Home TDAH TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO

TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO

20 min read
0
0
150

O Transtorno de Déficit de Atenção é um transtorno neurobiológico, com uma predisposição genética ou fatores ambientais que aparecem na infância e acompanham o individuo na vida adulta. É caracterizado principalmente pela falta ou perda de atenção do individuo.

O assunto de hoje é Déficit de Atenção!

DÉFICIT DE ATENÇÃO

O cérebro da pessoa com Transtorno de Déficit de Atenção funciona de uma maneira diferente, não estou falando em nenhum retardo mental, pelo contrario, a pessoa possui uma inteligência normal, o que parece estar alterado é o funcionamento das substancias químicas chamadas neurotransmissores, que passam as informações entre as células nervosas, causando efeitos na concentração e no esquecimento da pessoa, como a noradrenalina e a dopamina.  Essa falha nos neurotransmissores acaba fazendo a pessoa esquecer coisas muito simples, ou desviar a atenção de algo com muita facilidade.

O transtorno de déficit de atenção tem como principal causa o fator genético

O transtorno de déficit de atenção tem como principal causa o fator genético, sendo bastante alta, quando um dos pais o possui também, a probabilidade dos filhos a terem também será alta, seguida de uma interação direta com fatores ambientais que podem ser:

  • Complicações na gestação: exposição a fumo e álcool
  • Parto: toxemia, eclâmpsia, pós-maturidade fetal, duração do parto, estresse fetal, baixo peso ao nascer, hemorragia pré-parto, má saúde materna. 
  • Exposição a materiais pesados como chumbo ou cobre.

Parece ser um dos transtornos do século, para alguns professores todas as crianças ou adolescentes são desatentas ou hiperativas, vale lembrar que um não está ligado ao outro. Porém não assim que funciona, só saberemos se uma criança, adolescente ou adulto possui o transtorno caso seja diagnosticado pelo profissional responsável pelo assunto.

As crianças começam a demonstrar sinais do déficit de atenção desde muito cedo, já na primeira infância são percebidos alguns sintomas como:

  • Difícil.
  • Insaciável.
  • Dificuldade para alimentar.
  • Sente muitas cólicas.
  • Bebe se distrai da atenção dos pais ou do adulto com facilidade.

O transtorno é caracterizado por alguns comportamentos crônicos, com duração de no mínimo seis meses, que se instalam antes dos sete anos de idade, afetando pelo menos dois contextos diferentes, por exemplo, escola, trabalho, vida social e claro dentro de casa.  Porém o TDA frequentemente é diagnosticado mais tardiamente, por não apresentar os sintomas de hiperatividade como ocorre com o TDAH, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, é comum passar despercebido por pais e muitas vezes também pelos professores, alguns não tão bem preparados para lidar com tal situação.

OS SINTOMAS DÉFICIT DE ATENÇÃO

 

Apesar da dificuldade em dar-se um diagnóstico para o TODA é possível observar alguns sintomas básicos como, por exemplo:

Em Crianças e Adolescentes:

  • Não ouve o que o adulto diz.
  • Não adota instruções.
  • Dificuldade de manter a atenção.
  • Perde objetos.
  • Distraída.

Já em adultos podemos observar:

  • Desvia-se de trabalhos mentais.
  • Costuma ser submisso.
  • Não consegue manobrar o tempo.
  • Não consegue completar tarefas.

 Problemas de Comportamento Pessoas com o TDA

Pessoas com o TDA não costumam gerar problemas de comportamento inadequados em salas de aula, trabalho, ou qualquer outro ambiente que costumam frequentar, a dificuldade em diagnosticar está no fato de a pessoa ser extremamente carinhosa, inteligente, intuitivo, porém é considerado desastrado. As pessoas com TODA costumam:

  • Distrair-se em seus próprios devaneios.
  • Tem muita dificuldade em concentrar-se em aulas, palestras, leitura de livros.
  • Descia a atenção facilmente do que está fazendo, dessa forma comete erros por estar desatenta aos detalhes.
  • Durante uma conversa distrai-se com outras coisas, principalmente se em grupo.
  • Interrompe a fala do outro por não estar prestando atenção na conversa
  • Parece ás vezes não ouvir quando a chamam.
  • Problemas de memória á curto prazo, esquece onde deixou objetos, nomes, prazos e datas.
  • Reluta em iniciar tarefas que exijam muito esforço mental.
  • Dificuldade em se organizar, seja com objetos ou com o seu tempo.
  • São consideradas muito inteligentes, porém preguiçosas.
  • Dificuldades em seguir instruções.
  • Dificuldades em iniciar ou ate mesmo completar alguma tarefa.
  • Pode ser uma pessoa tímida, quieta e obediente, mas vive desatenta.

O DIAGNÓSTICO x DÉFICIT DE ATENÇÃO

 

Como eu disse acima o diagnóstico do TDA é mais complicado do que outros transtornos e costuma não ser tão rápido também, mas é de suma importância que aconteça, para melhorar a vida da pessoa.

O diagnóstico do TDA é totalmente clinico, é realizado por um ou mais profissionais que conheçam a fundo o assunto para descartar qualquer outro tipo de doença ou transtorno, geralmente são médicos juntamente com um psicólogo ou terapeuta ocupacional especializados no assunto, somente eles podem confirmar a suspeita. Os profissionais que irão suspeitar do transtorno, porém não irão dar o diagnóstico são os professores e psicopedagogos, que são de suma importância nesse processo também afinal, serão eles que darão o primeiro passo para o diagnóstico correto e que continuaram a manter a devida atenção nesse diagnóstico ajudando a pessoa e auxiliando no tratamento.

O diagnóstico de TDA solicita uma avaliação ampla, com um cuidadoso histórico clínico e do desenvolvimento.  A avaliação deve incluir um levantamento do funcionamento intelectual, acadêmico, social e emocional, além do exame médico. 

São necessários alguns critérios, necessitando, de um diagnóstico diferencial descartando possíveis outras patologias como problema de audição e visão, por exemplo, que poderiam interferir na vida do individuo dificultando algumas das atividades diárias. 

A avaliação para comprovação do TDA deve incluir dados recolhidos com professores e outros adultos que interagem com a pessoa como os familiares, amigos, parentes próximos. 

Para se diagnosticar um caso é preciso que a pessoa apresente pelo menos seis dos sintomas de desatenção, além disso os sintomas devem manifestar-se em pelo menos dois ambientes diferentes, podem ser casa e escola e por um período superior a seis meses para que sejam descartadas outras situações como separação dos pais, mudança de casa, mudança de escola, que podem afetar o emocional da pessoa.

No diagnóstico de adultos, que é um pouco mais complicado, é preciso conseguir o histórico da infância, do desempenho acadêmico, dos problemas comportamentais e profissionais, conversar com os familiares, amigos e parentes próximos, para que a pessoa seja de fato avaliada com o transtorno.

E O TRATAMENTO PARA TDA?

Depois de finalmente diagnosticado começa a fase de tratamento da pessoa com TDA, pode ser acompanhada de remédios ou não, tudo dependerá da avaliação que a equipe médica especializada no assunto fará.

Iniciativas simples como modificar a rotina da sala e da escola, aulas mais atrativas, podem ajudar e muito nos resultados do tratamento do TDA, a rotina em casa também pode ajudar, contribuir com tarefas diárias podem ser de grande valia para melhorar o foco e a atenção.

Quando a medicação é realmente necessária ela terá a função de ajudar a controlar os sintomas, como a concentração, para a pessoa obter um melhoramento na qualidade de vida.

O medicamento em si não cura o transtorno e deve ser prescrito apenas por um médico, pois podem causar efeitos colaterais, cabe apenas ao médico avaliá-los.

É necessário também que juntamente com a medicação ocorram acompanhamentos psicológicos visando sempre o melhoramento da vida da pessoa com TDA, esse acompanhamento ajudará a pessoa a conhecer os defeitos e principalmente as suas qualidades não deixando que ela obtenha uma depressão ou alguma doença quando vir a descobrir sobre o transtorno, pode ajudar também a pessoa enxergar que isso não significará que ela seja incapaz ou incompetente, pelo contrario, possui inúmeras qualidades que são só suas.

Há também a opção das terapias, elas podem trazer diversos benefícios para a pessoa com TODA como o controle da impulsividade, melhora na estima, organização dos pensamentos, melhora na atenção, dentre outros, tudo irá depender da avaliação dos especialistas e do estágio que a pessoa se encontra, juntos os profissionais e familiares encontraram a melhor alternativa para o tratamento adequado. Se bem realizadas e utilizadas tendem a trazer a apenas benefícios para a pessoa. As terapias podem ser (dentre outras):

  • Psicoeducacionais,
  • Abordagem psicopedagógica,
  • Terapia cognitivo-comportamental,
  • Treinamento de habilidades sociais

É importante lembrar também que a pessoa diagnosticada com o TDA deve manter uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos em dia. Há estudos que comprovam que uma alimentação correta faz toda diferença na vida das pessoas, não somente as com algum tipo de transtorno, é de suma importância que o equilíbrio entre os dois, alimentação e exercícios, trazendo inúmeros benefícios para o Transtorno de Déficit de Atenção, como uma melhora em seus rendimentos e formação de novos neurônios cerebrais, sendo uma maneira de associação aos tratamentos recomendados pelos médicos e especialistas.

A VIDA DA PESSOA COM DÉFICIT DE ATENÇÃO

O Transtorno de Déficit de Atenção não é uma doença, por isso mesmo não tem cura, mas tem como controlá-lo e manter uma vida estável e saudável.

É preciso bastante paciência com as pessoas com esse transtorno, pois é muito complicado viver com ele, se esquecendo facilmente das coisas, lidando com frustrações diárias, então tenha empatia coloque-se um pouco no lugar no outro.

O TDA não é um bicho de sete cabeças e se tratado adequadamente tende a não surtir tantos efeitos durante o crescimento e faze adulta do individuo, tornando a vida da pessoa mais fácil, feliz e saudável.

Laís Simão, Pedagoga e Professora Especialista em Deficiências Intelectual e Múltiplas.

Veja também:

ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

HIPERATIVIDADE SINTOMAS

O QUE É DISLEXIA?

TDAH NA ESCOLA

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

O QUE É TDAH?

CARVALHO, Rosita Edler- EDUCAÇÃO INCLUSIVA: COM OS PINGOS NOS

Sugestões de atividades em vídeo para TDA ( TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO ):

Summary
Review Date
Reviewed Item
TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO
Author Rating
51star1star1star1star1star
Carregar mais artigos relacionados
  • DATAS COMEMORATIVAS SETEMBRO

    DATAS COMEMORATIVAS SETEMBRO. No mês de setembro os alunos ainda no clima de volta as aula…
  • DATAS COMEMORATIVAS AGOSTO

    DATAS COMEMORATIVAS AGOSTO. Chega o mês de agosto, as energias estão renovadas, ocorrem à …
  • DATAS COMEMORATIVAS: JULHO

    DATAS COMEMORATIVAS: JULHO Enfim chega o recesso escolar, os estudantes têm mais tempo par…
  • DATAS COMEMORATIVAS: JUNHO

    DATAS COMEMORATIVAS: JUNHO Junho é o mês que antecede o recesso escolar do mês seguinte, p…
  • JOGOS DE NATAL

    JOGOS  DE NATAL O natal é uma das épocas mais deliciosas do ano, é um momento para es…
  • COMO ALFABETIZAR UM ALUNO COM SÍNDROME DE DOWN

    COMO ALFABETIZAR UM ALUNO COM SÍNDROME DE DOWN Sabemos que alfabetizar uma criança não é u…
  • BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS

    BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS As brincadeiras folclóricas de fato são super procuradas, são leg…
  • ATIVIDADES PARA CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN

    ATIVIDADES PARA CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN As crianças com Síndrome de Down ou Trissomi…
carregar mais Andre Marques
  • ADHD em crianças

    É normal que as crianças ocasionalmente esqueçam o dever de casa, o sonho durante a aula, …
  • TDAH TRATAMENTO

    O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um dos transtornos mais decorrentes …
  • ATIVIDADES PARA CRIANÇAS HIPERATIVAS

      As crianças são agitadas e alvoroçadas, isso faz parte do seu processo de crescimen…
  • HIPERATIVIDADE SINTOMAS

      É incrivelmente normal vermos crianças, correndo, brincando, se divertindo e agitad…
  • TDAH NA ESCOLA

      A fase de começar a freqüentar a escola para muitas crianças é complicada e difícil…
  • DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

      Para quem trabalha com educação sabe que o processo de aprendizagem não é igual par…
  • O QUE É TDAH?

      O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é um transtorno neurobiológico,…
  • CRIANÇA HIPERATIVA

        As crianças são agitadas e alvoroçadas, faz parte do seu processo de crescim…
Carregar mais TDAH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *