESTÕES DE ATIVIDADES SOBRE RESPEITO:

  1. Espelho, espelho
    • Ponha um espelho no canto da sala escondido por uma cortina ou dentro de uma caixa.
    • Diga aos alunos que eles verão alguém muito especial. Os alunos não poderão contar aos colegas o que viram atrás da cortina ou dentro da caixa.
    • Professor: observe a reação de cada aluno quando se vê no espelho.
    • Proponha atividades como o auto-retrato e a autobiografia, expondo os trabalhos para apreciação.
    • Repita o Ponto de Respeito: “Cada um é único e valioso; e respeito é saber que sou amável e capaz”.
  2. Exercício Estrela do Respeito (música relaxante)

“Por alguns momentos, fique bem quieto… Relaxe seus pés e suas pernas… Relaxe a barriga… e os ombros… Relaxe seus braços… e seu rosto… A Estrela do Respeito sabe que cada um traz qualidades especiais ao mundo… Você é uma linda estrela… é capaz e adorável…

você é quem você é… È único e valioso… sinta o respeito interiormente… Vocês todos são estrelas de paz, com brilho próprio… Permita-se ficar tranqüilo e em paz interiormente. Sempre que quiser sentir-se especialmente bem interiormente, fique bem quieto e lembre-se de que você

  • uma estrela cheia de paz, uma estrela cheia de respeito.”
    1. Minhas mãos e minhas qualidades
      • Cada aluno deverá contornar e recortar a sua mão;
      • Peça que cada aluno escreva na sua mão seu nome e três qualidades que julgue ter.
      • Juntamente com os alunos, organizar as mãos em círculo sobre uma folha grande de papel.
      • Chamar a atenção para as mãos cheias de qualidades fazendo o bem, boas ações. Escreva no centro do círculo boas ações (relacionadas ao respeito) que gostariam que suas mãos fizessem.

Professor: Reforce regularmente as qualidades de seus alunos, principalmente as relacionadas às habilidades artísticas, elogiando-os sempre e demonstrando atitudes de respeito ao trabalho e esforço de cada um.

  1. Respeitar em casa
    • Como prestamos nosso respeito em casa?
    • Como tem sido o relacionamento com meus pais e irmãos?
    • Que conselhos a Estrela do Respeito daria aos pais e aos filhos?
  2. Respeitar na escola
    • Discuta os pontos de Respeito: “Respeito é tratar bem os outros”.
    • O que significa isso?
    • De que maneira podemos tratar os outros bem na escola?
    • De que maneira você gosta de ser tratado por seus colegas?
    • Como prestamos nosso respeito aos professores e demais funcionários da escola
  3. Desenho com interferência do outro: uma questão de respeito
    • Sentados em círculo (ou em pequenos círculos), distribua uma folha sulfite para cada aluno

e explique as regras da atividade (não esquecer de colocar nome).

  • Ao parar a música, cada aluno deverá passar a sua atividade para o colega do lado direito e assumir a atividade do colega da esquerda. Continue assim sucessivamente até que o desenho chegue ao dono.
    • Cada aluno terá uma grande surpresa ao apreciar seu desenho terminado, com interferência dos colegas.

Professor: Incentive a criatividade e o respeito ao trabalho do outro. Não esqueça de fazer a apreciação, onde cada aluno poderá dizer como começou o seu desenho e mostrará o resultado final.

7. Respeito aos professores

História: “BOAS MANEIRAS” de Paul Karrer

A cansada ex-professora se aproximou do balcão do supermercado. Sua perna esquerda doía e ela esperava ter tomado todos os comprimidos do dia: para pressão alta, tonteira e um grande número de outras enfermidades.

“Graças a Deus eu me aposentei há vários anos”, ela pensou. “Não tenho energia para ensinar hoje em dia”.

Imediatamente antes de se formar a fila para o balcão, ela viu um rapaz com quatro crianças e uma esposa, ou namorada, grávida. A professora não pôde deixar de notar a tatuagem em seu pescoço.

“Ele esteve preso”, pensou.

Continuou a observá-lo. Sua camiseta branca, cabelo raspado e calças largas levaram-na a conjecturar:

“Ele é membro de uma gangue”.

A professora tentou deixar o homem passar na sua frente.

-Você pode ir primeiro – ofereceu.

  • Não, a senhora primeiro – ele insistiu.
  • Não, você está com mais gente – disse a professora.
  • Devemos respeitar os mais velhos – defendeu-se o homem.

E, com isto, fez um gesto largo indicando o caminho para a mulher.

Um breve sorriso adejou em seus lábios enquanto ela mancou na frente dele. A professora que existia dentro dela não pôde desperdiçar o momento e, virando-se para ele, perguntou:

– Quem lhe ensinou boas maneiras?

– A senhora, Sra. Simpson, na terceira série.

(Extraído doLivro Histórias para Aquecer o Coração)

  • Refletir sobre o papel do professor em relação às atitudes dos alunos, seja hoje dentro da escola ou na vida futura. Afinal, “o que se aprende com significado, será carregado dentro de nossos corações e de nossa lembrança para sempre”.

Atividade: Mural de cartões aos professores, falando do respeito que tem por eles.

  1. Respeito e preservação do meio ambiente
    • Que atitudes de respeito você tem ao meio ambiente?
    • Como você tem colaborado para a preservação da natureza e o cuidado com o meio em que vive?
    • Colaborar com a limpeza e organização da sala de aula, do pátio, banheiros e da escola como um todo.
  2. O Respeito através da Arte
    • Monte uma colcha de retalhos de TNT com produções dos alunos (desenho com giz de cera, composições com retalhos através de histórias) sobre o tema RESPEITO.
    • Painel coletivo: “Coisas que aprendi na vida até agora”.

TEXTO 05:

AS CHAVES MÁGICAS

Adaptação da história “As chaves de Maria” de Eloisa Lopes e Sônia Alcade (por Ro Pedrina).

TEMA: Boas maneiras/ PALAVRAS MÁGICAS

Maria era uma menina linda e muito curiosa que adorava brincar.

Um dia ela viu seu irmão José com um molho de chaves e correu até ele:

_Ai, José. Estou precisando tanto de suas chaves!

_Pra que, Maria?_ perguntou o irmão bem surpreso.

_Oras, José, pra abrir as portinhas que você abre e encontrar os tesouros que você encontra.

_Que tesouros, Maria? Estas chaves são das portas aqui de casa, da minha bicicleta e do meu armário.

_Ai, José. Como eu queria essas chaves pra mim. Você pode me dá uma?

José gostava muito de sua irmãzinha Maria. Então disse:

_Olha, Maria. Estas aqui eu não posso dar, mas eu sei onde tem umas chaves bem mais bonitas que você vai adorar. Mas só a mamãe tem a chave de lá. Peça à ela.

A mãe de José e Maria estava ouvindo tudo e achou aquilo muito engraçado. Então, tirou uma chavezinha de seu avental e disse:

_Venha cá, Maria. Vou te mostrar onde estão guardadas as chaves mágicas.

Chaves mágicas? Maria adorou aquela idéia. Seguiu a mamãe até um grande baú. Dona Mamãe abriu a fechadura com sua chavezinha e Maria correu pra olhar o que tinha dentro e teve uma grande surpresa. Viu um monte de chaves mágicas coloridas dentro do baú e ficou curiosa.

_Mas, mamãe, por que estas chaves são mágicas?

A mamãe explicou que se Maria quisesse descobrir porque aquelas chaves eram mágicas ela tinha que tocar uma de cada vez. E Maria assim fez.

A primeira chave que Maria tocou foi a chave AZUL. A chave deu um pulo como se estivesse acordando e disparou a falar:

_BOM DIA, Maria! Eu sou a chave do BOM DIA! Sempre que você acordar me use para dar BOM DIA para todos que você encontrar, para o sol que nasceu, para os bichinhos e pros seus amigos!

Maria sorriu.Aquela chave era mesmo alegre. Então ela tocou na chave AMARELA. A chave deu uma rodada e disse bem animada:

_BOA TARDE, Maria! Eu adoro abrir as tardes. Então você pode me usar quando vier pra escola, quando sair com sua mãe, quando visitar alguém à tarde, viu?

Maria estava começando a gostar daquela animação. Então tocou a chave VERDE.

A chave deu uma balançadinha e despertou:

_ME DESCULPE, Maria. Eu levantei dormindo e quase que tropecei em você! Mas eu sou uma chave que você precisa usar muitas vezes, sempre que fizer alguma coisa que não devia pra alguém. Eu vou adorar acordar pra você dizer ME DESCULPE sempre que precisar, viu?

Maria lembrou que precisava mesmo dessa chave. Assim José ia ficar mais feliz com ela. Muito animada ela tocou na chave VERMELHA.A chave deu um grande pulo e disse: _POR FAVOR, Maria, eu adoraria que você também me usasse mais. Você pode me acordar sempre que precisar pedir uma ajudinha pra alguém. Quando você me usa dizendo POR FAVOR, a mamãe, a professora, os coleguinhas, todos fazem o que você quer bem mais rápido!

Hum, Maria descobriu que aquela chave era mesmo mágica. Então, ela tocou a chave

LARANJA.

A chave fez uma reverência e disse:

_MUITO OBRIGADO por você me acordar, Maria. Eu estava mesmo querendo passear. E você pode me usar sempre que alguém fizer alguma coisa por você. Para agradecer você diz: MUITO OBRIGADO.

Gente! Que maravilha! Maria achou aquilo uma beleza, afinal tinha gente que fazia coisas pra ela o dia todo e ele nunca sabia o que fazer pra agradecer, agora era só usar a chave do MUITO OBRIGADO.

Maria tocou a chave MARROM. A chave passou entre as chaves LARANJA E VERMELHA.mas antes ela disse:

_COM LICENÇA, amigas. COM LICENÇA, Maria. COM LICENÇA, crianças. Eu estou tão feliz que quero cantar pra vocês: “quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo”. Viu, Maria? Você poderá me usar sempre que precisar entrar em algum lugar, quando quiser passar por alguém, quando quiser que alguém te escute..é só me usar dizendo COM LICENÇA que tudo de bom acontece!

Maria tocou mais uma chave. Era a chave ROSA. E ela deu um giro de bailarina e disse:

_COMO VAI, Maria? Eu vou bem? E vocês, crianças, COMO VÃO? Estão bem

também…Que bom! Podem me usar sempre que encontrar com as pessoas, elas ficarão muito felizes e eu também, adoro dançar por ai!

Maria achou aquela chave linda e quis tocar em mais uma chave. Tocou na chave PRETA.

_BOA NOITE! Nossa, ainda é dia, Maria. Kakakaka…mas você pode me usar sempre que encontrar com alguém á noite viu? Ahhhhhh… Estou com um soninho, eu gosto de acordar e passear á noite!

Maria correu pro baú, só tinha mais uma chave, era a chave ROXA. Ela tocou na chave. A chave despertou-se e pegou na mão de Maria.

_Que bom te encontrar, Maria, mas agora tenho que ir, e preciso levar comigo todas as chaves mágicas, mas você irá ficar com esse presentinho. Esse molho de chaves mágicas pequeninas vai ficar contigo, então você poderá usar a gente sempre que precisar, você está lembrada das palavras mágicas de cada uma não está?

Maria fez que sim com a cabeça e adorou o presente que ganhou da chave ROXA. Sim, ela iria usar aquelas chaves o tempo todo. Agora sabia quando dizer BOM DIA, BOA TARDE, COMO VAI, COM LICENÇA, MUITO OBRIGADA, ME DESCULPE, POR FAVOR, BOA NOITE.

A chave Roxa então disse:

ATÉ LOGO, Maria. Me use sempre que se despedir de alguém viu?

E as chaves mágicas voltaram para o baú encantado.

Maria correu pra mostrar as chaves pra mamãe e dizer como usar cada uma delas. A mãe de Maria prendeu as chaves pequeninas em seu pulso e Maria disse: _MUITO OBRIGADA, mamãe.

E a mamãe abraçou Maria cheia de felicidade…que filha educada ela tinha! E vocês, sabem usar as chaves mágicas? Já são educados também?

  1. LEIA O POEMA: PALAVRAS MÁGICAS

PEDRO BANDEIRA

SE VOCÊ QUER SER FELIZ E AMIZADES CONQUISTAR QUATRO PALAVRINHAS MÁGICAS VOU AGORA REVELAR.

NÃO É “ABRE-TE-SÉSAMO”

E NEM É SIM-SA-LA-BIM!

NENHUMA É “ABRACADABRA”

MINHA MÃE DISSE PRA MIM:

DIGA SEMPRE A SORRIR,

PRA NÃO SER MAL-EDUCADO:

COM LICENÇA, ME DESCULPE,

POR FAVOR E OBRIGADO!

2. ESCREVA AS PALAVRAS MÁGICAS QUE APARECEM NO TEXTO:

COMPLETE AS FALAS DAS CRIANÇAS COM AS PALAVRAS MÁGICAS:

PROCURE NO DIAGRAMA EXPRESSÕES QUE UTILIZAMOS PARA NOS COMUNICARMOS BEM COM AS PESSOAS.

BOMXDIAXBAMORTERSHAMOR
                      
PBPBAMORXVPORFAVORAMOR
                      
EREOARAPDESCULPEBOMDIA
                      
RIRNMEMOBRIGADOAMORLUZ
                      
DGDDOSOREDUCAÇAOAMORLU
                      
AAAAOPRFFHJKNBOATARDEN
                      
ODODXEZABRTYUOMNVYTIAL
                      
OOPERDAVLUZJIAAMORYABL
                      
PERDAOBOANOITEAMORBLOI
                      
AMORLUZRCOMXLICENÇAOAB
                      
ZCOMLICENÇABONDADESGNE
                      
PORXFAVORXXBOMXDIAXOOR
                      
GENTEBOADDESCULPERXPID
                      
BOALTARDEXBOAXNOITEATA
                      
PAZZBOMDIABONDADELUZED
                      

1. O QUE VOCÊ QUER SER? POR QUÊ?

LULA TUBARÃO GOLFINHO

2. AGORA LEIA COMO ELES SÃO:

A LULA É UM PEIXE ADORÁVEL, MAS É TÍMIDA E SE ASSUSTA FACILMENTE.

O TUBARÃO É MAL-HUMORADO, SEMPRE MOSTRA SEUS DENTES AOS OUTROS. TODOS TEM MEDO DELE.

O GOLFINHO É BOM E CARINHOSO. TODOS CONFIAM NELE E O RESPEITAM. ELE ADORA FAZER AMIGOS.

  1. E AGORA MUDOU DE OPINIÃO OU CONTINUA QUERENDO SER O MESMO ANIMAL? POR QUÊ?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

4. VOCÊ É UMA CRIANÇA RESPONSÁVEL? ASSINALE QUAL DELES VOCÊ É:

( ) CRIANÇA QUE FINGE NÃO OUVIR

( ) CRIANÇA QUE COLABORA COM AS PESSOAS

( ) CRIANÇA QUE RECLAMA DE TUDO

( ) CRIANÇA QUE SE ESFORÇA NOS ESTUDOS

( ) CRIANÇA QUE ESTÁ SEMPRE BRIGANDO COM OS OUTROS.

( ) CRIANÇA QUE CUIDA DAS SUAS COISAS

PINTE A ATITUDE QUE VOCÊ ACHA QUE ESTÁ CORRETA EM CADA AÇÃO:

PINTE DE AZUL O QUE VOCÊ JÁ PODE FAZER COMO CRIANÇA:

 

PARA CADA SITUAÇÃO, ESCOLHA A QUE VOCÊ ACHA MELHOR FAZER E LIGUE O DESENHO COM A FRASE:

DEIXAR O COLEGA SOZINHO.

CHAMÁ-LO PARA BRINCAR.

COLABORAR.

NÃO SE INTERESSAR.

PROCURAR O DONO.

GUARDAR E NÃO DIZER NADA

OBSERVE OS DESENHOS E PINTE AQUELES QUE REPRESENTAM ATITUDES CORRETAS NA HORA DO LANCHE NA ESCOLA:

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE AS CENAS?

  • EM QUAL A MENINA TEM ATITUDES CORRETAS NA HORA DA REFEIÇÃO?

NA HORA DO LANCHE DA ESCOLA, VOCÊ JÁ VIU OU FEZ ALGO ERRADO?

DESENHE:

ORIENTE AS CRIANÇAS A FAZEREM AS ESCOLHAS CERTAS, PINTANDO OS CAMINHOS CORRETOS:

E VOCÊ FAZ QUAIS ESCOLHAS? PINTE:

AJUDAR OS MEUS COLEGAS E MINHA FAMÍLIA.

RESPEITAR OS IDOSOS.

COLABORAR COM A LIMPEZA DOS LUGARES.

JOGAR PAPEL NO CHÃO.

MENTIR PARA AS PESSOAS

. CONVERSA:

-O QUE VOCÊ FARIA SE UMA CRIANÇA BATESSE EM VOCÊ?

-O QUE VOCÊ FARIA SE UMA CRIANÇA ESTIVESSE CHORANDO?

-O QUE VOCÊ FARIA SE QUEBRASSE O MATERIAL DO COLEGA?

-O QUE VOCÊ FARIA SE MENTISSE PARA O COLEGA E ELE DESCOBRISSE?

-O QUE VOCÊ FARIA SE MACHUCASSE ALGUÉM?

2. ÀS VEZES ESCOLHEMOS ERRADO E CAUSAMOS SOFRIMENTO.

O QUE SERIA BOM FAZER QUANDO ISSO ACONTECE? PINTE OS QUADRADINHOS O QUE DEVE SER FEITO:

PEDIR DESCULPAS.

CONSERTAR O ERRADO.

FINGIR QUE NADA

ACONTECEU.

COLOCAR A CULPA NO

OUTRO.

CONTINUAR DO MESMO

JEITO.

TEXTO 06:

A DESCOBERTA DA JOANINHA!

Bellah Leite Cordeiro

Temas: Amizade, caridade, amor ao próximo, bondade, fraternidade, solidariedade…

DonaJoaninhavaiaumafestaemcasadalagartixa.
Vai  ser  uma   delícia!
Todos os bichinhosforam  convidados…
DonaJoaninha quer ir muito bonita!
Porque,assim,todomundovaiquererdançareconversarcom ela!
 Eelapoderásedivertir avaler!…
Por isso, colocou uma fita nacabeça, uma faixa na cintura, muitas pulseiras nos
braços eaindalevou umlequeparaseabanar.
No caminhoencontrouDonaformiga,na portado formigueiro,e disse:
Bom  dia, Dona Formiga!
Nãovai à festada lagartixa?
  • Não posso, minha amiga. Ontem fizemos mudança e eu não tive tempo de me preparar…
  • Não tem problema! Tudo bem! Eu posso emprestar a fita que tenho na cabeça e você
vai ficar lindacom ela!  Quer?
 Mas que legal, Dona Joaninha!
Você  faria  isso por  mim?
– Claroque sim!Estoumuitoenfeitada!Possodividircomvocê.
Ese foramasduas.A formiga radiantecomafitanacabeça.
DaliapoucoencontraramDonaAranha,nasuateia,fazendorenda.
Ao ver asduas,a aranha falou:
 Oi!Ondevãovocês duas tão bonitas?
 Àfestadalagartixa!Você nãovai?

_ Sinto muito! Não posso…tive muitas despesas e sem dinheiro não pude me preparar

para a festa!

Não seja por isso! disse a Joaninha – Estou muito enfeitada! Posso bememprestar as
minhas pulseiras…Vãoficarlindíssimasemvocê!
Quemaravilha!disseaaranhaentusiasmada.
  • Sempre tive vontade de usar pulseiras nos braços! Dona Joaninha, você é legal demais! Sabia?
EdonaAranha,muitofeliz,acompanhouasamigas.
Logoadianteencontrarama taturana. Como sempre, morrendo decalor!
Oi,DonaTaturana!Comovai?
  • Mal! Muito mal com esse calor!…Sabe que nem tenho coragem de ir à festa da lagartixa?
    • Ora! Mas para isso dá-se um jeito! disse a Joaninha muito amável. – Poderei emprestar

o meu leque. E lá se foi também a taturana, felicíssima, abanando-se com o leque e encantada com a

gentileza da amiga. Mas, logo depois, deram de cara com a minhoca, que tinha posto a cabeça para fora da

terra para tomar um pouco de ar.

– Dona Minhoca não vai à festa? disse a turminha ao passar por ela.

  • Não dá, sabe? Eu trabalho demais! Quase não tenho tempo para comprar as coisas de que preciso… E, agora, estou sem ter uma roupa boa para vestir! Sinto bastante! Porque

sei que a festa vai ser muito legal! Mas, que se vai fazer…

– Ora, Dona Minhoca – disse a joaninha com pena dela. – Dá-se um jeito…Posso emprestar a minha faixa e com ela você ficará muito elegante! A minhoca ficou contentíssima! E seguiu com as amigas para a festa. Dona Joaninha estava tão feliz com a alegria das outras que nem reparou ter dado tudo o

que ela havia posto para ficar mais bonita. Mas, a alegria do seu coração aparecia nos olhos, no sorriso, e em tudo o que ela dizia! E isso a fez tão linda, mas tão linda que ninguém na festa dançou e se divertiu mais do

que ela! Foi então que a Joaninha descobriu que para a gente ficar bonita e se divertir, não é

preciso se enfeitar toda. Basta ter o coração bem alegre, que essa alegria de dentro deixa a gente bonita por

fora! E ela conseguiu essa alegria fazendo todo aquele pessoal ficar feliz!

LEIA O POEMA COM ATENÇÃO E DISCUTA COM SEUS COLEGAS SOBRE A AMIZADE:

ERA UMA VEZ

UMA SEMENTINHA

TÃO PEQUENINA,

TÃO SIMPLESINHA

QUE COM CARINHO

FOI BEM PLANTADA

E COM AMOR

ERA BEM CUIDADA.

E DE REPENTE

O QUE ACONTECEU?

UMA PLANTINHA

DE LÁ NASCEU

UMA BELA ÁRVORE

VAI SE TORNAR.

JUNTO CONOSCO

HÁ DE CRESCER

E BONS AMIGOS

NÓS VAMOS SER.

1. QUEM É SEU MELHOR AMIGO(A)? DESENHE VOCÊ E SEU AMIGO(A):

2. ESCREVA O NOME DE VOCÊS DOIS, ABAIXO DO DESENHO.

AMIGO É PRA SE GUARDAR NO CORAÇÃO.

ENCHA O SEU CORAÇÃO COM OS NOMES DE SEUS AMIGOS:

AMIZADE

Você já reparou que o maior atrativo de uma pessoa é a simpatia?

E simpatia não se compra, conquista-se com boa vontade.

Procure dar valor às amizades, conversando e falando de coisas interessantes. Todo mundo quer ficar amigo de alguém bem educado, gentil e agradável.

Telefone para os seus amigos quando fizerem aniversário, ou mande um cartão cumprimentando-os. Tenha a certeza de que eles irão gostar e, muitas vezes, retribuir esta atitude simpática e saudável, que faz com que todos se sintam lembrados.

Desenhe com você pode ser um bom amigo(o):

a NOSSA BELA AMIZADE

A AMIZADE É UMA COISA TÃO BONITA,

TÃO VERDADEIRA, DE VIDA INTEIRA!

AMIGO PERTO, AMIGO LONGE,

AMIGO, AMIGO SEMPRE COMIGO NO CORAÇÃO.

VIVA NOSSA BELA AMIZADE,

NA ALEGRIA E TAMBÉM NA SOLIDÃO!

TER BONS AMIGOS, A MAIOR FELICIDADE,

FESTA PRA VIDA E ALEGRIA NO CORAÇÃO!

MIRIA THEREZINHA KOLLING

ESCREVA NOS CORAÇÕES O NOME DE ALGUMAS PESSOAS QUE SÃO SEUS AMIGOS:

QUEM TEM AMIGOS NÃO SENTE SOLIDÃO.

1. VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA ESTA FRASE?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

2. DESENHE UMA ESTRELA AO LADO DAS ATITUDES DE UM AMIGO DE VERDADE:

-CHAMAR PARA BRINCADEIRAS PERIGOSAS.

-ESTAR PRESENTE NA ALEGRIA E NA TRISTEZA.

-TROCAR DE AMIGO PARA SE GANHAR ALGUMA COISA.

-AVISAR QUANDO ESTAMOS ERRADOS.

-PEGAR ALGO EMPRESTADO DELE E NÃO DEVOLVER.

AJUDE AS CRIANÇAS A ENCONTRAREM O SEU AMIGO:

LIGUE OS PONTOS E DESCUBRA ONDE AS PESSOAS GUARDAM OS VERDADEIROS AMIGOS:

LIGUE OS PONTOS E DESCUBRA ONDE AS PESSOAS GUARDAM OS VERDADEIROS AMIGOS:

 

VOCÊ SABE COMO CONQUISTAR UM AMIGO NOVO? ENTÃO LEIA ESTA RECEITA:

AMIGO NOVO

* INGREDIENTES:

1 PORÇÃO DE SIMPATIA

1 DOSE DE ATENÇÃO

TEMPO LIVRE

COMPANHEIRISMO

COMPREENSÃO

* MODO DE FAZER:

APROXIME-SE COM SIMPATIA DA PESSOA QUE ESCOLHEU COMO AMIGO OU AMIGA. CONVERSE COM ELA E LHE DÊ ATENÇÃO: CONTE HISTÓRIAS, TROQUE IDÉIAS, CONHEÇA OS SEGREDOS DELA, CONTE OS SEUS…

NÃO TENHA PRESSA PARA FALAR COM ESSE AMIGO, POIS VOCÊS TÊM TODO O TEMPO DO MUNDO PARA SE CONHECEREM. QUANDO A MASSA ESTIVER PRONTA, LEVE-A AO FORNO E DEIXE-A CRESCER POR ALGUNS MESES. LÁ, NO CALOR DO COMPANHEIRISMO E DA COMPREENSÃO, A MASSA VAI CRESCER BASTANTE.

RETIRE A NOVA AMIZADE DO FORNO E SABOREIE-A UM POUCO TODOS OS DIAS. CONSUMA À VONTADE, POIS NÃO ENGORDA E FAZ MUITO BEM À SAÚDE.

Seguindo o exemplo da receita”, escreva junto com um colega uma receita criativa: Observe

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..algunstítuloseescolhaumoucrieoutro–“Receitadepaisefilhosfelizes”,“Receitaparair

bem na escola”, “Receita para ganhar presentes”, Receita para ser campeão”.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

……………………………………………………………………………………………………………………………

. LEIA OS QUADRINHOS E PROCURE SABER SOBRE O QUE ESTÃO FALANDO.

  1. AGORA ESCREVA AQUI A PALAVRA PRINCIPAL DA HISTÓRIA:
  2. O QUE É AMIZADE PARA VOCÊ?

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

4. VOCÊ GOSTA DE TER AMIGOS? POR QUÊ?

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

1. LEIA O POEMA DE VINÍCIUS DE MORAES:

PROCURA-SE UM AMIGO

NÃO PRECISA SER HOMEM, BASTA SER HUMANO, BASTA TER SENTIMENTOS, BASTA TER CORAÇÃO. PRECISA SABER FALAR E CALAR, SOBRETUDO SABER OUVIR. TEM QUE GOSTAR DE POESIA, DE MADRUGADA, DE PÁSSARO, DE SOL, DA LUA, DO CANTO, DOS VENTOS E DAS CANÇÕES DA BRISA. DEVE TER AMOR, UM GRANDE AMOR POR ALGUÉM, OU ENTÃO SENTIR FALTA DE NÃO TER ESSE AMOR… DEVE AMAR O PRÓXIMO E RESPEITAR A DOR QUE OS PASSANTES LEVAM CONSIGO. DEVE GUARDAR SEGREDO SEM SE SACRIFICAR.

  1. AGORA É A SUA VEZ! COMPLETE O TEXTO COM AS PALAVRAS QUE ESTÃO FALTANDO:

COLABORADOR – RESPEITADOR – HONESTO – SINCERO

PROCURA-SE UM AMIGO

PROCURA-SE UM AMIGO QUE DIGA COM FRANQUEZA O QUE SENTE ( ______________________), QUE AJUDE AOS QUE NECESSITAM

(______________________), QUE NÃO MENTE E RESPEITA AS COISAS

DOS OUTROS (_____________________), QUE NÃO MACHUCA, BRIGA E

MAGOA AS PESSOAS (______________________).

TETO 07:

Combinados para sala de aula

Combinados para baixar em PDF

 

Adicionar Comentário