Home TDAH TDAH NA ESCOLA

TDAH NA ESCOLA

18 min read
0
0
47

 

A fase de começar a freqüentar a escola para muitas crianças é complicada e difícil, com o decorrer dos anos começa a se tornar até chata e cansativa, mas e para quem possui TDAH, como é?

Será que é uma situação agradável e prazerosa ou acaba por ser tornar traumática?

O QUE É TDAH?

Para começarmos a falar sobre o assunto vamos antes descobrir de uma maneira sucinta o que é o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. É um transtorno neurobiológico, com uma predisposição genética ou fatores ambientais que aparecem na infância e acompanham o individuo na vida adulta.

Pode ser caracterizada por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade, tem como principais causas os fatores genéticos ou causas ambientais:

  • Fatores Genéticos: sendo bastante alta, quando um dos pais possui o TDAH a probabilidade dos filhos a terem também será alta.
  • Complicações na gestação: exposição a fumo e álcool.
  • Parto: toxemia, eclâmpsia, pós-maturidade fetal, duração do parto, estresse fetal, baixo peso ao nascer, hemorragia pré-parto, má saúde materna.

O transtorno é caracterizado por alguns comportamentos crônicos, com duração de no mínimo seis meses, que se instalam antes dos sete anos de idade, afetando pelo menos dois contextos diferentes, por exemplo, escola, trabalho, vida social e claro dentro de casa.

O cérebro da pessoa com TDAH funciona de uma maneira diferente, não possui nenhum retardo mental, pelo contrario, a pessoa com TDAH possui uma inteligência normal, o que parece estar alterado é o funcionamento das substancias químicas chamadas neurotransmissores, que passam as informações entre as células nervosas, causando efeitos na concentração e no esquecimento da pessoa, como a noradrenalina e a dopamina.

O diagnóstico do TDAH é totalmente clinico, é realizado por um profissional que conheça a fundo o assunto para descartar qualquer outro tipo de doença ou transtorno, geralmente são médicos psiquiatras juntamente com um psicólogo ou terapeuta ocupacional especializados no assunto, somente eles podem confirmar a suspeita.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

A pessoa com TDAH começa a mostrar os sintomas desde muito cedo, ainda na fase da primeira infância, quando bebê é possível observar alguns sintomas como:

  • Dificuldade para alimentar
  • Dificuldade para dormir
  • Sente muitas cólicas

Com o crescimento a criança passa a mostrar outros sintomas:

  • Muito inquieto e agitado
  • Desobediente
  • Facilmente irritadiço
  • Não se ajusta com facilidade
  • Distrações freqüentes
  • Não consegue se concentrar
  • Variações de desempenho na escola
  • Impulsivo
  • Envolve-se em brigas
  • Presença ou não de hiperatividade (depende dos casos)
  • Dependendo do assunto aprende com muita facilidade
  • Dificuldade de pensar
  • Dificuldade nos planejamentos em longo prazo

Vale ressaltar que não são todos os casos de TDAH que necessitam de medicação, muitos dos casos é necessário apenas uma mudança na rotina em casa e na escola que ajuda e muito no controle desse transtorno, é somente o médico que poderá medicar ou não a criança com TDAH, pois os remédios podem causar efeitos colaterais.

O TDAH NA ESCOLA

A equipe escolar deve estar atenta a todos os alunos, o professor deve conhecer bem a sua turma, para que possa identificar possíveis casos de TDAH ou qualquer outro transtorno ou deficiência dentro da sala de aula.

Os professores dos anos iniciais são os primeiros a identificar os sintomas do TDAH, como:

  • Não para quieto
  • Têm dificuldades em completar as tarefas do dia-a-dia
  • Brincadeiras excessivas
  • Necessidade constante de atenção
  • Diminuição ou agitação do sono
  • Não compreende regras e/ou ordens
  • Birras
  • Não sabem lidar com frustrações
  • Distrai-se com facilidade
  • Os deveres de casa são desorganizados, incompletos ou muitos erros
  • Impaciência
  • Imaturidade (geralmente dos seis aos doze anos)

Mas pode acontecer dos professores do ensino fundamental a médio notarem o transtorno na pessoa, nesse caso os sintomas são um pouco diferentes, mas varia de pessoa a pessoa, eles podem apresentar:

  • Agitação tende a diminuir
  • Inquietude interna
  • Dificuldade em se organizar e organizar as tarefas escolares
  • Não compreende regras e instruções
  • Comportamentos de risco
  • Não consegue ligar com figuras de autoridade
  • Baixa auto-estima
  • Poucos relacionamentos sociais

As pessoas com TDAH possuem inteligência e capacidade de aprender como qualquer outro individuo, são também bastante criativos, mas é preciso que o professor lhe de uma chance de se desenvolver, sistemas de ensino que prendem os alunos enfileirados em cadeiras e não deixam que eles exponham suas ideias acabam prejudicando os alunos, não apenas aqueles com algum transtorno identificado. Quanto mais cedo os sintomas são observados, mais fácil será o diagnóstico e o tratamento, lembrando que não são todos com o transtorno que necessitam de remédios.

A ABORDAGEM DO PROFESSOR

Sabemos que trabalhar com o TDAH não é uma tarefa simples ou fácil, porém não é impossível e com a atenção, conhecimento e o preparo devido pode se tornar menos complicada e até prazerosa para ambos os lados.

Orientar os professores é fundamental, entender como o transtorno funciona e o que ele faz na vida do individuo é de suma importância, assim fica mais fácil para o professor bolar uma atividade que seja benéfica para todos, por exemplo, entender o transtorno pode evitar discriminações com o(s) aluno(s) que tem o transtorno e trazer excelentes resultados para dentro da sala de aula.

Sabendo que o transtorno tira o foco de atenção e traz uma inquietude para o aluno o professor pode, por exemplo:

  • Pedir para que ele realize algum favor fora da sala de aula, como pegar algum material que o professor esqueceu.
  • Deixar que o aluno vá ao banheiro ou tomar água quando ele pedir
  • Deixar que ele fique um pouco em pé o lado de sua carteira ou no canto da sala, sem atrapalhar os colegas
  • Introduzir um conceito de cada vez
  • Sempre que for abordar assuntos ou pontos importante alertar: “Isto é importante”, “Prestem bastante atenção no que eu vou falar agora”
  • Dividir uma matéria muito longa em tarefas mais curtas, por exemplo.
  • Permitir o uso de calculadoras ou gravadores (para alunos mais velhos).
  • Quando estiver trabalhando com livros, mostrar os pontos importantes
  • Incentivar que eles façam as tarefas e as terminem
  • O professor pode ter o cuidado de olhar no caderno ou agenda do aluno se ele anotou sobre a lição de casa ou tarefa que deverá ser realizada

São alternativas possíveis e viáveis para tornar o convívio e a relação professor e aluno e aluno e aluno mais fáceis.

Organize muito bem a rotina e trate todos com igualdade que a sala de aula se tornará um ambiente prazeroso e de fácil aprendizagem.

DICAS PARA PROFESSORES

Vou deixar algumas dicas para o professor com um aluno com TDAH diagnosticado.

  • Sente o aluno longe das janelas e portas, para não se distraírem com facilidade.
  • Sente o aluno longe de colegas que fiquem o chamando, brincando ou provocando ele.
  • Peça para que ele deixe em cima de sua carteira apenas o que irá usar para não se distrair com coisas demais.
  • Escreva no quadro quais serão as atividades do dia, para o aluno perceber e obter senso de organização.
  • Evite um excesso de estimulação visual.
  • Dê instruções claras e simples.
  • Procure encorajá-lo, elogiá-lo, pois elas se desanimam com facilidade.
  • Proporcione um ambiente acolhedor demonstrando até um contato físico de maneira equilibrada, claro.
  • Conversar sempre com os pais e familiares
  • Impor limites e objetivos a serem seguidos pelos alunos
  • Trabalhos em pequenos grupos
  • Preparar com antecedência os alunos para novas situações, eles não gostam muito de surpresas.
  • As aulas de Educação Física podem auxiliar muito, ajudando na concentração através de exercícios específicos, estimulando hormônios e neurônios, ajudando-o a distinguir direita de esquerda.
  • Seja paciente e amoroso (a), o TDAH é a sua ligação com esse aluno em especifico, família e médico.

O ALUNO COM TDAH

Por fim o aluno com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, não é desleixado ou incapaz, ele só não consegue manter o foco por muito tempo, eles adoram aprender, adoram mesmo, eles querem fazer os deveres, pode parecer que eles não estão prestando a atenção devida, porém não é tudo que eles conseguem manter o foco, em algum momento vão se distrair com algo, tente de uma maneira delicada trazê-lo para dentro da aula novamente.

Seja paciente e amoroso com seus alunos muitas de suas atitudes não são tomadas por serem indisciplinados ou ruins, são porque eles simplesmente não conseguem ficar parados acreditem, eles fizeram muito esforço para permanecer aqueles dez minutinhos ali, paradinhos.

Eles podem não estar olhando para você, mas ainda estão te ouvindo e para muitos essa é a maneira mais eficiente de absorver o que esta sendo dito pelo professor.

Assista a esse vídeo que alunos com TDAH fizeram para que os professores compreendam o que eles queriam dizer.

Eles são pessoas como todos nós e carregam sentimentos como qualquer um de nós.

Laís Simão, Pedagoga e Professora Especialista em Deficiências Intelectual e Múltiplas.

Veja também:

O QUE É TDAH?

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

CRIANÇA HIPERATIVA

 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Professores Heróis
Author Rating
51star1star1star1star1star
  • ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

      As crianças são agitadas e alvoroçadas, isso faz parte do seu processo de crescimen…
  • HIPERATIVIDADE SINTOMAS

      É incrivelmente normal vermos crianças, correndo, brincando, se divertindo e agitad…
  • DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

      Para quem trabalha com educação sabe que o processo de aprendizagem não é igual par…
  • O QUE É TDAH?

      O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um transtorno neurobiológico,…
  • CRIANÇA HIPERATIVA

        As crianças são agitadas e alvoroçadas, faz parte do seu processo de crescim…
Carregar mais artigos relacionados
  • TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO

    O Transtorno de Déficit de Atenção é um transtorno neurobiológico, com uma predisposição g…
  • O QUE É DISLEXIA?

    Muitas crianças, jovens e adultos demonstram certas dificuldades com a leitura e a escrita…
  • O QUE É CYBERBULLYING?

    Sabemos que o bullying tem sua origem no inglês, significa valentão, ameaçar, intimidar, r…
  • ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

      As crianças são agitadas e alvoroçadas, isso faz parte do seu processo de crescimen…
  • HIPERATIVIDADE SINTOMAS

      É incrivelmente normal vermos crianças, correndo, brincando, se divertindo e agitad…
  • DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

      Para quem trabalha com educação sabe que o processo de aprendizagem não é igual par…
  • O QUE É TDAH?

      O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um transtorno neurobiológico,…
  • CRIANÇA HIPERATIVA

        As crianças são agitadas e alvoroçadas, faz parte do seu processo de crescim…
carregar mais Andre Marques
  • TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO

    O Transtorno de Déficit de Atenção é um transtorno neurobiológico, com uma predisposição g…
  • ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

      As crianças são agitadas e alvoroçadas, isso faz parte do seu processo de crescimen…
  • HIPERATIVIDADE SINTOMAS

      É incrivelmente normal vermos crianças, correndo, brincando, se divertindo e agitad…
  • DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

      Para quem trabalha com educação sabe que o processo de aprendizagem não é igual par…
  • O QUE É TDAH?

      O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um transtorno neurobiológico,…
  • CRIANÇA HIPERATIVA

        As crianças são agitadas e alvoroçadas, faz parte do seu processo de crescim…
Carregar mais TDAH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

  As crianças são agitadas e alvoroçadas, isso faz parte do seu processo de crescimen…